Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Sustentabilidade é uma das prioridades do IBDA , e temos a parceria com o GRUPO SUSTENTAX.
A “Sustentax – Engenharia de Sustentabilidade “ é uma empresa do grupo, que se dedica a projetos de sustentabilidade de empreendimentos, desenvolve o gerenciamento de certificação de prédios, com base no critério LEED (Leadership in Energy na Environmental Design) criado pelo USGBC (U.S. Green Building Concil).
Saiba mais: www.sustentax.com.br

Em Arquitetura sustentável (veja mais 133 artigos nesta área)

por Arq. Cristiana Azevedo

Arquitetura Verde: O Edifício Harmonia 57 - Admirável verde vivo



O projeto do edifício de escritórios Harmonia 57 em São Paulo se tornou um notório exemplar da boa arquitetura e da aplicação de metas sustentáveis atualmente.

Com soluções simples, técnicas vernáculas e uma tipologia que não desrespeita seu entorno, o edifício, despretensiosamente, vem conquistando a opinião de arquitetos, estudantes e até mesmo o premio ‘Naja’, dado pelo Ministério da Cultura Francês a jovens arquitetos. É definitivamente um novo olhar sobre a “arquitetura verde”.

Mas o que fazem de esse edifício sustentável, ‘verde’ e especial?
Esse artigo busca fazer um passeio pelo projeto através de fotos, revendo as técnicas e soluções criativas usadas pelos arquitetos. Já que uma boa forma de se entender a Sustentabilidade na arquitetura é analisar e estudar sua aplicação.

Foto 1 – O edifício visto desde sua praça central.



O edifício foi projetado pelo escritório de arquitetura Triptyque, formado por uma arquiteta brasileira e três arquitetos franceses. Os quatro, que foram colegas de faculdade, decidiram montar um escritório em São Paulo onde suas idéias seriam motivadas pelas inúmeras possibilidades de criação que a cidade oferece. Essa sociedade deu certo e já estão totalmente adaptados à forma de viver brasileira, o que transparece em todas as suas criações.

O ‘Harmonia 57’ está localizado na Vila Madalena, bairro de São Paulo conhecido por sua grande atividade cultural e boemia. Hoje muitos ateliês, centros de exposições, escolas de musica e teatro dão cara ao bairro.


Foto 2 – O edifício em meio a seu contexto paulistano.



O edifício vai mais além de que um elemento inerte inserido no meio da paisagem paulistana. Esse objeto é um organismo literalmente com vida, pois cresce e muda sua aparência. É justamente esse o conceito: “como um organismo vivo, o edifício respira, sua e se modifica transcendendo sua inércia”. Cada época do ano uma arquitetura diferente, que se transforma como um corpo orgânico. Uma mistura de arquitetura e arte, onde a funcionalidade, tão presente no projeto, brinca com as novas formas de intervir no espaço urbano.

Sua volumetria é bastante objetiva e clara: são 2 blocos interligados por rampas e decks. O primeiro é formado por um térreo e dois pavimentos (com um escritório de 85 m² e terraço cada um). O segundo bloco é formado por 3 pavimentos, e um pequeno estúdio de 40 m2 sobre ele (cada pavimento possui um escritório de 120 m² e terraço). Entre esses dois volumes, um térreo configura uma praça aberta e unida à rua, uma espécie de clareira entre esses dois volumes “vegetais”.


Foto 3 - Vista geral da volumetria do edifício.



Os blocos cortados por varandas, aberturas e vidros são ligados por passarelas e permeados por decks e uma praça, criando um jogo de atmosferas abertas e fechadas, íntimas e privadas, mas sempre naturais e vivas.


Foto 4 – Vista do interior de um dos escritórios.




Foto 5 – Rampas, decks e uma praça de convívio comum interligam os blocos.



Os materiais utilizados já são bastante conhecidos por nós, mas aplicados sempre de maneira inovadora, com técnicas que misturam o ‘vernáculo’ com o ‘contemporâneo’. Suas paredes são de cor cinza, de um concreto simples, intencionalmente deforme e esculpida para receber a cobertura de vegetação. Seus decks são de estrutura metálica com piso de madeira e os corrimões metálicos podem fazer a vez de encanamentos também. As janelas são planos de vidro protegidas por madeira com a forma pura de troncos de árvores. Essa estrutura por sua vez, tem a possibilidade de estar fechada ou abrir-se possibilitando vista à cidade.


Foto 6 – Concreto, aço, e madeira compõem de maneira inovadora a essência do edifício.




Foto 7 e Foto 8 – As janelas tem a possibilidade de proteção a sua privacidade ou se abrirem ao exterior.



