Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Exercício Profissional (veja mais 145 artigos nesta área)

por Eng. Manoel Henrique Campos Botelho

Aspectos matemáticos e humanos da corrente da felicidade



Sempre acreditei que professores de Matemática nunca fossem seduzidos por ofertas ilógicas e impossíveis, até quando aconteceu exatamente isto comigo. Tenho inclusive a responsabilidade, perante a Revista do Professor de Matemática, de contar casos e histórias sobre aspectos humanos da rainha das ciências. Acreditem ou não a história que se sucede aconteceu comigo em 2.001.
Antes de mais nada, vejamos:

O convite

No prédio em que moro muitos sabem que sou engenheiro e alguns sabem que sou ligado à Matemática. Apesar disso recebi um convite para ir a noite no apartamento de um vizinho para receber uma proposta irrecusável que permitiria até trocar de carro e conseguir outras sonhadas vantagens das pessoas abonadas. Claro que fui à reunião, na ânsia de finalmente sair do aperto nesta época de crise.
Fui muito bem recebido nesse apartamento com direito a cafezinho e tudo mais e ouvi uma previsão e uma proposta:

A - Você (eu) vai ficar rico e deixar um dispositivo de renda permanente para seus filhos e netos,

B - Basta entrar no Sistema de Ouro (o nome comercial é outro...)

Quanto ao item A, nenhuma dúvida, pois bem que o mereço e almejo. O importante é o item B, ou seja entender como participar do tal Sistema de Ouro.

É simples -- disse o meu anfitrião -- e explicou:
• Você paga três mensalidades iniciais , cada uma de R$ 200,
• A partir dai você continua a pagar mensalidades de R$ 100, mas sem preocupação, pois o próprio sistema propiciará os recursos para pagar essa mensalidade,
• Você pode participar de um seguro de vida em grupo totalmente pago com os recursos advindos do seu trabalho para o Sistema de Ouro,
• Você pode ingressar num Fundo de Ações do Sistema de Ouro, com contribuições totalmente pagas com recursos advindos do Sistema de Ouro,
• Você só tem que ir arrumando novos participantes para o Sistema de Ouro, sendo que metade do que for arrecadado de cada novo sócio, permanentemente irá para você (eu).

A sedução

De imediato achei a idéia maravilhosa e totalmente exeqüível do ponto de vista lógico e matemático e principalmente comecei a sonhar com as maravilhosas conseqüências de tudo funcionar bem. Bastaria eu ir vendendo a outros a idéia da entrada no Sistema de Ouro que tudo aconteceria. Eu ganharia metade das contribuições dos sócios que arrumasse e os meus sócios ampliariam a rede .1

Vendo o meu entusiasmo o anfitrião abriu uma pasta preta e já foi preenchendo uma ficha de inscrição e para minha alegria ainda alertou :
E ainda seguramos um pouco seus chequinhos e semana que vem, você, agora já sócio do Sistema de Ouro, pode sair fazendo reuniões iguais a essa. Talvez você comece a já receber antes de pagar...

O alerta

Já estava procurando o meu talão de cheques quando Walda -- minha esposa -- alertou, para tristeza geral:

-- Meu bem, seu talão de cheques ficou em casa. Vamos lá buscar e voltar rapidinho...

Percebi algo no ar e para contrariedade do anfitrião saí em busca do talão de cheques. Chegando em casa minha esposa alertou-me com a característica desconfiança feminina:

-- Se um negócio é bom, consulte antes o travesseiro.

Assim fiz e não voltei ao apartamento onde quase se iniciou minha caminhada triunfante com direção à fortuna. Durante a noite ouvi os conselhos e ponderações do travesseiro, associados com o relaxamento de um bom banho matutino.

