Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Arquitetura Inclusiva (veja mais 54 artigos nesta área)

por Silvana Maria Rosso

Arquitetura inclusiva, Desenho universal é a palavra-chave para alcançar a acessibilidade



Graças às manifestações da sociedade e leis específicas, o olhar sobre as diferenças humanas está mudando. Pouco a pouco, novos conceitos e condutas são incorporados pela sociedade.

E principalmente por designers, arquitetos, engenheiros, fabricantes e até administradores públicos que reaprendem a pensar o projeto. O desenho universal prega soluções simples e holísticas, que atendem uma abrangente tipologia humana, sem tecnologias sofisticadas e a custos acessíveis - uma construção adaptável sai no máximo 1% mais caro que as convencionais.


Agora, há parâmetros estipulados em normas e que podem ser discutidos, cobrados pela sociedade e fiscalizados pelas autoridades.

Tecnologias de automação, que estão mais em conta, também são disponibilizadas para derrubar barreiras e facilitar a vida de todos os cidadãos.

O fim do homem padrão

O desenho universal recria o conceito de homem padrão - nem sempre o homem real. Seu conceito nasceu nos anos de 1960, nos Estados Unidos, como uma resposta à discussão sobre essa padronização do homem, definindo um projeto de produtos e ambientes que possam ser usados por todos, na sua máxima extensão possível, sem necessidade de adaptação ou projeto especializado para pessoas com deficiência.

Ele começou a ser discutido no Brasil 20 anos depois, com o objetivo de conscientizar profissionais da área de construção sobre a acessibilidade. E agora vem sendo apregoado em normas e leis, e é tema obrigatório na grade curricular dos cursos universitários correlatos, para formar profissionais capazes de atender às novas exigências e premissas.

Um projeto universal inclui produtos acessíveis para todas as pessoas, independentemente de suas características pessoais, idade ou habilidades. "A meta é que qualquer ambiente ou produto seja alcançado, manipulado e usado, independentemente do tamanho do corpo do indivíduo, de sua postura ou mobilidade", explica Silvana Cambiaghi, autora do livro Desenho Universal (Editora Senac).

O desenho universal também valoriza o desenvolvimento do usuário ao longo de sua vida, uma vez que suas características e atividades mudam de acordo com a fase. A criança, por exemplo, de dimensões menores, não consegue alcançar ou manipular uma série de objetos, por não serem seguros, ou porque não foram pensados para elas. Assim como os idosos com menor resistência, mais baixos, com menos audição e outras dificuldades que atrapalham a execução de várias atividades.

Além das situações provisórias, como uma fratura, um torcicolo, ou uma gestação; ou a aquisição inesperada de alguma deficiência, seja ela física, psíquica ou sensorial, que podem complicar a rotina das pessoas. "O ser humano normal é precisamente o ser humano diverso, e é isso que nos enriquece como espécie. Portanto, a normalidade é que os usuários sejam muito diferentes e que os projetos propiciem usos distintos", ressalta Silvana.

A caminho da acessibilidade

Há hoje no Brasil cerca de 27 milhões de deficientes e 19 milhões de idosos. Estima-se que, dentro de dez anos, a população com mais de 60 anos chegará a 30 milhões, criando novos requisitos para a cidade e seus espaços. "Os números chamam a atenção para a necessidade do planejamento de espaços cujo acesso seja garantido a qualquer usuário, com autonomia e independência", afirma Silvana.

Da década de 1980 para cá a palavra acessibilidade começou a se incorporar em nosso vocabulário. Em 1985, foi publicada a NBR 9050, Acessibilidade a edificações, mobiliário, de espaços e equipamentos urbanos (disponível no site www.acessibilidade.org.br), da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), revisada pela primeira vez em 1994. Em 1988, a Constituição Federal já se referia ao direito à acessibilidade aos portadores de deficiência sem, no entanto, cobrar o seu cumprimento. Só em 2000, 12 anos depois, o assunto originou as Leis Federais 10.048 e 10.098.

