Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Arquitetura Inclusiva (veja mais 54 artigos nesta área)

por Marta Gil

Desenho Universal: reflexão e ação



Benvinda! Benvindo! Declaramos inaugurada a coluna “Desenho Universal”. O objetivo deste espaço, criado a partir de convite do Fórum da Construção, é discutir sobre o Desenho Universal, conceito ainda pouco conhecido e, provavelmente por isso mesmo, praticamente ausente do nosso cotidiano.

Porém, não nos contentamos em ficar apenas no plano das idéias, das reflexões e das elocubrações: afinal, estamos no Fórum da Construção, como acabamos de dizer.

Nosso objetivo maior é influenciar iniciativas, projetos e ações de pessoas, entidades, órgãos públicos, pois sabemos da importância do Desenho Universal para todos nós, quaisquer que sejam nossas características pessoais. Desejamos conversar, agir, voltar a conversar, criando um fluxo onde a fala e a ação se entrelacem e se alimentem.

O conceito de Desenho Universal relaciona-se com outros: Acessibilidade, Usabilidade, Ergonomia e também com valores: Inclusão, Equiparação de Oportunidades, Respeito à Diversidade, Equidade, Qualidade de Vida. Ao falar sobre Desenho Universal, algumas perguntas e observações pulam à nossa frente, provocativas como se fossem Sacis:


• Muitas pessoas que têm conhecimentos teóricos sobre acessibilidade têm dificuldade para mudar sua conduta e gerar informações, serviços e ambientes acessíveis e inclusivos. Como dar o salto, de modo a incorporar o que sabemos no que fazemos?

• Todos pensam que acessibilidade serve apenas para si OU para os “outros”

• Uma única torneira inadequada num banheiro adaptado deixa de fora muitas pessoas, que não conseguirão acioná-la


• Como aplicar os princípios do Desenho Universal quando existem pessoas cuja principal preocupação não é o "amanhã", mas a incerteza quanto à próxima refeição... ou que não têm moradia ou a mais básica assistência de saúde? Como tornar tais princípios consistentes com o fato de que para a maioria da população mundial não existem os conceitos de "padrões básicos", "códigos de edificação", "regulamentações"? Nesta situação, que sentido real têm serviços como "o banheiro", "a cozinha", "o vestíbulo", "a rampa", "a iluminação", "a acústica"? E, principalmente, como acrescentar qualidade de vida aplicando o Desenho Universal?

Como o escritor Walcyr Carrasco percebeu com propriedade, sempre falta alguma coisa “Estou no Aeroporto de Congonhas, que acaba de passar por uma tremenda reforma. Pego o cartão de embarque. Vôo imediato. Decolo pelo saguão. Aterrisso na escada rolante. Alço vôo até o portão de embarque. Sou um dos últimos passageiros a entrar. Sento, exausto. Ótimo. Valeu por uma aula na academia! Só não perdi o vôo porque fui a jato. Mas e se tivesse mais idade ou alguma deficiência física?

Os grandes aeroportos internacionais dispõem de esteiras rolantes. É fácil ir e voltar. Tanto Congonhas como Guarulhos não as possuem. Ao se realizar a ampliação, por que não colocaram as tais esteiras, que facilitam a locomoção de idosos, crianças, deficientes e das pessoas em geral, impedindo inclusive que tropecem umas nas outras na correria? (...)

Fazem-se as obras, mas sempre falta algo. Tudo é quase bom. Como a Avenida Jornalista Roberto Marinho, antiga Águas Espraiadas. Gastou-se uma fortuna para construí-la. O traçado inicial ia da Marginal até a Imigrantes. Seria uma alternativa para desafogar o conturbado trânsito da Bandeirantes. Dia desses errei um caminho e cheguei até o final. Ela termina em um muro! Sim, uma avenida daquele tamanho acaba, sem mais, em um muro ladeado por ruazinhas estreitas! Seria perfeita, se não faltasse um bom pedaço!

