Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Exercício Profissional (veja mais 145 artigos nesta área)

por Eng. Manoel Henrique Campos Botelho

O uso da medida grado na Geometria e a Historia Militar Brasileira - Aspectos de unidades de medida



Sempre que encontrei a medida " grado " para medir ângulos pensei: para que serve e qual sua origem? A não ser uma obediência a um ortodoxia métrico decimal explicaria seu uso, pois, como sabemos, o grado é a centésima parte de um ângulo reto(90 graus).
Eis que um dia numa festinha de aniversário o colega Mauro falou-me que no CPOR - Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de S.Paulo ( ele cursou o CPOR nos anos 30 ) o uso da medida grado era obrigatório nas peças de artilharia ou seja no ajuste de mira de canhões. Achei estranha a obrigatoriedade, pois havendo uma relação direta e biunívoca entre grau e grado pois 90 graus dá 100 grados por que usar uma medida antiga ? A questão ficou no meu subconsciente. Em conversa com outro amigo, Emilio, este me relatou, também como ex aluno do CPOR dos anos 40:

- Para operar os canhões Schneiders, só com a aferição do ângulo de tiro em grados.
Segunda pista para resolver o meu problema , mas por que o uso da medida grado?

Só recentemente acho que descobri. Apesar de existir o Sistema Métrico Decimal cada pais adota ou tem preferência por certas medidas ou oficiais ou históricas. No Brasil temos as medidas garrafa, quilate, arroba de boi e a oficial, mas estranha medida hectolitro de cerveja, alem das velhíssimas medidas alqueire, milha náutica , nó, groza, resma de papel etc.

No livreto de orientação para fazer o imposto de renda usa-se a medida cacho para quantificar a produção e comércio de bananas.Não é só no Brasil. Na Alemanha, na engenharia, uma forma de indicar quilo é usado pound e na França foi muito popular e talvez ainda seja, o uso do grado que é totalmente decimal. E a França é a orgulhosa mãe do Sistema Métrico Decimal apesar de usar de usar na expressão oitenta a construção quatro vinte. Assim, existem regionalismos nas medidas.

Aí, lembrei-me que até antes da Segunda Guerra Mundial o Exercito Brasileiro era treinado por oficiais franceses e até a Força Pública de S. Paulo ( atual Policia Militar ) era treinada por um oficial francês que dava aulas de cima de um belo cavalo, tempos outros sem dúvida. Face à formação francesa e não por mera coincidência, os equipamentos militares de artilharia como canhões, eram sempre franceses. Mas canhão Schneider francês ? Sim. Quem gosta de lingüística, como eu, sabe que o francês é mais germânica das línguas latinas e daí nasce a maior dificuldade de entendermos o francês se comparada com a facilidade em entendermos o espanhol e o italiano. Os canhões Schneiders eram franceses e na França foi o único país que preservou a medida grado para ângulos, um legitimo galicismo convenhamos. Por isso, na Artilharia do CPOR, até a Segunda Guerra mundial, o grado era usado na medida de ângulos. Com a entrada do Brasil na Segunda Guerra a influência francesa no exercito mudou e entrou a influência americana.

Outras curiosidades de medidas

1) Numa cidade de porte médio do Estado de S.Paulo ( hoje tem uns 300.000 hab. ) na década de 50, o Prefeito municipal, para esconder os efeitos da inflação, determinou, por decreto municipal, que na venda do quilo da carne ( sempre um parâmetro importante da inflação ) poderia ser usada, provisoriamente como é regra, o conceito de quilo com 950 gramas. Mas não se diga que esse absurdo, seja só interiorano. Um Ministro da Fazenda nos anos oitenta para não aumentar o preço do leite C decidiu que os produtores poderiam fornecê-lo com menor teor da importante gordura, uma outra forma de exprimir um quilo com 950 g sem dúvida.

2) Ao desapropriar uma grande gleba rural para implantar uma refinaria optou-se pelo critério de preço médio e que seria algo como R$ 12.000,00 o alqueire paulista ( 24.000 m2. ), válido para a compra de fazendas , sítios e chácaras . Mas houve pressões de todo o tipo e de todo o mérito e o valor surpreendentemente subiu para R$ 24.000,00 por alqueire.
Os proprietários das fazendas, sítios e chácaras ficaram felicíssimos e saíram com um enorme sorriso no rosto na reunião informal em que se chegou a esse acordo e o departamento jurídico da estatal ficou de fazer os contratos de compra das propriedades. Só que o advogado achou que devia cumprir a lei que determina o uso do sistema métrico e em vez de alqueire usou a medida de área de 24.000 m2. Assim o valor médio da compra passou a ser expresso em R$ 1,00 /m2. Achando que todos os proprietários das áreas rurais tivessem ficado felizes com a excelente venda teve uma enorme surpresa quando ouviu as críticas com os textos dos contratos. As críticas eram:

- Vender o alqueire por R$ 24.000.00 tudo bem , mas vender uma terra que tem o meu suor e o suor de meu pai e avô por R$ 1,00 o metro quadrado, jamais..... Na verdade, os contratos foram refeitos na base de R$ 24.000,00 por alqueire paulista. E os contratos foram finalmente assinados.


