Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Patologias da construção (veja mais 21 artigos nesta área)

por Hellen Veloso

Descolamento de rebocos e pisos



O revestimento na edificação não tem apenas a função de embelezamento. O revestimento serve para proteger a edificação de agentes externos , promover a segurança e o conforto do usuário e evitar a degradação dos materiais utilizados na construção.

Sendo assim, o descolamento de revestimentos não é apenas um problemas estético, mas sim um aviso de futuros problemas no interior da edificação.

Como surgem?

Durante a execução do projeto falhas como a escolha de materiais incompatíveis com as condições de uso e falhas técnicas como quando os assentadores não dominam a tecnologia de execução, ou os responsáveis pela obra não controlam corretamente o processo de produção, podem dar origem ao descolamento de rebocos e pisos.


Além disso, este tipo de patologia pode se originar de fatores externos, como: variações térmicas, sol, chuva, vento, umidade, vibrações e emissões gasosas.

Os destacamentos são caracterizados pela perda de aderência das placas cerâmicas do substrato, ou da argamassa colante, quando as tensões surgidas no revestimento cerâmico ultrapassam a capacidade de aderência das ligações entre a placa cerâmica e argamassa colante.

Devido à probabilidade de acidentes envolvendo os usuários e os custos para seu reparo, esta patologia é considerada a mais séria. As situações mais comuns de descolamento costumam ocorrer por volta de cinco anos após a conclusão da obra.

Como evitar?

Algumas maneiras de se evitar o descolamento de revestimentos são:

- elaboração de um projeto detalhado do revestimento de fachada;

- controle na execução do projeto;

- aquisição e controle adequados dos materiais empregados;

- treinamento e conscientização da mão-de-obra;

- e execução de acordo com as especificações e procedimentos da ABNT .



Fonte:blog.dopetcivil.com



Você conhece o "Curso a distancia IBDA - CentrodEstudos? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Como Consertar Rachaduras em Paredes de Alvenaria

Cerâmica Soltando: Diagnóstico, Causas e Recuperação

Patologia na Construção Civil: A permanência de velhos erros em novos contextos

Diferença de fissura e trinca de paredes e como tratar

Patologias causadas por infiltração em edificações

Patologia, Fique atento aos sinais que sua casa dá !

Descolamento de rebocos e pisos

Como lidar com as trincas nas edificações

Retração – Redução de Efeito e Compensação

Falha humana predomina nas patologias do concreto

Patologias em sistemas prediais - Hidráulica

O que é patologia das construções?

Trincas, fissuras, fendas e rachaduras exigem cuidado

Fissuração do Concreto devido às Tensões de Origem Térmica: Como evitá-la?

Patologias em Sistemas Prediais Hidráulico-Sanitários

Patologias na Construção Civil

Vícios e defeitos de construção

Defeitos em edifícios

Defeitos em Edifícios. Quais as causas? Quem é responsável? Como reformar ?

Patologia das Estruturas, qual a sua importância?

Asfalto poroso absorve água e reduz riscos de enchentes

Reforma de casas antigas: substituição de forro de estuque atacado por umidade e cupins