Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Augusto Viesi Massoli

Paisagismo do Futuro: Sustentabilidade verde



Paisagismo do Futuro: Sustentabilidade verde. Sistema Sustentável nada mais é que um sistema em equilíbrio, ou seja, não há adição externa de energia. O sistema produz aquilo que consome, não há sobras nem desperdícios.

Quando falamos em Jardim sustentável nos referimos a aquele jardim, praça, bosque ou qualquer área verde que não necessite da influencia do homem como: controle de pragas, adubação, correção de pH, irrigação,etc.



A sustentabilidade só ocorre, porém, quando o jardim atingir certo grau de maturidade. Para podermos chegar a esse nível, onde não aja necessidade de adições externa de energia, precisamos utilizar as plantas adequadas, levando em consideração as características edafoclimáticas (clima e solo) exigidas pelas mesmas.

Naturalmente encontraríamos as melhores opções dentre as plantas nativas, porém seria um erro não utilizarmos plantas exóticas (originais de outros países), pois falando em Arquitetura Paisagística, perderíamos muito material ornamental, empobrecendo assim as áreas verdes.

Após atingir o ponto clímax, o jardim conseguirá sobreviver através do processo de reciclagem de nutrientes. Onde os nutrientes absorvidos do solo são fornecidos futuramente pelas plantas em forma de material orgânico para ele. A decomposição desse material (folhas, frutos, galhos e qualquer material biológico) é feita por fungos e microorganismos, transformando-os em matéria orgânica, forma em que a planta consegue absorver os nutrientes, formando então o ciclo: solo - planta - solo.

Quando retiramos o material orgânico dos canteiros estamos retirando também o nutriente natural das plantas, quebrando o ciclo dos nutrientes. Mas e enquanto o jardim não for auto-sustentável, o que fazer?

Cabe a nós paisagistas acharmos meios para que seja investido o mínimo de energia externa. Fornecendo apenas os nutrientes em quantidades necessárias para a sobrevivência e desenvolvimento natural, a água conforme a necessidade hídrica de cada planta e a iluminação necessária.

Em se tratando de praças e parques há necessidade de luminosidade adequada para evitar o vandalismo, porém seguindo o pensamento de investimento mínimo de energia, tudo que não houver real necessidade deve ser eliminado.

Aplicando às cidades o termo sustentável veremos que a necessidade de áreas verdes existe para equilibrar o balanço entre ondas curtas, proveniente do sol, e ondas longas que são refletidas pela cobertura terrestre (solo, planta, água, rocha, etc). Nas cidades o balanço não esta em equilíbrio, pois há ocorrência de ondas longas refletidas pelos materiais utilizados nas construções. A solução ideal é o emprego de áreas verdes, equilibrando o balanço e alterando o micro-clima, diminuindo a temperatura e aumentando a umidificação do ar atmosférico.

Outros benefícios da arborização urbana, é o aumento da área permeável, reduzindo quantitativamente a ocorrência de enchentes, diminuindo a poluição sonora formando barreiras verticais e servindo como filtro, capturando as impurezas do ar. Tornando assim a condição de vida mais saudável.

Aconteceu no Rio de Janeiro o 46º Congresso Mundial da Ifla, com o tema “Infraestrutura verde: paisagens de alto desempenho”. O termo sustentabilidade diversas vezes foi levantado e algumas das soluções apresentadas para os problemas das cidades foram os Jardins de Chuva, biovaletas, tetos e paredes verdes, pavimentos drenantes e lagoas de retenção.

Os tetos e paredes verdes são ideais para auxiliar na estabilização do microclima ambiente e possui um preço bem similar ao preço de um telhado comum, porém precisa ser projetado e executado por profissionais especializados e não por aventureiros, evitando assim infiltrações e futuros transtornos.

O Jardim de Chuva é uma depressão pouco profunda em um solo com capacidade de permeabilidade boa, com arvores, arbustos e cobertura vegetal. Dentre as diversas funções podemos citar o aumento da capacidade de infiltração de água no solo recarregando os aqüíferos, proporcionar um ambiente estético e atrativo para aves e insetos e diminuição de contaminantes.

É função do paisagista buscar recursos alternativos bem como conscientizar a população para o modelo de jardim sustentável. O profissional que se atentar para este modelo será bem sucedido, pois toda cidade irá querer esse jardim!