3) Só no estado de S.Paulo existe uma unidade de medida chamada de " caixa " e que é obrigatoriamente usada na central de abastecimentos de produtos agrícolas de nome CEASA. Qual sua razão ? Até os anos cinqüenta a energia elétrica não tinha se espalhado pelo estado e então uma das formas de se ter energia era a partir do querosene. Fogões e até geladeiras eram alimentadas energeticamente pelo uso do famoso Querosene Jacaré. Como o transporte era muito precário ( estradas de terra ) e o querosene é inflamável usavam-se caixas de madeira de excelente qualidade para embalar e proteger as latas de aço de querosene. Essas caixas de madeira iam para os sítios e fazendas e não tinham retorno. Com esse excelente material de embalagem nas mãos os mesmos começaram a ser usado para embalar laranjas, tomates, hortaliças etc produzidos no interior e enviados por caminhão para comercialização no CEASA. Até hoje a " caixa " é a grande unidade de medida dos produtos agrícolas nessa central e nas feiras livres. O querosene Jacaré não é mais usado com a mesma intensidade e surgiram dezenas de fábricas informais em torno do CEASA para produzir essas caixas de unidade de medida.

Comentários

Mais artigos

O buraco é mais em cima.

Arquiteto ou Engenheiro?

Tempo integral

Metáfora futebolística - A preparação física

21 dicas para uma vida bem sucedida na arquitetura

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto depois da prestação do serviço

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto durante a execução do serviço

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto durante a negociação do serviço

Indicadores de desempenho nos escritórios de arquitetura e de engenharia

Como ser um engenheiro civil de sucesso.

Se o seu escritório fosse um time de futebol, em qual divisão ele estaria jogando?

Dia do Arquiteto. Dia do Engenheiro : Profissionais que transformam sonhos em realidade

O buraco é mais em cima.

E o que faz o profissional da arquitetura de TI?

Conheça o perfil do Engenheiro para o mercado de trabalho

Como estar preparado para o primeiro contato com o cliente?

A importância da Engenharia para a sociedade e para o Brasil do século XXI.

Qual a importância do arquiteto?

Como Se Tornar um Arquiteto

Crise. Segundo Einstein.

Engenheiro ou arquiteto, qual devo contratar para o projeto de casa

Possibilidades na carreira para arquitetos

Por que é tão difícil?

Os 10 mandamentos de marketing para engenheiros e arquitetos

Quem é o engenheiro civil?

Tempo integral

Dicas para desenvolvimento profissional

Cliente e arquiteto: os dois lados da moeda

A delicada relação cliente-arquiteto

Carta a um calouro (de arquitetura ou de engenharia)

A Profissão de Arquiteto

O que é Engenharia de Software?

Tabela de Honorários

Como e quanto os arquitetos cobram pelo seu trabalho?

Arquiteto, designer e decorador: sem preconceitos

Vantagens de estar desempregado (ou não) durante a seleção

Sucesso + Engenharia = Realizaçao profissional

6 ideias que podem mudar sua sina na entrevista de emprego

A responsabilidade profissional e o ser humano

O Mito da Criatividade em Arquitetura

Vantagens da Contratação de um Profissional Especializado

Diferença entre Arquiteto, engenheiro civil e designer de interiores

7 aspectos para começar e construir uma carreira em arquitetura ou design .

Quer ser um engenheiro de sucesso? Seja um engenheiro criativo.

O caminho de volta

O valor do profissional brasileiro

Contratação por projeto executivo define a obra

Inteligência Emocional: Conheça características do líder moderno

A importância do Planejamento no Papel

Atribuições do arquiteto

Lelé: cidades como São Paulo são Frankensteins.

Engenharia Nacional e a Competitividade Brasileira

A corrupção e a garantia quinquenal de obras

Como ser um empreendedor de sucesso

Sociedade entre Arquitetos: A construção em grupos de pesquisa e preço competitivo no mercado da construção

Trabalhar em casa: um bom negócio

Trabalho em equipe, 10 dicas para que isso aconteça.

Promiscuidade entre estado e governo: o vórtice do mal.

O “irresponsável técnico” da engenharia, arquitetura e construção

Arquitetos voltados a Decoração

2.012 – Importante ano para as Entidades de Classe do Sistema Confea/CREAs

Como produzir (provocar) a propaganda boca-a-boca

Os arquitetos e as cidades

Por que é que a gente é assim?

