Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Benedito Abbud

Dicas para o cultivo de árvores em calçadas



Um recente estudo do Serviço Florestal dos Estados Unidos, realizado em 10 cidades do país, constatou que as árvores, em ambiente urbano, exercem um importante papel na redução de matéria fina particulada (poluentes com menos de 2.5 micrômetros) presentes no ar.

Tais partículas provocam efeitos sobre a saúde tais quais inflamações pulmonares, alteração de funções cardíacas, aceleração da arteriosclerose e até mesmo mortes prematuras. De acordo com resultados do trabalho, as árvores podem salvar em média uma vida por ano em cada cidade pesquisada (e oito em Nova York).

Na escolha das espécies, é importante consultar o Departamento de Meio Ambiente das prefeituras ou um profissional especializado. A arborização é bastante presente nos projetos do arquiteto paisagista nas áreas comuns de edifícios corporativos, condomínios residenciais, loteamentos, hotéis e flats, etc.

1) Quais são os critérios para a escolha de espécies que vão compor a fachada (frente) de uma casa?

A arborização é fundamental na qualidade de vida das pessoas, ela contribui na melhora da ventilação e sombreamento mantendo a temperatura constante durante o dia e a noite. Copas mais densas proporcionam maior sombreamento e permeáveis permitem a maior passagem de luz. É importante determinar o local correto do plantio, que deve ser realizado preferencialmente na faixa de serviço (espaço da calçada de no mínimo 0,70 m onde podem ser colocados os mobiliários urbanos, dentre árvores, rampas de acesso para pessoas com deficiência, poste de iluminação, sinalização de trânsito, bancos, floreiras, telefones, caixas de correio e lixeiras) de modo que não interfira na passagem de pedestres, entrada e saída de veículos e que respeite postes e fiações (como exemplo, recomenda-se que uma árvore de pequeno porte seja plantada a, no mínimo, 3 metros de um poste). Onde houver fiação, recomenda-se o plantio de árvores de pequeno porte.

Na hora de escolher as espécies para arborizar os passeios, também é fundamental considerar as questões estéticas relacionadas ao porte, à forma da copa, à caducifoliedade (queda de folhas de certas plantas em uma determinada estação do ano, geralmente nos meses mais frios), à floração e até às raízes, que podem levantar e destruir pisos, muros e construções. Também é importante verificar origem e adaptabilidade das espécies às condições de solo e clima. Quanto ao local para plantio de árvores nas calçadas, a arborização, como já mencionado, se acomoda melhor ao longo da faixa de serviço, onde as raízes ficam distantes de cercas e muros, não abalando suas estruturas.

Além disso, mais importante do que termos árvores plantadas isoladamente, a harmonia do conjunto é algo que valoriza as cidades. As ruas consideradas as mais bonitas do mundo geralmente são as mais arborizadas, com a formação de verdadeiros túneis verdes, o que atrai pássaros e abafa os ruídos do ambiente urbano.

2) Quais as plantas e, principalmente, árvores mais indicadas? Por quê?

A priori, algumas espécies de árvores indicadas para plantio sob a fiação são pata de vaca, urucum, aroeira mansa, sena aleluia, quaresmeira, manacá e angelim, entre outras. Em passeios mais estreitos, são recomendadas espécies arbustivas especialmente preparadas por viveiros, que as podam no formato de pequenas árvores. São exemplos: hibiscos, malvaviscus, murtas e rosedás.

É importante destacar, contudo, que a indicação irá variar conforme todos os critérios já citados na resposta da pergunta 1. Assim, é recomendável contatar o Departamento de Meio Ambiente da prefeitura local ou um profissional especializado.

3) As árvores frutíferas são indicadas? Suas raízes podem danificar a calçada? Quais as espécies indicadas?

Frutíferas são bem-vindas além de atrair pássaros, mas devem ser tomados cuidados quanto ao tamanho da fruta. Mangueiras, jaqueiras e abacateiros, por exemplo, produzem frutos enormes que podem amassar carros e cair sobre pedestres. Nesse caso, pitangueiras, uvaias e cerejeiras selvagens, por produzirem pequenos frutos, são boas alternativas para passeios.

