Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por José Roberto Bernasconi

Copa de 2014: É hora de falar sério, Brasil



A Copa de 2010 terminou. Exige-se, agora, que os responsáveis pela preparação brasileira para realizar bem a Copa de 2014 se debrucem sobre os desafios de executar as obras de infraestrutura esportiva e geral para a realização do Mundial. Isso porque ainda há indefinição em questões básicas, essenciais, como sobre o estádio que receberá a abertura.

A polêmica que se instaurou após a decisão da Fifa de retirar o Morumbi da Copa 2014 - se a capital paulista deve construir um novo estádio em Pirituba para recepcionar o jogo de abertura do campeonato ou optaria por outra solução, desistindo do jogo inaugural - é emblemática da época em que vivemos.

Este é o momento de falar sério e pensar não somente no espetáculo, mas essencialmente nos custos e benefícios, no legado para a sociedade, nos investimentos a serem feitos, públicos em sua maioria. Ponderando todos esses quesitos e tendo em vista que a construção de um novo estádio em São Paulo, com capacidade para mais de 65 mil espectadores, e de todas as demais obras exigidas para atender às exigências da Fifa (transporte de massa, vila de hospitalidade, entre outras), envolveria alguns bilhões de reais, o mais sensato seria o Brasil definir o Maracanã, revitalizado, para ser sede da abertura e da final. Afinal, os investimentos públicos na reforma do Maracanã para o campeonato serão feitos, obrigatoriamente.

O novo estádio paulistano estaria situado numa área de 5,5 milhões de m², declarada de utilidade pública pela Prefeitura de São Paulo, que pretende erguer ali um novo, moderno e amplo espaço para eventos, que substituiria o parque do Anhembi, já acanhado para a demanda, como principal centro de eventos da capital paulista. São Paulo é o maior polo de atração da América do Sul, possui diversificado turismo de negócios, é um centro de feiras e exposições e, assim, necessita construir e operar um novo centro de eventos de padrão global, condigno e compatível com sua condição de cidade mundial - candidata a sede da Expo 2020 ou 2025.

Mas, para isso, deve desenvolver o masterplan do empreendimento, obter as aprovações e os licenciamentos ambientais, proceder às licitações de caráter internacional para decidir a quem atribuir a concessão do empreendimento (construção, operação e manutenção) por 20 a 30 anos, incluindo os espaços cobertos de 350 mil m2 e espaços abertos, parque hoteleiro, restaurantes, equipamentos de apoio e até uma arena multiuso, além, é claro, da adequação total da área e de prover a infraestrutura necessária para sua implantação e operação. Só que isso, para ser pensado, estudado, planejado, projetado, licenciado, construído, equipado e montado, testado e aí, então, operado, demanda um prazo de seis a oito anos. Não é viável e tampouco recomendável, técnica e economicamente, realizar esse projeto em cerca de três anos, sob pena de temos obras mal planejadas, executadas às pressas e sujeitas a problemas de toda ordem, até mesmo de descontrole de custos e de qualidade, entre outros.

Assim, a opção pelo Maracanã seria a que ofereceria a melhor solução. Com essa decisão, lógica, racional e que otimiza investimentos, São Paulo pode receber os jogos de classificação, das oitavas e até das quartas de final com o Morumbi, que já está pronto e exige apenas adaptações.

O Brasil não pode correr o risco de soluções improvisadas. Os investimentos que devem ser alocados sob a rubrica Copa 2014 não são pequenos: para a reforma/construção dos 12 estádios, a estimativa é de cerca de R$ 6 bilhões; somando-se a isso as obras de infraestrutura chega-se a aproximadamente R$ 60 bilhões.

Enfim, essa é uma oportunidade de ouro e que não pode - e principalmente não deve - ser desperdiçada pela falta de planejamento e de ações previamente estudadas e definidas.


José Roberto Bernasconi, SINAENCO - Sindicato da Arquitetura e da Engenharia - S.Paulo

Fonte: www.sinaenco.com.br


Você conhece o "Curso a distancia IBDA - SitEscola? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Comentários

Mais artigos

Seriam mesmo exageradas as exigências ambientais?

Como escolher o terreno certo pra construir sua casa

Documentação: o que é necessário saber antes de uma reforma

A importância de Inspeção Predial Periódica

Dicas de construção e reforma

Não esqueça a calçada na hora de reformar

Tenho que reformar, e agora?

Construir uma casa geminada: Boa ideia ou dá problemas?