Profissionais da Engenharia, Arquitetura e Construção do 3º milênio

Qual é o valor da minha hora-técnica? Como calculo isso?

O arquiteto como administrador de obras: vamos unir o útil ao agradável!

A falta de planejamento das pequenas empresas na construção civil

As previsões de Nostradamus, e a vergonha da Copa de 2014?

Porque o arquiteto deve fazer a administração de obras

Arquitetos de Cozinha

Conselho de Arquitetura e Urbanismo foi aprovado. O que muda?

Curso de Marketing e Vendas para arquitetos

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 3ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 2ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 1ª parte

Sociedade entre Arquitetos: A união, normalmente, faz a força!

Em dois meses, construção civil cria quase 102 mil novos empregos

Arquiteto ou arquiteta? Quem é melhor?

O Brasil preparado para crescer...Será???

O Brasil é um país de oportunidades para engenheiros...

Governo planeja construir nova rodovia Rio-Santos

Construção civil, após a crise, deve bater recorde de geração de empregos.

O acidente no Rodoanel e as boas práticas da engenharia

Obras públicas e a responsabilidade do sistema CONFEA/CREAS perante a nação! Final.

Obras públicas e a responsabilidade do sistema CONFEA/CREAS perante a nação! - 1ª parte.

O desabafo de um arquiteto

Relação arquiteto e cliente: um jogo de xadrez deveras complicado!

O IBDA também está no TWITTER

Lei federal exige específicamente a ART de orçamento

Os US$ 5 trilhões do G20 solucionarão a crise?

O principal documento para o trabalhador, não tem segunda via.

Lei de licitações e a polemica dos critérios de menor preço

Varejo de material de construcão deverá crescer 8,5 % em 2009 no Brasil.

Oferta de trabalho para 5.563 arquitetos e engenheiros

Orçamentos estimativos sem identificação de autoria pode anular licitação pública.

Lei de Licitações : O país precisa rever a Lei Nº 8666/93

Licitação por pregão : Carta aberta ao Senador Eduardo Suplicy

Irrigar a economia real sem custos extras

Relacionamento Entidade de Classe x Prefeitura... Parceria, Guerra ou Indiferença...

Resistência dos Materiais - Treliça Hipostática

Proposta de Política Industrial para a Construção Civil

Crises e Oportunidades

O TAC no contexto do direito ambiental

Vai montar seu canteiro de obras? Atente para alguns detalhes da norma

Maquete eletrônica – parte 1

Segurança em trabalhos com eletricidade

Como ter segurança em trabalhos com eletricidade

Em busca do tempo perdido

Antoni Gaudí, um arquiteto sonhador?! (Barcelona, 1852-1926)

Arquitetura Antroposófica: as artes plásticas e o desenvolvimento da alma humana

Os CREAs e o IPTU que as Prefeituras querem cobrar...

Zaha Hadid – uma arquiteta orgânica. Gosta de construir descontruindo.

É preciso recompor a arquitetura e a engenharia brasileiras

Quem tem medo de Oscar Niemeyer?

A Liderança Empresarial e a Sustentabilidade

O verdadeiro papel das entidades de classe.

Relação aberta, gol na certa!

O uso da medida grado na Geometria e a Historia Militar Brasileira - Aspectos de unidades de medida

Maquetes Eletrônicas

Eu compro imóvel na planta

Infiltração e drenagem - os temas da Maccaferri no Fórum da Construção

Engenharia de Avaliações

Oportunidades para o setor da construção no Golfo Arábico

CPMF

Táticas para pedir (e conseguir) aumento de salário

Obras e serviços de Engenharia não podem ser licitados por pregão !

Supersimples na construção civil: vale a pena aderir?

Proposta de projeto : a difícil negociação entre o arquiteto e o cliente,

A importância de contratar um Arquiteto e como proceder

Dúvidas mais comuns em relação ao registro de empresas no CREA-SP

Enigma estrutural: Teste estático versus teste dinâmico, ou Como Testar Uma Laje de Salão de Baile

O livro sagrado da Engenharia -- Surpresa! não é aquele que você está pensando.

Pensamentos da Engenharia

Imóvel, alternativa de aposentadoria

Honorários de engenharia : Como é difícil receber !!!

A.R.T. - Acervo e defesa do profissional

Orientação de um velho Engenheiro de Barbas Brancas a um jovem engenheirando sobre um estágio de férias

Aspectos matemáticos e humanos da corrente da felicidade

Invista no Arquiteto!

São Paulo, um gigantesco campo de trabalho para a Arquitetura

Como fazer a retificação de área no Registro de Imóveis

Espanhol cresce como ferramenta de trabalho!

Perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego(3/3)

Procedimentos em uma entrevista de emprego (2/3)

Preparando-se para uma entrevista de emprego (1/3)