4) Quais soluções ou providências evitam o desgaste ou mesmo a quebra da calçada com o tempo?

Os problemas originados em calçadas decorrentes da arborização ocorrem, geralmente, pela falta de planejamento na hora de escolher a espécie mais adequada. O plantio de árvores inadequadas ao local provoca, por exemplo, a quebra de calçadas por parte de raízes de determinadas espécies e a necessidade de podas, que, se feitas irregular ou incorretamente, podem desequilibrar as copas, aumentando o risco de tombamentos, além de agredirem a saúde da própria árvore. Portanto, mais uma vez, a saída é um bom planejamento. Para existir vegetação adequada nas cidades é necessário que os espaços para plantios sejam previstos, reservados e garantidos, desde as calçadas residenciais, com larguras para que não haja conflito entre o fluxo de pedestre e as árvores, até os grandes parques urbanos.

5) Detalhes da legislação que envolve o paisagismo em calçadas .

Quanto à legislação, cada município possui sua particularidade com espécies recomendadas e restrições que variam conforme região e clima. O ideal é se informar com o departamento que cuida do meio ambiente de seu município.
Como exemplo, na cidade de São Paulo, a Lei 10.365 de 1987 determina que se o morador quiser plantar uma árvore no passeio público, deve verificar os seguintes fatores: espaço disponível de acordo com a espécie escolhida e base não cimentada para que não seja prejudicado o desenvolvimento da planta. No município, o Manual de Arborização, da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, (http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/manual_arborizacao_1253202256.pdf) traz recomendações de porte e espécies adequadas conforme a situação existente na calçada.

Outro documento da prefeitura paulistana com recomendações relativas à arborização é a Cartilha Passeio Livre (http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/subprefeituras/calcadas/arquivos/cartilha_-_draft_10.pdf) que trata da importância das calçadas, destacando a faixa de serviço como o ponto mais adequado para o plantio das árvores (croqui abaixo).

6) Como deve ser a conservação do paisagismo em calçadas para que fique sempre bonito, porém não danifique o espaço e nem prejudique a passagem das pessoas?

Uma das práticas, ainda muito comuns, e que deve ser evitada para a conservação do paisagismo de passeios públicos é pintar a parte inferior dos caules das árvores com cal, deixando a arborização com polainas brancas. A cal “queima” a casca do tronco, enfraquecendo-o, tornando-o suscetível a pragas e doenças, além de deixar uma feia cicatriz. Cimentar em volta do tronco e colocar placas também são outras atitudes que prejudicam as plantas, assim como canteiros estreitos com pisos muito compactados.

Vale destacar que o piso permeável ou drenante nas calçadas é importante para um melhor desenvolvimento das árvores permitindo que suas raízes se espalhem e recebam a água do solo mais facilmente.


7) A responsabilidade pela manutenção do paisagismo é do proprietário da residência, certo? .

Hoje sim, mas na minha opinião uma equipe da prefeitura devidamente capacitada com arquitetos, agrônomos e urbanistas deveria ser responsável pelo planejamento das calçadas, assim como de seu paisagismo, de modo a padronizar e preservar tanto no que diz respeito aos materiais quanto as espécies vegetais. O extrato arbóreo deve fazer parte desta urbanização e ser feito pela prefeitura em contato com os moradores.

8) Uma composição de volumes e alturas das espécies também pode causar um efeito diferenciado na fachada? .

Sem dúvida, o que marca a rua como algo interessante é o conjunto de arborização como unidade. Como já mencionado na resposta à primeira pergunta, as ruas mais bonitas ao redor do mundo são sempre percebidas pelo conjunto que formam.






Você conhece o "Curso a distancia IBDA - CentrodEstudos? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Saiba como cuidar do jardim no verão

Cuidados com o jardim no verão

Flores para Decorar a Casa no Inverno – Espécies e Cuidados

Qual piscina construir: alvenaria, fibra de vidro ou vinil?

Para ter rosas sempre lindas

Que tal um jardim dentro de casa?

Arruda: xô mau olhado!