O grande impulso para a aplicação da lei foi a revisão da NBR 9050 em 2004, que além de considerar as pessoas com deficiência, ampliou a abordagem para quem tem dificuldades de locomoção, idosos, obesos, gestantes etc., e ressaltando o conceito de desenho universal. Em dezembro do mesmo ano, finalmente as leis 10.048 e 10.098 foram regulamentadas pelo Decreto 5296 (disponível no site www3.dataprev.gov.br/SISLEX/paginas/23/2004/ 5296.htm), estabelecendo normas e critérios para a promoção da acessibilidade.

Mesmo com parâmetros estipulados na forma de lei, seu cumprimento só se tornou obrigatório e passível de fiscalização quando, em 2005, o Ministério das Cidades lançou o Programa Brasil Acessível, com o intuito de estimular e apoiar os governos municipais e estaduais a assegurarem a circulação. Entre as ações previstas estavam a difusão do desenho universal e a publicação de conteúdos temáticos, disponíveis no site www.cidades.gov.br.




Fonte:www.au.pini.com.br




Você conhece o "Curso a distancia IBDA - CentrodEstudos? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

A arquitetura inclusiva é a arquitetura que respeita a diversidade humana e gera acessibilidade para todos

Os pré-requisitos da arquitetura universal

Projetando a melhor idade

Arquitetura inclusiva, Desenho universal é a palavra-chave para alcançar a acessibilidade

Leis de acessibilidade e desenho universal

Acessibilidade, um direito de todos.

Acessibilidade, é direito de todos!

Espaços edificados para o idoso: condições de conforto.

Decore a casa para os idosos

Quarto para idosos

Arquitetura Inclusiva – Uma nova cultura

Como Adaptar a Casa Para Idosos?

Arquitetura Inclusiva e seus desafios

Aplicação do Desenho Universal no Visual Merchandising

Arquitetura Inclusiva e Desenho Universal: Qual seu valor de mercado?

Banheiros mais funcionais revelam adaptações com sutileza e elegância

Desenho universal para moradia popular

Acessibilidade e a visão do futuro

Calçadas e acessibilidade

Design Inclusivo: Benefício para todos

Idosos transformam o mercado imobiliário

Incentivo X Proibição das portas de 60 e 70 cm

Casa para a vida toda? Para todos?

Acessibilidade universal

Idosos : Conforto e autonomia em casa!

Projeto inclusivo de verdade

Arquitetura inclusiva : Casa para o idoso.

A arquitetura como instrumento de inclusão social

Crise? Momento ideal para novos mercados, novos desafios. Para os profissionais e para a indústria.

Projeto piloto comprova viabilidade econômica da casa universal

1ª Jornada Nacional de Arquitetura Inclusiva : quanto representa economicamente esse mercado no mundo imobiliário ?

Curso de Arquitetura Inclusiva - Teoria e Prática

Serviço online permite que cegos naveguem na Internet de qualquer computador

Espaços Sentidos Universais

Atenção, profissionais da construção: chegou a Cartilha da Acessibilidade

Lançamento do livro - Acessibilidade nos Municípios - como aplicar o Decreto 5296/04

Daud lança pisos especiais para saídas de emergência e rotas de fuga

Ergonomia é fundamental em respeito ao cliente!

Projeto obriga construção de apartamentos para deficientes

Piso Tátil por quê?

Lançamento do livro - Desenho Universal -

1º Workshop de Arquitetura de Informação, Acessibilidade & Usabilidade

A Igualdade Começa pelo Planejamento da Cidade

Projeto de sistema estrutural de orientação urbana para deficientes visuais

Joystick virtual substitui mouse por comandos de voz

Conheça o primeiro projeto com aplicação do Universal Design lançado no Brasil

Acessibilidade e a Visão do Futuro

Programa transforma voz em linguagem de sinais

Desenho Universal: reflexão e ação repercute no meio

Universal Design na Arquitetura

Desenho Universal: reflexão e ação

Moradias do futuro aliam conforto, segurança e também acessibilidade

Acessibilidade e sua importância nos projetos de hoje e do futuro

Design Universal na Arquitetura

Porta que otimiza espaço