A verdade se esclarece

Para minha surpresa depois do banho e do café matinal tudo se esclareceu. Eu tinha sido convidado na noite anterior na verdade para entrar numa corrente da felicidade, prática enganosa e proibida por lei. Vejamos as conclusões a que cheguei após mais alguns dias de raciocínio:

1 - Eu teria que pagar inicialmente três prestações mensais de R$ 200 e depois e eternamente e enquanto ficasse dentro do Sistema de Ouro, prestações mensais de R$ 100. Se eu no futuro deixasse de pagar as prestações eu seria excluído do sistema e deixaria de receber os frutos dos pagamentos dos sócios que levei ao sistema e que estavam pagando todos os meses suas eternas contribuições individuais de $ 100,

2 - A história de que eu não deveria me preocupar com os pagamentos mensais futuros de R$ 100, pois eles seriam pagos com os frutos do meu trabalho, é de uma enganação total, pois raciocinemos que todos os meus futuros pagamentos (água, luz, condomínio etc.) são seguramente pagos com os frutos dos meus trabalhos futuros,

3 - Quanto ao seguro de vida totalmente pago com as rendas do meu trabalho futuro vale o mesmo raciocínio. Qualquer seguro de vida que eu venha a fazer no futuro eu sempre pagarei com o rendimento dos meus trabalhos futuros,

4 - Quanto ao fundo de ações totalmente pago com os frutos do meu trabalho futuro, idem .

A essência da questão, ou seja, a dúvida raiz é: conseguirei eu arrumar daqui para diante novos sócios para entrar no sistema e os sócios que eu arrumar conseguirão permanentemente arrumar novos sócios e assim por diante???????

Lembrar que há a mensalidade permanente de R$ 100 que deve ser paga por mim, pelos sócios que eu arrumar e pelos sócios que os meus sócios arrumarem. O sistema que eu criaria seria uma corrente, ou seja uma progressão geométrica (portanto multiplicativa) com quociente digamos, dez, ou seja ela cresce exponencialmente. A partir do momento em que a corrente, na prática, esgote o mercado, os sócios digamos do terceiro nível deixam de arrumar novos sócios e com isso deixam de pagar. Se os de terceiro nível deixam de pagar os de segundo nível deixam de receber e portanto deixam de pagar sua mensalidade implacável.

Com isso os de primeiro nível (estou ai por hipótese) não terão renda ou justificativa para manter o pagamento de R$ 100 mensais. Deixarão (deixarei) de pagar a mensalidade e sairão do sistema. Para o Sistema de Ouro que recebe metade de tudo arrecadado o lucro é enorme, gigantesco. Para quem mora em megacidades como S.Paulo parece impossível um mercado se esgotar mas ele se esgota indiscutivelmente e rapidamente face ao crescimento geométrico.

O caso emblemático da cidade de Erechim, RS

Sai a contar esta história para amigos e soube um fato interessante acontecido na cidade de Erechim, RS. Erechim é uma típica cidade do interior gaúcho e tem algo como 100.000 habitantes. Lá todos se conhecem em função de alguns fatores de aglutinação social, a saber: as igrejas, os clubes de boliche e as atividades profissionais. Ninguém é solitário ou desconhecido nessa cidade. Um dos três fatores aglutinadores sempre envolve a pessoa.

Um dia, uma corrente da felicidade (existem várias) chegou na cidade fazendo suas reuniões iniciais num clube de boliche. Foi um sucesso inicial e após alguns meses toda a cidade falava da corrente e das futuras retiradas financeiras. Só que após esses meses bastava ligar para alguém de Erechim para ir a uma reunião, que muito prometia financeiramente, que se ouvia de resposta: -- você não vai me convidar para uma reunião da corrente, vai? Eu já sou sócio e não estou encontrando ninguém para ser novo sócio... Aqui em Erechim as pessoas ou são sócias ou já foram procuradas para ser sócias e não tem interesse em entrar...

No caso de Erechim a progressão geométrica chegara ao fim e como todos se comunicam entre si nessa cidade, todos ficaram sabendo que muitos ficaram com o mico na mão, poucos ganharam pouco e o implantador do sistema muito ganhara... Numa cidade como S.Paulo isso também ocorre mas como a cidade não se comunica entre si o fato não fica público como deveria e as correntes sobrevivem ou desaparecem .

A fenix

Apesar de tudo, periodicamente este sistema volta sempre, com novos nomes e alimentado pelo sonho do lucro fácil e pela hipótese (de má fé) que talvez a corrente esteja no começo e talvez eu leve vantagem .

Epílogo

Não entrei na corrente, deixando assim de pertencer a tão empolgante Sistema de Ouro.

