Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Redação do Fórum da Construção

Como escolher a cor de piso ideal para um ambiente?



Na hora de montar um projeto arquitetônico do início ou reformar um espaço pronto, é comum conviver com o desafio de escolher cada detalhe para produzir um ambiente agradável aos moradores. Entre tantos fatores que merecem a devida atenção, a cor do piso é um elemento fundamental.

Escolher cores de pisos é tão essencial como definir a cor das paredes. Considerando que estamos nos referindo ao acabamento das maiores superfícies de uma casa, encontrar a tonalidade ideal faz toda a diferença no visual. A cor certa também é capaz de transmitir sensações específicas conforme a sua escolha.


Afinal, quando usar cores escuras, claras, alegres ou sóbrias? Acompanhe nosso artigo e descubra as nuances mais adequadas para cada ambiente do seu projeto!

Piso claro X piso escuro

Pensar na tonalidade do piso, antes de definir o material do revestimento, é uma atitude mais comum do que você possa imaginar. Caso a sua dúvida seja quanto às opções de piso claro ou escuro, uma boa maneira de nortear a sua escolha é levar em consideração qual é a proposta para o ambiente. Para contribuir com o seu projeto, aqui estão as vantagens de cada um deles.

Vantagens do piso claro

Pisos claros são versáteis e promovem a sensação de amplitude ao cômodo, principalmente quando a casa tem muitas fontes de luz natural e a decoração tem predominância suave. Optar por tonalidades claras, permite criar um projeto mais iluminado, elegante e aconchegante.

Como sua coloração é discreta, o revestimento tem a capacidade de destacar detalhes decorativos, além de possibilitar diferentes estilos de decoração, seguindo linhas modernas, clássicas, criativas e ousadas.

Vantagens do piso escuro

Embora não sejam tão versáteis em comparação com os modelos claros, dependendo do revestimento, os pisos escuros podem produzir variadas composições decorativas.

Por exemplo, pisos laminados, em tons escuros, criam um ar mais clássico. Já os pisos totalmente pretos, combinados com móveis de linhas retas, proporcionam um clima luxuoso e sofisticado ao espaço.

Vale ressaltar que os pisos pretos ficam excelente em cômodos específicos e não na casa toda, pois, como a sua cor é muito fechada, podem causar a impressão de que o ambiente é menor do que aparenta.

As melhores opções para cor de piso

Mesmo que exista uma variação de cores, muitos ainda escolhem os padrões neutros. O motivo é simples: é mais fácil combiná-los com móveis, objetos decorativos e outros revestimentos.

Entretanto, caso seja possível quebrar certos paradigmas de maneira planejada, criativa e ao mesmo tempo harmônica, o uso de pisos coloridos pode ser interessante. Conheça algumas opções!

Branco

O piso branco é bem controverso. Não se pode negar que é um modelo atemporal que combina com qualquer estilo de decoração, transmitindo calma, leveza e sensação de amplitude. Em contrapartida, qualquer sujeira ou detalhe ficam muito aparentes.

Contudo, não há como ignorar o charme do branco, principalmente em áreas molhadas, como cozinhas, lavabos e áreas de serviço.

Desse modo, se o cliente não tiver nenhuma objeção quanto ao uso dessa tonalidade no revestimento, saiba que o piso branco será uma ótima opção. Ademais, ele combina com todas as outras cores e estilos de decoração.

Preto

O preto traz infinitas possibilidades, levando personalidade a casa. Apesar de aparentar ser uma cor sombria e um pouco inusitada, há formas de aplicá-la no ambiente com elegância.

Claro, é sempre bom ressaltar que seu uso em cômodos compactos causa o efeito contrário, gerando um aspecto claustrofóbico ao local. O ideal é usar essa tonalidade nos projetos de cômodos sociais com conceito aberto e, de preferência, naqueles que tenham paredes altas.

Para não deixar o lugar muito triste, instalar o revestimento preto mesclando com variações da matiz preta, como o cinza ou o branco no restante do ambiente, cria um belíssimo contraste e movimento. E para arrematar, acrescente peças pontuais de cores vibrantes que direcionem o olhar dos visitantes para elas. Mesas de canto, vasos, poltronas ou qualquer outro elemento são válidos.

Marrom

O marrom está entre as escolhas mais populares em termos de cores para piso. A opção é acolhedora, convidativa e combina com vários estilos de decoração. Além disso, dentro dessa paleta há mais de duzentos tons diferentes.