Oito regras de ouro para poupar dinheiro na construção

Quais os 5 problemas mais comuns na reforma

Cuidados na compra de um imóvel usado

Vai reformar? Locação de galpão é uma opção.

Dicas para organizar a casa antes da reforma

5 vantagens do gás canalizado para sua residência

Como vistoriar o Imóvel Alugado.

Pavimento permeável

A nova perícia e o mercado imobiliário

Como conservar peças de madeira na sua casa

Dicas para reforma e ampliação de residências

Vai começar uma reforma?

Conheça (e fuja) dos erros em construções e reformas

Dez revestimentos fáceis de limpar para diferentes ambientes da casa

Mercado imobiliário: O que você precisa saber antes de comprar um imóvel?

A inclinação do terreno influencia no preço da construção de uma casa?

Nova norma para a regularização de reformas - ABNT NBR 16280

7 sinais de que sua casa precisa de uma reforma

O que é um telhado de treliça de madeira?

Qual a altura ideal para tomadas na parede: em cima, no meio ou em baixo?

Como comprar um lote com segurança: 10 principais cuidados para não ter problemas.

Imóvel na planta sem registro é crime.

Esquadrias na construção civil

Vai reformar a casa? Confira dicas importantes

Como construir duas casas em um lote ou terreno?

Ventilador de Teto: Confira as dicas para não errar na escolha.

As primeiras coisas que deve fazer agora que comprou um imóvel.

Que cuidados tomar ao contratar a mão de obra para uma reforma ou construção?

Dicas para planejar e concluir a reforma sem sofrimento

10 Cuidados para Comprar Terrenos em Loteamentos.

Dezesseis principais riscos em um canteiro de obras

Quais são as diferenças entre os vários tipos de esquadrias?

Recomendações na compra de terrenos

Concreto moderno importa tecnologia da Roma Antiga

Os cuidados que você deve ter ao contratar profissionais para sua obra ou reforma

Tenho que reformar, e agora?

Quem faz o que em um projeto de construção, reforma, decoração ?

Desperdício na obra, como evitar.

Concreto e PVC, um casamento promissor.

Normas para andar de elevador?

Acerte na Escolha do Terreno Ideal

Procedimentos Para Legalizar Uma Obra

Materiais de Construção - Como Comprar?

Quem é o profissional que vai cuidar de sua obra?

Utilização de Elevadores e Escadas Rolantes

Obras públicas: conheça seus direitos

E o terreno? Dicas de construção.

Aspectos legais, dicas de construção.

Projeto, dicas de construção.

A indústria nacional na UTI

Qualidade da acústica começa com a escolha dos tijolos

Portas e janelas de alumínio, como conservar.

Planta Baixa – Traçando linhas e medidas

Regime Diferenciado de Contratações: um erro de proporções olímpicas

Contratar ou não contratar?

Vai ter que mudar? Como planejar e organizar

Sonho da casa própria e suas armadilhas

Vale a pena comprar imóvel por meio de consórcio?

Preocupação estética reduz custos de manutenção em elevadores

Como economizar água e energia elétrica

Comércio, desindustrialização e violência

Avaliação imobiliária : a técnica vencendo a intuição

Documentação do imóvel. O que é necessário na hora da compra?

Arquitetura que cola: obra exigiu nova técnica de construção civil

Na compra de um imóvel usado, saiba avaliar as condições

Copa de 2014: É hora de falar sério, Brasil

Planejando sua construção. Ou, evitando surpresas desagradáveis.

O pior gargalo é o governo

PAC: Gargalos e tropeços!

As catástrofes não avisam, o que fazer frente a isso? - O conceito de Arquitetura Emergencial

Construção civil: Pesquisa mostra otimismo do setor com economia em 2010

11,5 Bilhões. Bondes modernos.

Incompetência para investir.

A Década da Infraestrutura.

Vai construir? Planejando para economizar.

Imóvel na praia: investimento ou despesa?

Água como material de construção

Vai construir? E os aspectos legais?

Vai construir? E o terreno?

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - final

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - parte 03

Dicas de construção: Quem contratar?

Serviços de engenharia e as dúvidas dos síndicos

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - parte 02

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - parte 01

Construção civil e sua eterna crise

Dicas de construção: e os Projetos?

Dicas para construir a casa dos seus sonhos

Construção confia em excelente 2º semestre.

A Construção Civil e seus Resíduos

Forros: além de decorativos podem ser solução para “aumentar” o pé-direito

Nova lei para elevadores e andaimes