Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Arquitetura Inclusiva (veja mais 54 artigos nesta área)

por Arq. Dra. Sandra Perito

Projeto inclusivo de verdade



A promoção da acessibilidade na arquitetura não é um tema novo, mas ainda é, relativamente, difícil de colocar em prática. Prevista no Estatuto das Cidades (Lei nº 10.257, de 2001), já estava na pauta do programa de necessidades em projetos de grandes empresas, que tinham de adaptar suas dependências para receber os deficientes físicos que passaram a ter de contratar, por força da Lei 8.213, de 1991.

Entretanto, assim como as empresas encontram dificuldades para preencher as vagas reservadas a este público como determina a legislação, os arquitetos ainda estão com dificuldades para projetar uma edificação acessível a qualquer usuário, seja por desconhecimento da legislação, seja por falta de produtos no mercado.


Portas mais largas e janelas com peitoris baixos estão entre as características do projeto da Casa Universal, projeto da arq. Sandra Perito


“Acessibilidade não se restringe ao atendimento das necessidades de públicos específicos. Todos poderão, em algum momento de suas vidas, se deparar com as barreiras que os espaços impõem”, destaca a arq. Sandra Perito, presidente do Instituto Brasil Acessível. “Enquanto a acessibilidade e a inclusão forem vistas como exceções, as ações se resumirão ao atendimento às limitadas exigências legais. Isso reflete o modo como nossa sociedade lida com as diferenças, restringindo-as ao conceito de deficiência. As dificuldades cotidianas associadas ao espaço são subestimadas, mas estão presentes para todos”, complementa.

Colocando em prática o que defendia, Sandra projetou a primeira ‘casa para toda a vida’. “A Universal Home é resultado de meu trabalho de Doutorado junto à Universidade de São Paulo. Ela mostra a viabilidade da aplicação do Desenho Universal na edificação de uma casa que servirá aos moradores durante todas as fases de suas vidas”, explica. A edificação, finalizada em 2003, está localizada em um condomínio em Taubaté (SP) e esteve aber ta a visitações durante um período. Hoje é uma propriedade par ticular e está sendo ocupada como moradia. Nela, a arquiteta aplicou os conceitos do Desenho Universal: independência, adaptabilidade, confor to, orientação, pouco esforço físico, acessibilidade, segurança, estética, aplicabilidade, durabilidade e economia.


Cor diferenciada no piso e corrimão iluminado para garantir segurança na escada


Entretanto, Sandra reconhece que esta não é uma tarefa fácil, considerando que sua viabilidade depende de toda uma cadeia produtiva.

Diante das crescentes necessidades, o mercado ainda oferece poucos produtos visando a inclusão e a acessibilidade. Hoje algumas empresas possuem somente uma única linha dentro de um extenso catálogo de produtos”, reclama.

E essa realidade é comprovada pela baixa par ticipação das empresas no inédito Catálogo de Produtos Inclusivos lançado pelo Instituto em 2007 com o objetivo de reunir produtos avaliados e cer tificados, por especialistas, servindo de referência para os consumidores para consulta via internet. “Diante disso passamos a levantar quais produtos existentes no mercado seriam potencialmente inclusivos e a procurar as empresas, buscando conscientizá-las da impor tância dessa postura para o mercado e de melhorar seus produtos para atendê-lo”, conta.

Para junho, o Instituto Brasil Acessível está organizando a 1ª Jornada Nacional de Arquitetura Inclusiva que reunirá experiências, iniciativas e produtos relacionados ao tema “inclusão x mercado imobiliário”, buscando mostrar a viabilidade e os benefícios dessa impor tante relação para os profissionais. Informe-se pelo site www.brasilacessivel.org.br


Rampa na entrada da casa apresenta inclinação de apenas 6% e guia rebaixada para pedestres


Principais características da Casa Universal:

- Tomadas: mais altas para facilitar o alcance;
- Corredores e por tas: mais largos, permitindo acesso e manobras de cadeiras de rodas;
- Banheiros: localização das tubulações com previsão de instalação de barras de apoio; ralo descentralizado do chuveiro; registro do chuveiro na entrada do box, evitando que a pessoa se queime com a água quente;
- Acessibilidade: sensor de presença na escada e corrimão iluminado; rotas de fuga visíveis, com diferenciação de cor da por ta principal das demais portas; desníveis de 2 cm em todas as transições, entre o exterior e o interior, possibilitam uma desocupação sem acidentes em situação de emergência;
- Cozinha: distribuição triangular da área de trabalho para maior funcionalidade; cubas com balcões removíveis e tampos com variações reguláveis na altura; fogão tradicional ou de bancada (cooktop) com balcões volantes, que podem ser usados como áreas extras de apoio; despensa anexa para evitar o uso de armários altos;
- Lavanderia: integrada para evitar deslocamento na utilização.

Comentários

Mais artigos

A arquitetura inclusiva é a arquitetura que respeita a diversidade humana e gera acessibilidade para todos

Os pré-requisitos da arquitetura universal

Projetando a melhor idade

Arquitetura inclusiva, Desenho universal é a palavra-chave para alcançar a acessibilidade

Leis de acessibilidade e desenho universal

Acessibilidade, um direito de todos.

Acessibilidade, é direito de todos!

Espaços edificados para o idoso: condições de conforto.

Decore a casa para os idosos

Quarto para idosos

Arquitetura Inclusiva – Uma nova cultura

Como Adaptar a Casa Para Idosos?

Arquitetura Inclusiva e seus desafios

Aplicação do Desenho Universal no Visual Merchandising

Arquitetura Inclusiva e Desenho Universal: Qual seu valor de mercado?

Banheiros mais funcionais revelam adaptações com sutileza e elegância

Desenho universal para moradia popular

Acessibilidade e a visão do futuro

Calçadas e acessibilidade

Design Inclusivo: Benefício para todos

Idosos transformam o mercado imobiliário

Incentivo X Proibição das portas de 60 e 70 cm

Casa para a vida toda? Para todos?

Acessibilidade universal

Idosos : Conforto e autonomia em casa!

Projeto inclusivo de verdade

Arquitetura inclusiva : Casa para o idoso.

A arquitetura como instrumento de inclusão social

Crise? Momento ideal para novos mercados, novos desafios. Para os profissionais e para a indústria.

Projeto piloto comprova viabilidade econômica da casa universal

1ª Jornada Nacional de Arquitetura Inclusiva : quanto representa economicamente esse mercado no mundo imobiliário ?

Curso de Arquitetura Inclusiva - Teoria e Prática

Serviço online permite que cegos naveguem na Internet de qualquer computador

Espaços Sentidos Universais

Atenção, profissionais da construção: chegou a Cartilha da Acessibilidade

Lançamento do livro - Acessibilidade nos Municípios - como aplicar o Decreto 5296/04

Daud lança pisos especiais para saídas de emergência e rotas de fuga

Ergonomia é fundamental em respeito ao cliente!

Projeto obriga construção de apartamentos para deficientes

Piso Tátil por quê?

Lançamento do livro - Desenho Universal -

1º Workshop de Arquitetura de Informação, Acessibilidade & Usabilidade

A Igualdade Começa pelo Planejamento da Cidade

Projeto de sistema estrutural de orientação urbana para deficientes visuais

Joystick virtual substitui mouse por comandos de voz

Conheça o primeiro projeto com aplicação do Universal Design lançado no Brasil

Acessibilidade e a Visão do Futuro

Programa transforma voz em linguagem de sinais

Desenho Universal: reflexão e ação repercute no meio

Universal Design na Arquitetura

Desenho Universal: reflexão e ação

Moradias do futuro aliam conforto, segurança e também acessibilidade

Acessibilidade e sua importância nos projetos de hoje e do futuro

Design Universal na Arquitetura

Porta que otimiza espaço