Como a cor é associada à terra, ela traz aquela sensação de estabilidade e energia positiva ao espaço, mesmo que seja considerada uma alternativa sóbria. Por ser uma cor neutra, o marrom ressalta outras cores do projeto e também valoriza a iluminação.

Todavia, é importante ponderar na escolha do melhor tom de marrom. As cores que contrastam com essa tonalidade são o dourado, variações do amarelo, branco e azul. Por exemplo, um piso marrom médio combina bem com a decoração em tons de creme e pêssego, tornando o cômodo mais clássico.

Em termos de investimento, é sempre bom levar em conta o fato de que o chão marrom é vantajoso caso você decida vender a sua casa futuramente. Principalmente se o revestimento instalado for de madeira ou carpete laminado, por exemplo.

Bege

Quer uma opção simples, minimalista e funcional? O piso bege, por ser neutro, é a opção mais fácil de combinar. Mas tenha muito cuidado para não deixar o lugar apático!

Embora as madeiras e porcelanatos neutros possam mesclar muito bem com outras cores mais claras para oferecer um ambiente familiar harmonioso e acolhedor, adicionar muitos mobiliários em tons suaves pode acabar criando um ambiente monótono e sem graça.

Para dar vida ao ambiente, é indicado acrescentar texturas e cores vibrantes aos detalhes do projeto de decoração. Desse modo, o cômodo ficará mais alegre. Vale lembrar que existem diversos tons de bege, portanto, certifique-se de levar com você amostras do seu piso para a loja de móveis.

Cinza

Nos últimos anos, os designers de interiores têm encarado o cinza como o “novo neutro”. A neutralidade da cor traz modernidade e personalidade ao projeto. Além disso, os tons claros são ótimas alternativas aos adeptos do piso branco.

A vantagem dessa opção é que as sujeiras não ficam muito aparentes. Porém, claro, é sempre bom manter a limpeza em dia para que gorduras e outras manchas não fiquem acumuladas no local. As escolhas mais sofisticadas são os revestimentos em porcelanato ou cimento queimado.

Em ambientes amplos, os tons escuros conferem aconchego e profundidade, sobretudo quando combinados com tapetes em cores mais claras. Já as tonalidades mais claras oferecem uma sensação de amplitude.

A escolha da mobília será essencial para criar a personalidade do lugar. O mobiliário em madeira pode estabelecer um aspecto rústico e aconchegante, já os móveis de cores vibrantes trazem um clima moderno e sofisticado. Por outro lado, para conferir um design despojado, os acabamentos com metais rudimentares levam o charme urbano a um projeto no estilo industrial.

Vermelho

Para quem acha que só as paredes podem levar consigo uma cor mais vibrante, saiba que você pode reinventar o seu projeto por meio do piso. Optar pelo vermelho garante mais energia e deixa a decoração bem marcante.

Claro, ao escolher essa tonalidade para o chão, será necessário pensar bem na cor das paredes. O branco e o cinza são as melhores alternativas nesse caso. Para deixar o design mais contemporâneo, aplicar acabamentos em amarelo ou azul nas esquadrilhas é interessante.

Azul

De fato, essa cor influencia significativamente no bem-estar das pessoas. O piso azul é uma opção muito versátil, possibilitando a criação de variados tipos de decoração: náutico, moderno ou retrô.

O azul também é aplicado por meio de diferentes padrões de revestimentos, como ladrilhos hidráulicos, pastilhas ou pintado sobre cimento queimado. A cor é ótima para quartos, home office e cozinhas amplas.

Amarelo

Capaz de transformar o visual do cômodo, o amarelo confere luminosidade, equilíbrio e vivacidade ao ambiente. Mesmo que muitas pessoas considerem difícil criar combinações com essa cor, dependendo da tonalidade escolhida, o amarelo pode ser uma opção neutra ou proporcionar cenários totalmente marcantes.

Aqui, o cimento queimado é a melhor alternativa para garantir um aspecto rústico e industrial ao cômodo. Outros revestimentos excelentes são o cerâmico e ladrilho hidráulico.

Quanto à combinação com outras tonalidades, o tradicional preto e branco confere elegância ao projeto decorativo mais discreto. Contudo, se a intenção for criar um ambiente cheio de personalidade, as cores vermelha, roxa e azul são perfeitas, tanto no acabamento como no mobiliário.

Verde

Quer um ambiente acolhedor, mas pretende deixar as cores convencionais de lado? O verde é a melhor pedida!