Moral da história

Meu amigo. Se você for convidado para ficar rico bastando criar uma rede de sócios ou vendas (há várias formas para iludir os incautos) pense no que este artigo conta. As progressões geométricas são implacáveis....

Conclusão
Não será por esse caminho que trocarei meu carro...

Texto publicado sob permissão do autor:

Manoel Henrique Campos Botelho
Eng. Civil e autor do livro Concreto Armado Eu Te Amo
Email: manoelbotelho@terra.com.br
Cx. Postal 12.966 -- CEP 04009-970 -- S.Paulo SP

Comentários

Mais artigos

O buraco é mais em cima.

Arquiteto ou Engenheiro?

Tempo integral

Metáfora futebolística - A preparação física

21 dicas para uma vida bem sucedida na arquitetura

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto depois da prestação do serviço

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto durante a execução do serviço

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto durante a negociação do serviço

Indicadores de desempenho nos escritórios de arquitetura e de engenharia

Como ser um engenheiro civil de sucesso.

Se o seu escritório fosse um time de futebol, em qual divisão ele estaria jogando?

Dia do Arquiteto. Dia do Engenheiro : Profissionais que transformam sonhos em realidade

O buraco é mais em cima.

E o que faz o profissional da arquitetura de TI?

Conheça o perfil do Engenheiro para o mercado de trabalho

Como estar preparado para o primeiro contato com o cliente?

A importância da Engenharia para a sociedade e para o Brasil do século XXI.

Qual a importância do arquiteto?

Como Se Tornar um Arquiteto

Crise. Segundo Einstein.

Engenheiro ou arquiteto, qual devo contratar para o projeto de casa

Possibilidades na carreira para arquitetos

Por que é tão difícil?

Os 10 mandamentos de marketing para engenheiros e arquitetos

Quem é o engenheiro civil?

Tempo integral

Dicas para desenvolvimento profissional

Cliente e arquiteto: os dois lados da moeda

A delicada relação cliente-arquiteto

Carta a um calouro (de arquitetura ou de engenharia)

A Profissão de Arquiteto

O que é Engenharia de Software?

Tabela de Honorários

Como e quanto os arquitetos cobram pelo seu trabalho?

Arquiteto, designer e decorador: sem preconceitos

Vantagens de estar desempregado (ou não) durante a seleção

Sucesso + Engenharia = Realizaçao profissional

6 ideias que podem mudar sua sina na entrevista de emprego

A responsabilidade profissional e o ser humano

O Mito da Criatividade em Arquitetura

Vantagens da Contratação de um Profissional Especializado

Diferença entre Arquiteto, engenheiro civil e designer de interiores

7 aspectos para começar e construir uma carreira em arquitetura ou design .

Quer ser um engenheiro de sucesso? Seja um engenheiro criativo.

O caminho de volta

O valor do profissional brasileiro

Contratação por projeto executivo define a obra

Inteligência Emocional: Conheça características do líder moderno

A importância do Planejamento no Papel

Atribuições do arquiteto

Lelé: cidades como São Paulo são Frankensteins.

Engenharia Nacional e a Competitividade Brasileira

A corrupção e a garantia quinquenal de obras

Como ser um empreendedor de sucesso

Sociedade entre Arquitetos: A construção em grupos de pesquisa e preço competitivo no mercado da construção

Trabalhar em casa: um bom negócio

Trabalho em equipe, 10 dicas para que isso aconteça.

Promiscuidade entre estado e governo: o vórtice do mal.

O “irresponsável técnico” da engenharia, arquitetura e construção

Arquitetos voltados a Decoração

2.012 – Importante ano para as Entidades de Classe do Sistema Confea/CREAs

Como produzir (provocar) a propaganda boca-a-boca

Os arquitetos e as cidades

Por que é que a gente é assim?

Profissionais da Engenharia, Arquitetura e Construção do 3º milênio

Qual é o valor da minha hora-técnica? Como calculo isso?

O arquiteto como administrador de obras: vamos unir o útil ao agradável!

A falta de planejamento das pequenas empresas na construção civil

As previsões de Nostradamus, e a vergonha da Copa de 2014?

Porque o arquiteto deve fazer a administração de obras

Arquitetos de Cozinha

Conselho de Arquitetura e Urbanismo foi aprovado. O que muda?

