Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Exercício Profissional (veja mais 147 artigos nesta área)

por Engº Francisco Maia Neto

Imóvel, alternativa de aposentadoria



A discussão da reforma da previdência social, que tomou conta do País nos últimos anos, especialmente no que se refere à questão das aposentadorias, desnudou uma outra face da matéria. A questão atinge em cheio uma camada da população formada por jovens executivos, com idade inferior a 40 anos, que passou a buscar por meios próprios a segurança para os anos futuros, já não tão produtivos.
Um jovem que se inicie no mercado de trabalho com pouco mais de 20 anos atinge sua maturidade profissional próximo dos 30 anos, conquistando a plenitude de sua carreira, principalmente financeira, na casa dos 40 anos, oportunidade em que paulatinamente irá desacelerar suas atividade e, consequentemente, seus ganhos.

Obviamente, esta análise cronológica não constitui um dogma mas, em menor ou maior grau, constitui a maioria das ocorrências desta população, lembrando a famosa curva de Gauss concatenando idade a ganhos financeiros, ou seja, teremos no início e no fim da carreira ganhos percentuais menores do que os que se concentram na fase central da vida do executivo.

No caso de profissionais liberais -- como Arquitetos e Engenheiros -- este quadro se mostra ainda mais presente, uma vez que eles não contam com um plano de aposentadoria complementar patrocinado por empresas.

Em função desta realidade incontestável, temos acompanhado,por diversas vias de comunicação informes constantes sobre o tema, onde são discorridas diversas maneiras de se garantir um futuro tranqüilo, sempre direcionados para fundos de aplicações financeiras, mesclando ativos de renda fixa e variável.

As freqüentes crises dos mercados mundiais, a notória insegurança que os ativos financeiros geram e os constantes questionamentos que temos recebido de pessoas de todas as áreas e segmentos nos estimulam a esta análise comparativa que sugere a compra de imóveis, visando a preservação da renda após aposentadoria.

Reiterando nossas colocações anteriores, a idéia de ter uma vida confortável, que possibilite a realização de sonhos e desejos, aparece na carreira de um executivo quando ele atinge o ápice de suas potencialidades, em torno dos 40 anos.

A partir desta premissa a maioria dos pecúlios que temos acompanhado faz projeções de poupança para o cenário dos próximos 20 anos, objetivando um cálculo matemático-financeiro que possibilite um acúmulo ao final de um valor em torno de 1 ou 2 milhões de reais, considerando diversas taxas líquidas de juros esperados.

Nesta análise nos deteremos ao momento em que o investidor tem como objetivo acumular a quantia de 1 milhão nos próximos 20 anos, sem qualquer capital inicial, o que gera uma poupança mensal necessária de aproximadamente R$ 1.750,00, considerando-se a taxa líquida de 8% ao ano.

Por outro lado, se a mesma quantia for destinada à compra de um ou mais imóveis, esse mesmo investidor poderá adquirir ao final de um período de 60 meses (ou 5 anos) ou seja, um quarto do tempo previsto anteriormente, um ativo imobilizado cujo valor estimado é de R$ 100.000 gerando uma renda mensal de R$ 800 após o terceiro ano de compra, considerando imóveis em construção.

Após o terceiro ano, portanto, o imóvel gera uma receita que poderá corresponder aproximadamente à metade da prestação devida, abrindo um excedente de caixa para novas aplicações, seja em ativos financeiros ou reais.

Assim, o investidor forma uma carteira sólida e rentável, ainda nos anos de maior produtividade e, conseqüentemente, de maior rentabilidade, permitindo auferir ganhos anteriores à aposentadoria, o que pode favorecer a abertura de novas frentes de oportunidade, até mesmo no mercado financeiro.

Finamente, cabe ressaltar que o imóvel não é o ativo que contempla ganhos extraordinários, como os noticiados, por exemplo, no mercado de ações, mas também não oferece os enormes prejuízos, não menos alardeados, nas mesmas aplicações de renda variável.

O imóvel é o ativo que conjuga sua inquestionável segurança com uma rentabilidade constante, aliada a uma liquidez relativa, pois sempre haverá compradores dispostos a adquirir um bem de raiz, formando assim o tripé básico de um investimento, que poderá ser uma alternativa sólida de uma futura aposentadoria tranqüila.