Um “ser vivo”

O que permite toda a vivacidade de suas fachadas é o princípio de captação de água de chuvas. A ‘pele’ da estrutura são suas paredes externas, duplas e cobertas por uma espessa camada vegetal. Essa parede é feita de um concreto orgânico com poros preparados para receber essa vegetação, que cresce graças a seu bem pensado sistema de irrigação. A água é captada, passa por uma série de filtros até estar pura e pronta para ser guardada em reservatórios. A partir daí segue para ser distribuída e irrigada pelas tubulações que rodeiam todo o edifício, exibidos nas paredes exteriores como ‘veias’ e ‘artérias’ desse corpo vivo.


Foto 9 – Detalhe da irrigação proporcionada graças as tubulações que rodeia todo o edifício.




Foto 10 – A escolha das espécies foi determinada de acordo com o clima local e com o intuito de associar plantas com características distintas que podem se ajudar mutuamente e assim formar um ecossistema local.



A parede dupla coberta de vegetação e seu sistema de irrigação garantem o conforto térmico e acústico no interior do edifício. O sistema de captação e armazenamento de água de chuva garante até 90% de economia de água. Suas grandes aberturas e janelas estrategicamente localizadas permitem o aproveitamento da luz natural. Isso quer dizer: economia de energia e dinheiro com ar condicionado, luz e água.

Harmonia 57 incorpora características sustentáveis dialogando amistosamente com seu entorno cultural e natural. Preserva características locais, se faz uso de variáveis climáticas e preserva recursos naturais. Sua proposta não agride a tipologia local já que sua estética consegue ser selvagem e elegante ao mesmo tempo, chamando a atenção não por sua avidez e sim por sua simplicidade e inovação.

Está inserido em um meio onde os cenários culturais e laborais fervem, e está pronto para receber pessoas que querem trabalhar dentro de um organismo vivo e íntimo e que estão de acordo com as novas prioridades contemporâneas e às novas formas de habitar.

O desafio da ‘arquitetura verde’ foi cumprido de maneira excepcional e simples. Uma prova que construir sustentável não é sinônimo de tecnologia cara e inalcançável. Espaços abertos à sociedade, técnicas naturais, aproveitamento de água e luz natural, materiais regionais, usos e programas adequados e aproveitamento do terreno nos mostram que nesse edifício a Arquitetura Verde “nasce”, “vive”, “se modifica” e se faz presente.

Mais informações sobre o edifício no site do escritório autor do projeto Triptyque: www.triptyque.com

Comentários

Mais artigos

O que é Ecoeficiência e Sustentabilidade ?

Arquitetura Sustentável - O que é um projeto sustentável

Arquitetura ecológica x Arquitetura sustentável

Iluminação natural, uma questão de sustentabilidade

Cobertura Verde: Um Conceito Barato e Ecológico para a Engenharia Civil

O Impacto da Construção Civil no Meio Ambiente

Acessibilidade para os mais velhos

Como assim, arquitetura sustentável...

Como Transformar Empreendimentos Existentes em Sustentáveis

Princípios básicos para uma Arquitetura Sustentável e Materiais Sustentáveis

Cenário da Construção Civil e Conceito de Construção Sustentável

Sustentabilidade Social Também é Fundamental

Materiais de construção sustentáveis

Arquitetura Sustentável

Infraestrutura verde e qualidade de vida

Acessibilidade para os mais velhos

Prédios verdes em crescimento?

Casas sustentáveis, o futuro das cidades

Como identificar os falsos produtos sustentáveis

Dicas de sustentabilidade para sua cozinha

Materiais Sustentáveis

Como reaproveitar a água da chuva?

Casas Sustentáveis: Lucro Certo.

Meio Ambiente e Construção Civil

Como Aplicar a Sustentabilidade em Casa?

Sustentabilidade é pura bobagem

Sustentabilidade: pequenas atitudes podem fazer a diferença.

Novos hábitos para uma cozinha ecológica

Ecologia Urbana – Ações Simples que Podem Preservar

Sustentabilidade no segmento de shoppings centers

Arquitetura Sustentável, seus conceitos

Panorama da sustentabilidade de empreendimentos no Brasil

Sustentabilidade na prateleira

Ecologia Urbana – Ações Simples que Podem Preservar o Meio Ambiente

Casas ecológicas, o que são?

RIO+20: As Delícias da Crítica Fácil ou O Manifesto da Contra-Indignação

Padrões de construção verde

Bambu é adotado como material de construção sustentável

Conheça o conceito de sustentabilidade e construção sustentável

Casas Ecológicas – Tenha um Lar Sustentável

Referências para o varejo sustentável

Hotéis verdes

Lojas mais sustentáveis

Meio Ambiente: Trabalhar sob a ótica da solução

Arquitetura Sustentável - O que é um projeto sustentável

Decoração ecológica

Como escolher produtos mais sustentáveis?

As várias faces da Sustentabilidade

Novas Referências na Sustentabilidade Empresarial

Seja sustentável no escritório também!

Pratique Sustentabilidade

Soluções incompletas para a substituição de sacolas plásticas

Arquitetura sustentável, o que é?

