Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Redação do Fórum da Construção

Piso aquecido. Como funciona e quais suas vantagens



Ter uma casa com piso aquecido é sinônimo de muito conforto durante o inverno. A principal vantagem deste tipo de piso, em relação aos aparelhos de ar-condicionado e aquecedores portáteis, é que em vez de aquecer apenas um ambiente, você pode aquecer toda a casa de uma vez só e de forma homogênea.

Porém, o processo de controle e monitoramento das temperaturas é feito através de sensores colocados separadamente em cada ambiente. Dessa forma, é possível utilizar temperaturas diferentes, se assim for desejado.


Com o piso aquecido, o ar quente fica mais leve e passa a subir naturalmente, aquecendo o ambiente todo de forma suave e agradável, sem abafamento, ruído, ressecamento ou ocupando espaço, como no caso dos ar-condicionados. Com os aquecedores pode-se agregar, ainda, às desvantagens a queima de oxigênio.

Existem dois tipos de pisos aquecidos: os hidráulicos e os elétricos. No sistema hidráulico, o aquecimento acontece através de uma tubulação com água aquecida à gás (a caldeira geralmente é instalada na cozinha, lavanderia ou garagem) que passa por baixo do concreto. Na opção pelo sistema elétrico, o aquecimento é realizado por resistências elétricas em forma de serpentina ou através de mantas de aquecimento, também instaladas abaixo do concreto.

Sistema hidráulico

Manutenção: a cada três anos, troca da água, que funciona num circuito fechado. Em contato com o metal, ela fica suja.

Quando não vale a pena: sistema caro para ser instalado em áreas de até 50 m² . A colocação é trabalhosa em moradias prontas.

Sistema elétrico

Manutenção: troca dos termostatos a cada dois anos.

Quando não vale a pena: necessita de obra trabalhosa para colocação no caso de uma casa já construída. Aumenta o consumo de energia.

O piso aquecido é compatível com qualquer revestimento, mas é aconselhável que o cada fornecedor garanta seu produto. “É importante observar se a cola do porcelanato é resistente a temperaturas mais elevadas, por exemplo. Assim como informar-se, caso seu revestimento seja de madeira, com o fabricante, se aquela madeira pode sofrer aquecimento”, alerta.

Os pisos frios, como cerâmicas, porcelanatos, mármores e granitos transmitem melhor o calor de baixo para cima, o que gera uma sensação mais intensa de calor nas superfícies. Revestimentos como laminados, tacos de madeira, madeiras maciças possuem coeficientes de transmissão térmica um pouco menores que, no entanto, em nada comprometem a eficiência no funcionamento dos sistemas.

Destaque-se a importância de colocar o piso aquecido quando a casa estiver em processo de construção ou, melhor ainda, na planta. “O piso aquecido requer espaço, e ele ficará mais alto do que o normal, graças a todo o aparato que vai embaixo. Se uma pessoa quer uma casa com o pé direito alto, ela deve fazer um pouco mais alto do que imagina, pois o piso vai ocupar um bom espaço”. Geralmente, a própria empresa que vende e instala este tipo de sistema vai sugerir um profissional para avaliar qual o piso mais indicado e o que precisa ser pensado e feito para que fique do jeito que o cliente deseja.

Para imóveis prontos, a instalação do piso aquecido exige uma obra para quebrar boa parte do piso, já que o circuito precisa obrigatoriamente estar abaixo do contrapiso, para que tenha uma espessura mínima para a camada isolante, cabos ou tubulações e camada de proteção. Depois de instalado o sistema de aquecimento, o piso pode ser lavado normalmente.



Fonte:hagah.com.br


Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Por que usar mármore em minha obra?

Pisos frios e quentes: quais as diferenças e como escolher?

12 motivos para apostar sem medo na grama artificial

Qual o melhor piso para a garagem? Piso frio ou concreto apenas?

Os benefícios do carpete

Benefícios e Vantagens do Uso do Carpete

Confira as vantagens e desvantagens do piso de Mármore

Como escolher o piso ideal para a sala

Cuidados para limpar e conservar bancadas de granito

Pisos para apartamento: como escolher o modelo mais adequado para o seu uso

Acabe com as dúvidas sobre o piso da cozinha

Por que utilizar o piso vinílico?

Porcelanato preto, branco, cinza e travertino.

Piso aquecido. Como funciona e quais suas vantagens

Dicas para evitar erros na instalação do piso vinílico

As vantagens no uso do piso vinílico

Piso vinílico facilita uso de madeira na decoração de banheiros e cozinhas

Pisos de madeira de demolição: como escolher.

Um novo ambiente? Pisos vinílicos, a solução ideal

Pisos vinílicos: práticos de aplicar e de usar

Dicas para manutenção de pisos

Piso cerâmico, o que usar em casa?

Revestimentos vinílicos para área molhadas, a solução da Tarkett

A praticidade e o design do Piso Vinílico

Como decorar o quarto do seu bebê. Qual o piso e outras dicas.

Soluções em pisos vinílicos para ambientes esportivos e hospitalares

Olhos atentos no chão, inovando com pisos vinílicos.

Pisos vinilicos unindo sonho e fantasia

Parece madeira, mas é piso Fademac

Pisos vinílicos auxiliam na questão da humanização hospitalar

Pisos sustentáveis: Você sabe onde se está pisando?

Pisos vinílicos : Quando valorizar a imitação significa respeitar a natureza

Pisos vinilicos : um novo olhar!

A importância do contrapiso para a colocação de pisos vinílicos

Dúvidas mais comuns em relação aos pisos vinílicos

Pisos frios: como usar e o que evitar na decoração