Matéria retirada do site da Precisão Consultoria e publicada sob autorização.

Comentários

Mais artigos

O Facebook e a formação continuada dos profissionais

Principais Dificuldades de um Arquiteto sem Renome ou Iniciante

O buraco é mais em cima.

Arquiteto ou Engenheiro?

Tempo integral

Metáfora futebolística - A preparação física

21 dicas para uma vida bem sucedida na arquitetura

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto depois da prestação do serviço

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto durante a execução do serviço

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto durante a negociação do serviço

Indicadores de desempenho nos escritórios de arquitetura e de engenharia

Como ser um engenheiro civil de sucesso.

Se o seu escritório fosse um time de futebol, em qual divisão ele estaria jogando?

Dia do Arquiteto. Dia do Engenheiro : Profissionais que transformam sonhos em realidade

O buraco é mais em cima.

E o que faz o profissional da arquitetura de TI?

Conheça o perfil do Engenheiro para o mercado de trabalho

Como estar preparado para o primeiro contato com o cliente?

A importância da Engenharia para a sociedade e para o Brasil do século XXI.

Qual a importância do arquiteto?

Como Se Tornar um Arquiteto

Crise. Segundo Einstein.

Engenheiro ou arquiteto, qual devo contratar para o projeto de casa

Possibilidades na carreira para arquitetos

Por que é tão difícil?

Os 10 mandamentos de marketing para engenheiros e arquitetos

Quem é o engenheiro civil?

Tempo integral

Dicas para desenvolvimento profissional

Cliente e arquiteto: os dois lados da moeda

A delicada relação cliente-arquiteto

Carta a um calouro (de arquitetura ou de engenharia)

A Profissão de Arquiteto

O que é Engenharia de Software?

Tabela de Honorários

Como e quanto os arquitetos cobram pelo seu trabalho?

Arquiteto, designer e decorador: sem preconceitos

Vantagens de estar desempregado (ou não) durante a seleção

Sucesso + Engenharia = Realizaçao profissional

6 ideias que podem mudar sua sina na entrevista de emprego

A responsabilidade profissional e o ser humano

O Mito da Criatividade em Arquitetura

Vantagens da Contratação de um Profissional Especializado

Diferença entre Arquiteto, engenheiro civil e designer de interiores

7 aspectos para começar e construir uma carreira em arquitetura ou design .

Quer ser um engenheiro de sucesso? Seja um engenheiro criativo.

O caminho de volta

O valor do profissional brasileiro

Contratação por projeto executivo define a obra

Inteligência Emocional: Conheça características do líder moderno

A importância do Planejamento no Papel

Atribuições do arquiteto

Lelé: cidades como São Paulo são Frankensteins.

Engenharia Nacional e a Competitividade Brasileira

A corrupção e a garantia quinquenal de obras

Como ser um empreendedor de sucesso

Sociedade entre Arquitetos: A construção em grupos de pesquisa e preço competitivo no mercado da construção

Trabalhar em casa: um bom negócio

Trabalho em equipe, 10 dicas para que isso aconteça.

Promiscuidade entre estado e governo: o vórtice do mal.

O “irresponsável técnico” da engenharia, arquitetura e construção

Arquitetos voltados a Decoração

2.012 – Importante ano para as Entidades de Classe do Sistema Confea/CREAs

Como produzir (provocar) a propaganda boca-a-boca

Os arquitetos e as cidades

Por que é que a gente é assim?

Profissionais da Engenharia, Arquitetura e Construção do 3º milênio

Qual é o valor da minha hora-técnica? Como calculo isso?

O arquiteto como administrador de obras: vamos unir o útil ao agradável!

A falta de planejamento das pequenas empresas na construção civil

As previsões de Nostradamus, e a vergonha da Copa de 2014?

Porque o arquiteto deve fazer a administração de obras

Arquitetos de Cozinha

Conselho de Arquitetura e Urbanismo foi aprovado. O que muda?

Curso de Marketing e Vendas para arquitetos

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 3ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 2ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 1ª parte

Sociedade entre Arquitetos: A união, normalmente, faz a força!