Sustentável no dia-a-dia

Concreto com menos cimento reduz impacto ambiental

As várias faces da Sustentabilidade

As Ecoineficiências dos Ecoeficientes

Prioridades na Sustentabilidade Corporativa

O varejo, os consumidores e os produtos sustentáveis

Acessibilidade urbana do portador de necessidades especiais e a sociedade

Como identificar produtos sustentáveis?

Politica e Gestão Ambiental – Proposta de Ecovilas para a população de baixa renda no Brasil

É chegada nossa hora?

Gestão Sustentável de Resíduos Sólidos da Construção Civil (GBC Brasil)

Casa com grama no telhado aposentaria ar-condicionado

Imóveis ‘verdes’: o uso de soluções para sustentabilidade

Simulação de Iluminação Natural para Certificação LEED

Primeiro empreendimento comercial certificado AQUA do Brasil

Sustentabilidade é, antes de tudo, um bom negócio!

Seminário da Construção e Certificação Sustentável (GBC Brasil)

A rotulagem ambiental e a competitividade no mercado interno

Produtos ecológicos? O detetive verde vai dizer.

Eficiência energética: CENPES - Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobrás

Ventura Corporate Towers - Fortalecendo o movimento verde no Rio de Janeiro

Ambientes termicamente mais confortáveis

Tecnologias ambientais e sociais: uma condição essencial para um futuro sustentável

Cursos EcoBuilding

A importância dos selos verdes

Prédios verdes, o que considerar.

Lançamento do Projeto Residência Sustentável

O impacto dos materiais em projetos e na construção de empreendimentos sustentáveis.

Olimpíadas sustentáveis, mãos à obra!

Moradias mais eficientes, com melhor qualidade de vida e menor impacto socioambiental

Prédios Verdes: Rochaverá Corporate Towers: recebe certificação ambiental

CASA COR - Interiores sustentáveis

A sustentabilidade na construção civil

Inclusão social com sustentabilidade

Uma Floresta Pouco Ecológica

Moradias mais eficientes, com melhor qualidade de vida e menor impacto socioambiental

Telhado Vivo ou Telhado claro?

Desenvolvimento Urbano Sustentável: uma proposta para o cinturão verde de São Paulo

Copa do Mundo Verde

Etiquetagem de Imóveis: uma questão de números

Materiais com baixos impactos no meio ambiente, na sua saúde e no seu bolso.

Desenvolvimento urbano sustentável : uma questão de espaço.

A casa de emissão zero

Arquitetura sustentável : Ubatuba - SP ganha o primeiro residencial clube.

Quanto Custa uma Casa?: uma nova abordagem sustentável

Arquitetura Apropriada em busca da Sustentabilidade

Arquitetura sustentável: ONU pede para construção civil reduzir emissões de carbono

Arquitetura Sustentável : O green building ficou pronto e agora?

Sustentabilidade orientou obra pública da Todescan e Siciliano em São Paulo

Sustentabilidade na Construção: nem Flinstones, nem Jetsons.

Antes de pintar seu imóvel pense na saúde de sua família

Arquitetura Verde: O Edifício Harmonia 57 - Admirável verde vivo

Contribuindo com a sustentabilidade: indústria cimenteira transforma pneus e resíduos em cimento

Edifícios Ecológicos

Antigo prédio de Museu de História Natural reabrirá sob um cobertor verde

Produtos recomendados para construções sustentáveis recebem atestado na Mostra do sistema FIESP

O que é Arquitetura sustentável?

Geoengenharia pode desacelerar ciclo global da água

A Liderança Empresarial e a Sustentabilidade

Arquiteta insere conceito de sustentabilidade em projeto de bar na mostra B Gourmet

A educação do cliente final vai criar demanda por imóveis sustentáveis

Diretora da Anab incita empresários a buscar inovações nas universidades

Sustentabilidade para Educar

Sustentabilidade para o mercado de construção

Indicador de dispersão urbana mostra impacto ambiental das cidades

Curso Intensivo de Geobiologia no Rio de Janeiro com Allan Lopes Pires

Telhados verdes - O valor das coberturas verdes leves

Seminário de Sustentabilidade

Por que durabilidade?

Casa - uma questão de pele

Asfalto de borracha utilizado para repavimentar vias

Turbinas submersas vão gerar energia a partir das marés

Os critérios LEED de avaliação para construção verde

Construção verde: orientada para o mercado, sem perder de vista o meio ambiente

O Brasil e a necessidade de aplicar os conceitos da arquitetura sustentável

Solo-cimento, solução para economia e sustentabilidade

Dicas básicas para um edifício sustentável

Arquitetura da preservação na nova sede da Ipel

Casateliê, um exemplo de arquitetura sustentável

O que é Arquitetura sustentável?

Soluções em tratamento de esgoto da Alpina