Como preparar o jardim para o verão

Horta em Casa para Cultivar Ervas e Temperos

Preparando o jardim para florir na primavera!

Como diagnosticar problemas em suas plantas

Preparando o jardim para florir na primavera!

Pergolado ou caramanchão?

Como fazer um jardim de inverno pequeno?

Dicas na hora de escolher as plantas

Os cuidados no jardim durante o outono

Saiba como manter um jardim florido e bem cuidado no outono e no inverno

Paisagismo na arquitetura

Você sabe onde colocar suas plantas dentro de casa?

A importância do paisagismo para a arquitetura

Bonsai, uma forma de arte!

Como fazer um jardim seco

Soluções para apartamentos: trepadeiras em vasos

Planejamento de Jardins

Como preparar o seu jardim para o inverno.

Jardinagem em Quintal Pequeno

A amoreira – para ornamentar, alimentar e vestir

Como escolher mudas saudáveis.

Pisos x Piscinas

Paisagismo: o florescer de uma profissão

Como escolher plantas para o jardim

Como fazer um muro verde

Dicas para o cultivo de árvores em calçadas

A grama do vizinho é mais verde!

Paisagismo do Futuro: Sustentabilidade verde

Jardim de inverno

Paisagismo na arquitetura

Árvores para plantio próximo à piscina

Vamos preparar os nossos jardins para o inverno.

Criando, ou mudando, para muito melhor o seu jardim.

Paisagismo e seus estilos

A mesa do jardim!

Onde plantar plantas perfumadas

Quais tipos de plantas ter no apartamento?

Primavera? Aposte em flores para embelezar sua casa.

Como cuidar do jardim na primavera.

Jardim sem sol, isso não é um problema!

Gazebo: espaço de lazer e descanso no jardim

Jardim & Flores no Inverno

Ikebana, O belo para dentro de casa

Quando é preciso trocar de vaso?

Pragas: salve suas plantas!

Os Eucaliptos Utilizados em Paisagismo e Jardinagem

Coitadas das nossas árvores, coitadas de nossas calçadas

Orquídeas, dicas para cuidar bem delas.

O Jardim na Primavera

Decore sua casa com flores da primavera!

Violetas, como cuidar bem delas.

Já pensou no jardim do seu condomínio?

Trepadeiras em vasos, solução para apartamentos

As vantagens das trepadeiras em seu projeto de paisagismo

Flores do inverno

Jardim bem cuidado ao longo do ano!

Uma oportunidade de volta às raizes

Setor hoteleiro investe pouco em paisagismo e ecoturismo

Lagos Ornamentais nos Projetos Paisagísticos

Jardim impecável para a temporada de inverno

Paisagismo e Sustentabilidade

Mudas vendidas por ambulantes não vingam e trazem prejuízos

Jardins Terapêuticos e Jardins Comestíveis

Novo parque de Manaus resgata época áurea da borracha na Amazônia

Paisagismo em espaços públicos: benefícios para cidades e para população

As vedetes do paisagismo: as Palmeiras.

Agua, O som do bem estar.

Prepare o jardim para o verão

A importância de um projeto paisagístico

Graduação em Paisagismo ( ou, Crescimento da construção civil intensifica demanda por paisagistas - parte 2)

Soluções para revitalizar calçadas de São Paulo

Utilizando led's no paisagismo e design de interiores

Crescimento da construção civil intensifica demanda por paisagistas

Projetos de Benedito Abbud são selecionados para Congresso Mundial de Arquitetura Paisagística

A importância da manutenção na beleza do jardim

Degraus: Como integrá-los no projeto de um jardim

Jardim bom pra cachorro

Transformando sua varanda de apartamento em jardim

Jardins e flores no inverno

O Clima e as Plantas Ornamentais

Arborização Urbana

Jardim florido o ano inteiro

Paisagismo : A importância das cores no jardim

Jardim Oriental- pedra, bambu, água

O jardim sensorial e suas principais características

Dúvidas comuns em relação à estrutura de piscinas, para construção e reforma

Piscinas exigem cuidado e atenção durante o ano todo

Piscina em Ubatuba fica dezesseis metros acima do solo

Prepare sua piscina para as delícias do verão