Em dois meses, construção civil cria quase 102 mil novos empregos

Arquiteto ou arquiteta? Quem é melhor?

O Brasil preparado para crescer...Será???

O Brasil é um país de oportunidades para engenheiros...

Governo planeja construir nova rodovia Rio-Santos

Construção civil, após a crise, deve bater recorde de geração de empregos.

O acidente no Rodoanel e as boas práticas da engenharia

Obras públicas e a responsabilidade do sistema CONFEA/CREAS perante a nação! Final.

Obras públicas e a responsabilidade do sistema CONFEA/CREAS perante a nação! - 1ª parte.

O desabafo de um arquiteto

Relação arquiteto e cliente: um jogo de xadrez deveras complicado!

O IBDA também está no TWITTER

Lei federal exige específicamente a ART de orçamento

Os US$ 5 trilhões do G20 solucionarão a crise?

O principal documento para o trabalhador, não tem segunda via.

Lei de licitações e a polemica dos critérios de menor preço

Varejo de material de construcão deverá crescer 8,5 % em 2009 no Brasil.

Oferta de trabalho para 5.563 arquitetos e engenheiros

Orçamentos estimativos sem identificação de autoria pode anular licitação pública.

Lei de Licitações : O país precisa rever a Lei Nº 8666/93

Licitação por pregão : Carta aberta ao Senador Eduardo Suplicy

Irrigar a economia real sem custos extras

Relacionamento Entidade de Classe x Prefeitura... Parceria, Guerra ou Indiferença...

Resistência dos Materiais - Treliça Hipostática

Proposta de Política Industrial para a Construção Civil

Crises e Oportunidades

O TAC no contexto do direito ambiental

Vai montar seu canteiro de obras? Atente para alguns detalhes da norma

Maquete eletrônica – parte 1

Segurança em trabalhos com eletricidade

Como ter segurança em trabalhos com eletricidade

Em busca do tempo perdido

Antoni Gaudí, um arquiteto sonhador?! (Barcelona, 1852-1926)

Arquitetura Antroposófica: as artes plásticas e o desenvolvimento da alma humana

Os CREAs e o IPTU que as Prefeituras querem cobrar...

Zaha Hadid – uma arquiteta orgânica. Gosta de construir descontruindo.

É preciso recompor a arquitetura e a engenharia brasileiras

Quem tem medo de Oscar Niemeyer?

A Liderança Empresarial e a Sustentabilidade

O verdadeiro papel das entidades de classe.

Relação aberta, gol na certa!

O uso da medida grado na Geometria e a Historia Militar Brasileira - Aspectos de unidades de medida

Maquetes Eletrônicas

Eu compro imóvel na planta

Infiltração e drenagem - os temas da Maccaferri no Fórum da Construção

Engenharia de Avaliações

Oportunidades para o setor da construção no Golfo Arábico

CPMF

Táticas para pedir (e conseguir) aumento de salário

Obras e serviços de Engenharia não podem ser licitados por pregão !

Supersimples na construção civil: vale a pena aderir?

Proposta de projeto : a difícil negociação entre o arquiteto e o cliente,

A importância de contratar um Arquiteto e como proceder

Dúvidas mais comuns em relação ao registro de empresas no CREA-SP

Enigma estrutural: Teste estático versus teste dinâmico, ou Como Testar Uma Laje de Salão de Baile

O livro sagrado da Engenharia -- Surpresa! não é aquele que você está pensando.

Pensamentos da Engenharia

Imóvel, alternativa de aposentadoria

Honorários de engenharia : Como é difícil receber !!!

A.R.T. - Acervo e defesa do profissional

Orientação de um velho Engenheiro de Barbas Brancas a um jovem engenheirando sobre um estágio de férias

Aspectos matemáticos e humanos da corrente da felicidade

Invista no Arquiteto!

São Paulo, um gigantesco campo de trabalho para a Arquitetura

Como fazer a retificação de área no Registro de Imóveis

Espanhol cresce como ferramenta de trabalho!

Perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego(3/3)

Procedimentos em uma entrevista de emprego (2/3)

Preparando-se para uma entrevista de emprego (1/3)