Fonte:www.paisagismobrasil.com.br





Você conhece o "Curso a distancia IBDA - CentrodEstudos? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

São Paulo, suas árvores e suas enchentes

Cuidando do jardim no outono

Saiba como cuidar do jardim no verão

Cuidados com o jardim no verão

Flores para Decorar a Casa no Inverno – Espécies e Cuidados

Qual piscina construir: alvenaria, fibra de vidro ou vinil?

Para ter rosas sempre lindas

Que tal um jardim dentro de casa?

Arruda: xô mau olhado!

Como preparar o jardim para o verão

Horta em Casa para Cultivar Ervas e Temperos

Preparando o jardim para florir na primavera!

Como diagnosticar problemas em suas plantas

Preparando o jardim para florir na primavera!

Pergolado ou caramanchão?

Como fazer um jardim de inverno pequeno?

Dicas na hora de escolher as plantas

Os cuidados no jardim durante o outono

Saiba como manter um jardim florido e bem cuidado no outono e no inverno

Paisagismo na arquitetura

Você sabe onde colocar suas plantas dentro de casa?

A importância do paisagismo para a arquitetura

Bonsai, uma forma de arte!

Como fazer um jardim seco

Soluções para apartamentos: trepadeiras em vasos

Planejamento de Jardins

Como preparar o seu jardim para o inverno.

Jardinagem em Quintal Pequeno

A amoreira – para ornamentar, alimentar e vestir

Como escolher mudas saudáveis.

Pisos x Piscinas

Paisagismo: o florescer de uma profissão

Como escolher plantas para o jardim

Como fazer um muro verde

Dicas para o cultivo de árvores em calçadas

A grama do vizinho é mais verde!

Paisagismo do Futuro: Sustentabilidade verde

Jardim de inverno

Paisagismo na arquitetura

Árvores para plantio próximo à piscina

Vamos preparar os nossos jardins para o inverno.

Criando, ou mudando, para muito melhor o seu jardim.

Paisagismo e seus estilos

A mesa do jardim!

Onde plantar plantas perfumadas

Quais tipos de plantas ter no apartamento?

Primavera? Aposte em flores para embelezar sua casa.

Como cuidar do jardim na primavera.

Jardim sem sol, isso não é um problema!

Gazebo: espaço de lazer e descanso no jardim

Jardim & Flores no Inverno

Ikebana, O belo para dentro de casa

Quando é preciso trocar de vaso?

Pragas: salve suas plantas!

Os Eucaliptos Utilizados em Paisagismo e Jardinagem

Coitadas das nossas árvores, coitadas de nossas calçadas

Orquídeas, dicas para cuidar bem delas.

O Jardim na Primavera

Decore sua casa com flores da primavera!

Violetas, como cuidar bem delas.

Já pensou no jardim do seu condomínio?

Trepadeiras em vasos, solução para apartamentos

As vantagens das trepadeiras em seu projeto de paisagismo

Flores do inverno

Jardim bem cuidado ao longo do ano!

Uma oportunidade de volta às raizes

Setor hoteleiro investe pouco em paisagismo e ecoturismo

Lagos Ornamentais nos Projetos Paisagísticos

Jardim impecável para a temporada de inverno

Paisagismo e Sustentabilidade

Mudas vendidas por ambulantes não vingam e trazem prejuízos

Jardins Terapêuticos e Jardins Comestíveis

Novo parque de Manaus resgata época áurea da borracha na Amazônia

Paisagismo em espaços públicos: benefícios para cidades e para população

As vedetes do paisagismo: as Palmeiras.

Agua, O som do bem estar.

Prepare o jardim para o verão

A importância de um projeto paisagístico

Graduação em Paisagismo ( ou, Crescimento da construção civil intensifica demanda por paisagistas - parte 2)

Soluções para revitalizar calçadas de São Paulo

Utilizando led's no paisagismo e design de interiores

Projetos de Benedito Abbud são selecionados para Congresso Mundial de Arquitetura Paisagística

A importância da manutenção na beleza do jardim

Degraus: Como integrá-los no projeto de um jardim

Jardim bom pra cachorro

Transformando sua varanda de apartamento em jardim

Jardins e flores no inverno

O Clima e as Plantas Ornamentais

Arborização Urbana

Jardim florido o ano inteiro

Paisagismo : A importância das cores no jardim

Jardim Oriental- pedra, bambu, água

O jardim sensorial e suas principais características

Dúvidas comuns em relação à estrutura de piscinas, para construção e reforma

Piscinas exigem cuidado e atenção durante o ano todo

Prepare sua piscina para as delícias do verão