Se o deficiente conseguir chegar até a porta, há o acesso. Mas como vai até lá? Voando? Por ser deficiente físico não tem direito a atravessar uma rua, já que as calçadas na sua maior parte não facilitam? A preocupação existe. Seria ótima, se não faltasse uma coisa aqui, outra ali...

Perdi o fôlego! Quanto mais penso, mais lembro. A cidade possui obras e projetos maravilhosos. Idéias não faltam. Mas o duro é que... sempre falta alguma coisa.”

Perceberam a importância dessa coluna?

Esperamos que aceitem o convite e participem. Vamos melhorar o entendimento sobre a realidade – nossa e do outro.

Aguardamos vocês, perguntas, exemplos e reflexões.

Um grande abraço,

Marta Almeida Gil
Vice-Presidente
Amankay - Instituto de Estudos e Pesquisas

Maria Lucia Capella Botana
Diretora de Comunicação e Marketing
IBDA - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Arquitetura

Arqª Drª Sandra Perito
Diretora Presidente
IBA - Instituto Brasil Acessivel

Elisete Baruel
Diretora de Relações Institucionais
Planeta Educação

Comentários

Mais artigos

A arquitetura inclusiva é a arquitetura que respeita a diversidade humana e gera acessibilidade para todos

Os pré-requisitos da arquitetura universal

Projetando a melhor idade

Arquitetura inclusiva, Desenho universal é a palavra-chave para alcançar a acessibilidade

Leis de acessibilidade e desenho universal

Acessibilidade, um direito de todos.

Acessibilidade, é direito de todos!

Espaços edificados para o idoso: condições de conforto.

Decore a casa para os idosos

Quarto para idosos

Arquitetura Inclusiva – Uma nova cultura

Como Adaptar a Casa Para Idosos?

Arquitetura Inclusiva e seus desafios

Aplicação do Desenho Universal no Visual Merchandising

Arquitetura Inclusiva e Desenho Universal: Qual seu valor de mercado?

Banheiros mais funcionais revelam adaptações com sutileza e elegância

Desenho universal para moradia popular

Acessibilidade e a visão do futuro

Calçadas e acessibilidade

Design Inclusivo: Benefício para todos

Idosos transformam o mercado imobiliário

Incentivo X Proibição das portas de 60 e 70 cm

Casa para a vida toda? Para todos?

Acessibilidade universal

Idosos : Conforto e autonomia em casa!

Projeto inclusivo de verdade

Arquitetura inclusiva : Casa para o idoso.

A arquitetura como instrumento de inclusão social

Crise? Momento ideal para novos mercados, novos desafios. Para os profissionais e para a indústria.

Projeto piloto comprova viabilidade econômica da casa universal

1ª Jornada Nacional de Arquitetura Inclusiva : quanto representa economicamente esse mercado no mundo imobiliário ?

Curso de Arquitetura Inclusiva - Teoria e Prática

Serviço online permite que cegos naveguem na Internet de qualquer computador

Espaços Sentidos Universais

Atenção, profissionais da construção: chegou a Cartilha da Acessibilidade

Lançamento do livro - Acessibilidade nos Municípios - como aplicar o Decreto 5296/04

Daud lança pisos especiais para saídas de emergência e rotas de fuga

Ergonomia é fundamental em respeito ao cliente!

Projeto obriga construção de apartamentos para deficientes

Piso Tátil por quê?

Lançamento do livro - Desenho Universal -

1º Workshop de Arquitetura de Informação, Acessibilidade & Usabilidade

A Igualdade Começa pelo Planejamento da Cidade

Projeto de sistema estrutural de orientação urbana para deficientes visuais

Joystick virtual substitui mouse por comandos de voz

Conheça o primeiro projeto com aplicação do Universal Design lançado no Brasil

Acessibilidade e a Visão do Futuro

Programa transforma voz em linguagem de sinais

Desenho Universal: reflexão e ação repercute no meio

Universal Design na Arquitetura

Desenho Universal: reflexão e ação

Moradias do futuro aliam conforto, segurança e também acessibilidade

Acessibilidade e sua importância nos projetos de hoje e do futuro

Design Universal na Arquitetura

Porta que otimiza espaço