Como as suas nuances variam entre tons vibrantes e sóbrios, essa cor viabiliza a criação de ambientes inesquecíveis.

Usar piso verde musgo ou escuro é primordial para um projeto inspirado na natureza. Já uma decoração contemporânea exige um tom mais claro ou verde água.

Rosa

Ainda que o rosa seja associado ao estilo romântico, a cor é extremamente eclética. Ela é muito bem aproveitada nos designs de interiores com tendência vintage, moderna, provençal e boho.

A composição de piso rosa com mobílias antigas e decoração minimalista é suficiente para uma atmosfera nostálgica e fora do comum. É possível encontrar revestimentos em porcelanato, cerâmica ou azulejo.

Como escolher o rejunte correto

Decidir qual tipo de rejunte será aplicado na hora de assentar o piso é tão fundamental como a escolha do próprio revestimento.

Atualmente, existem no mercado três tipos de materiais utilizados: cimentício, acrílico e epóxi. Cada opção viabiliza um acabamento individual ao projeto.

É importante saber que a instalação do rejunte não só garante um ótimo desempenho estético, ele também preenche o espaço entre as peças. Desse modo, o rejunte evita o deslocamento das placas e, por conta da sua impermeabilização, impede o surgimento de mofo e outros fungos.

Cores do rejunte

Nos projetos com aspecto minimalista, utilizar rejuntes da mesma cor do revestimento dá a impressão de que as placas são uma única peça, criando um efeito sensacional de continuidade. Além disso, as cores iguais ajudam a disfarçar possíveis defeitos de assentamento, como recortes e encaixes com larguras diferentes.

Por outro lado, se os moradores contemplam um design contemporâneo, uma aposta ousada é investir em rejuntes com cores vibrantes entre pisos coloridos.

Nos revestimentos em porcelanato, com desenhos e texturas diferenciadas, a melhor opção é aplicar rejunte branco, buscando a harmonia com todas as cores.

Para finalizar, tenha sempre em mente que o piso é o responsável pela maior parte da decoração do seu projeto. Avaliar as melhores tonalidades, que se adaptam às suas necessidades, é essencial para criar combinações perfeitas e um resultado belíssimo.



Fonte:macdesign.com.br




Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue







Comentários

Mais artigos

Como escolher a cor de piso ideal para um ambiente?

Piso para garagem de carros, qual é melhor?

Por que usar mármore em minha obra?

Pisos frios e quentes: quais as diferenças e como escolher?

12 motivos para apostar sem medo na grama artificial

Qual o melhor piso para a garagem? Piso frio ou concreto apenas?

Os benefícios do carpete

Benefícios e Vantagens do Uso do Carpete

Confira as vantagens e desvantagens do piso de Mármore

Como escolher o piso ideal para a sala

Cuidados para limpar e conservar bancadas de granito

Pisos para apartamento: como escolher o modelo mais adequado para o seu uso

Acabe com as dúvidas sobre o piso da cozinha

Por que utilizar o piso vinílico?

Porcelanato preto, branco, cinza e travertino.

Piso aquecido. Como funciona e quais suas vantagens

Dicas para evitar erros na instalação do piso vinílico

As vantagens no uso do piso vinílico

Piso vinílico facilita uso de madeira na decoração de banheiros e cozinhas

Pisos de madeira de demolição: como escolher.

Um novo ambiente? Pisos vinílicos, a solução ideal

Pisos vinílicos: práticos de aplicar e de usar

Dicas para manutenção de pisos

Piso cerâmico, o que usar em casa?

Revestimentos vinílicos para área molhadas, a solução da Tarkett

A praticidade e o design do Piso Vinílico

Como decorar o quarto do seu bebê. Qual o piso e outras dicas.

Soluções em pisos vinílicos para ambientes esportivos e hospitalares

Olhos atentos no chão, inovando com pisos vinílicos.

Pisos vinilicos unindo sonho e fantasia

Parece madeira, mas é piso Fademac

Pisos vinílicos auxiliam na questão da humanização hospitalar

Pisos sustentáveis: Você sabe onde se está pisando?

Pisos vinílicos : Quando valorizar a imitação significa respeitar a natureza

Pisos vinilicos : um novo olhar!

A importância do contrapiso para a colocação de pisos vinílicos

Dúvidas mais comuns em relação aos pisos vinílicos

Pisos frios: como usar e o que evitar na decoração