Curso de Marketing e Vendas para arquitetos

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 3ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 2ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 1ª parte

Sociedade entre Arquitetos: A união, normalmente, faz a força!

Em dois meses, construção civil cria quase 102 mil novos empregos

Arquiteto ou arquiteta? Quem é melhor?

O Brasil preparado para crescer...Será???

O Brasil é um país de oportunidades para engenheiros...

Governo planeja construir nova rodovia Rio-Santos

Construção civil, após a crise, deve bater recorde de geração de empregos.

O acidente no Rodoanel e as boas práticas da engenharia

Obras públicas e a responsabilidade do sistema CONFEA/CREAS perante a nação! Final.

Obras públicas e a responsabilidade do sistema CONFEA/CREAS perante a nação! - 1ª parte.

O desabafo de um arquiteto

Relação arquiteto e cliente: um jogo de xadrez deveras complicado!

O IBDA também está no TWITTER

Lei federal exige específicamente a ART de orçamento

Os US$ 5 trilhões do G20 solucionarão a crise?

O principal documento para o trabalhador, não tem segunda via.

Lei de licitações e a polemica dos critérios de menor preço

Varejo de material de construcão deverá crescer 8,5 % em 2009 no Brasil.

Oferta de trabalho para 5.563 arquitetos e engenheiros

Orçamentos estimativos sem identificação de autoria pode anular licitação pública.

Lei de Licitações : O país precisa rever a Lei Nº 8666/93

Licitação por pregão : Carta aberta ao Senador Eduardo Suplicy

Irrigar a economia real sem custos extras

Relacionamento Entidade de Classe x Prefeitura... Parceria, Guerra ou Indiferença...

Resistência dos Materiais - Treliça Hipostática

Proposta de Política Industrial para a Construção Civil

Crises e Oportunidades

O TAC no contexto do direito ambiental

Vai montar seu canteiro de obras? Atente para alguns detalhes da norma

Maquete eletrônica – parte 1

Segurança em trabalhos com eletricidade

Como ter segurança em trabalhos com eletricidade

Em busca do tempo perdido

Antoni Gaudí, um arquiteto sonhador?! (Barcelona, 1852-1926)

Arquitetura Antroposófica: as artes plásticas e o desenvolvimento da alma humana

Os CREAs e o IPTU que as Prefeituras querem cobrar...

Zaha Hadid – uma arquiteta orgânica. Gosta de construir descontruindo.

É preciso recompor a arquitetura e a engenharia brasileiras

Quem tem medo de Oscar Niemeyer?

A Liderança Empresarial e a Sustentabilidade

O verdadeiro papel das entidades de classe.

Relação aberta, gol na certa!

O uso da medida grado na Geometria e a Historia Militar Brasileira - Aspectos de unidades de medida

Maquetes Eletrônicas

Eu compro imóvel na planta

Infiltração e drenagem - os temas da Maccaferri no Fórum da Construção

Engenharia de Avaliações

Oportunidades para o setor da construção no Golfo Arábico

CPMF

Táticas para pedir (e conseguir) aumento de salário

Obras e serviços de Engenharia não podem ser licitados por pregão !

Supersimples na construção civil: vale a pena aderir?

Proposta de projeto : a difícil negociação entre o arquiteto e o cliente,

A importância de contratar um Arquiteto e como proceder

Dúvidas mais comuns em relação ao registro de empresas no CREA-SP

Enigma estrutural: Teste estático versus teste dinâmico, ou Como Testar Uma Laje de Salão de Baile

O livro sagrado da Engenharia -- Surpresa! não é aquele que você está pensando.

Pensamentos da Engenharia

Imóvel, alternativa de aposentadoria

Honorários de engenharia : Como é difícil receber !!!

A.R.T. - Acervo e defesa do profissional

Orientação de um velho Engenheiro de Barbas Brancas a um jovem engenheirando sobre um estágio de férias

Aspectos matemáticos e humanos da corrente da felicidade

Invista no Arquiteto!

São Paulo, um gigantesco campo de trabalho para a Arquitetura

Como fazer a retificação de área no Registro de Imóveis

Espanhol cresce como ferramenta de trabalho!

Perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego(3/3)

Procedimentos em uma entrevista de emprego (2/3)

Preparando-se para uma entrevista de emprego (1/3)