Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Benedito Abbud

Soluções para revitalizar calçadas de São Paulo



Importante por sua extensão e pela qualidade de vida nas cidades, as calçadas são consideradas o principal elemento por onde as pessoas caminham, além de abrigarem a maior parte da vegetação urbana. Só em São Paulo as calçadas ocupam 60 mil km lineares, o que corresponde a uma volta e meia ao redor da Terra. Mas a cidade ainda carece de passeios públicos agradáveis para os pedestres, o que inclui melhores aspectos estéticos e o uso de materiais ecológicos.

Essa ideia e as soluções para o problema foram apresentadas durante palestra no 2º Seminário Paulistano de Calçadas, realizado em 6 de novembro na Câmara Municipal de São Paulo.

A função principal da calçada é, juntamente com o sistema viário, ser uma espécie de esteira rolante, onde descortinamos o espetáculo urbano. Este show se apresenta por meio do percurso, proporcionando-nos sensações e surpresas agradáveis ou desagradáveis, dependendo da qualidade da paisagem.

Existem dois tipos de paisagens: aquela com maior incidência antrópica (feita pelo homem) e com maior incidência da natureza. A primeira delas pode ainda ser harmônica (quando as edificações são organizadas com alturas parecidas) ou desarmônica (quando há uma serie de elementos desorganizados causando uma sensação confusa e poluição visual). A natureza, entretanto, ajuda a corrigir a desarmonia da paisagem, porque entra como se fosse ator principal e deixa a paisagem de fundo, chamando a atenção para si.

Visando resgatar o hábito de andar com conforto, praticidade e segurança, proponho a revitalização desses passeios públicos por meio do conceito de Calçada Viva, que surge com base na integração dos seguintes tipos de calçadas: ecológicas, verdes, acessíveis, saudáveis, culturais, mobiliadas e técnicas.

Calçadas ecológicas


Talvez seja o mais importante desses conceitos, uma vez que ser ecologicamente correto não significa simplesmente cuidar da área verde do local. Outras ações são necessárias, tais como o plantio de espécies frutíferas para atração de pássaros e o uso de um piso drenante, que ajuda a drenar as águas pluviais e alimenta o lençol freático. Com a adoção desse piso, o problema recorrente das enchentes de São Paulo será amplamente reduzido.

Hoje, a única medida para contenção das enchentes são os piscinões, cuja função é receber as águas da chuva que iriam naturalmente para o rio. Assim, quando a chuva passa, as águas do piscinão são bombeadas ao rio que já deve ter escoado a sobrecarga das águas. Esse processo, porém, traz problemas como o carreamento do lixo que fica no fundo do piscinão através das enxurradas e, após o bombeamento, precisa ser retirado, sobrando um “lodo” que atrai insetos e roedores, além de possíveis maus-cheiros.

Com o tempo, o piso drenante também apresenta colmatação (entupimento dos vazios internos) através do tempo. O período para que isso ocorra varia de 10 a 15 anos, tempo considerado suficiente para levar as águas da chuva diretamente para o lençol freático, ao invés de permitir que as mesmas se dirijam para a boca de lobo, alimentando as enchentes.

Calçadas verdes

Plantar árvores de forma organizada permite que suas copas minimizem a massa construída descontínua da cidade e propiciem sombreamento. Já os arbustos plantados no alargamento das calçadas nas esquinas (conceito de traffic calming) e as trepadeiras cobrindo muros geram maior sensação de verde. O conjunto melhora a qualidade ambiental, retendo o calor durante o dia e amortecendo a temperatura durante a noite.

Calçadas acessíveis

Pessoas com deficiência ou com dificuldade de locomoção, tais como idosos e gestantes, precisam ter acessos seguros às calçadas. O piso tátil de alerta e direcional, bem como a rampa de acesso são equipamentos que estão entre as soluções propostas. Esse tratamento especial permite entrada, permanência e saída com segurança e autonomia.

Calçadas saudáveis

Com essas calçadas, a ideia é incentivar seu uso como uma opção para a prática de esportes e cuidado com o corpo. Entre as soluções possíveis podemos destacar pista de caminhada com marcação de distância e aparelhos para ginástica e alongamento.

Calçadas culturais

Propõe-se a instalação de suportes especialmente desenvolvidos para abrigar exposições itinerantes com reproduções de obras de arte, fixar as reproduções em tapumes de obra ou imprimir sobre telas de proteção de edifícios em construção. Pretende-se, assim, levar a arte para as ruas, democratizando o acesso e interagindo com as pessoas.

Calçadas mobiliadas


Bancos, ponto de ônibus, totem telefônico, bicicletário e postes com design diferenciado, aliado a uma iluminação estratégica que ressalte os pontos focais do caminho e proporcione segurança à noite estão entre as propostas de mobiliário urbano que convidam a população ao convívio e passeio nas calçadas.

Calçadas técnicas

A intenção é criar uma galeria no subsolo permitindo que as fiações da rede elétrica, telefônica, de TV, fibras óticas, rede de água e esgoto sejam todas embutidas, diminuindo a poluição visual da cidade. Com isso, facilita também a manutenção das redes sem quebrar ou remendar o piso, pois as peças drenantes podem ser retiradas uma a uma e recolocadas com facilidade, sem necessidade de mão de obra especializada.

Você conhece o "curso a distancia IBDA - SitEscola? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Comentários

Mais artigos

São Paulo, suas árvores e suas enchentes

Cuidando do jardim no outono

Saiba como cuidar do jardim no verão

Cuidados com o jardim no verão

Flores para Decorar a Casa no Inverno – Espécies e Cuidados

Qual piscina construir: alvenaria, fibra de vidro ou vinil?

Para ter rosas sempre lindas

Que tal um jardim dentro de casa?

Arruda: xô mau olhado!

Como preparar o jardim para o verão

Horta em Casa para Cultivar Ervas e Temperos

Preparando o jardim para florir na primavera!

Como diagnosticar problemas em suas plantas

Preparando o jardim para florir na primavera!

Pergolado ou caramanchão?

Como fazer um jardim de inverno pequeno?

Dicas na hora de escolher as plantas

Os cuidados no jardim durante o outono

Saiba como manter um jardim florido e bem cuidado no outono e no inverno

Paisagismo na arquitetura

Você sabe onde colocar suas plantas dentro de casa?

A importância do paisagismo para a arquitetura

Bonsai, uma forma de arte!

Como fazer um jardim seco

Soluções para apartamentos: trepadeiras em vasos

Planejamento de Jardins

Como preparar o seu jardim para o inverno.

Jardinagem em Quintal Pequeno

A amoreira – para ornamentar, alimentar e vestir

Como escolher mudas saudáveis.

Pisos x Piscinas

Paisagismo: o florescer de uma profissão

Como escolher plantas para o jardim

Como fazer um muro verde

Dicas para o cultivo de árvores em calçadas

A grama do vizinho é mais verde!

Paisagismo do Futuro: Sustentabilidade verde

Jardim de inverno

Paisagismo na arquitetura

Árvores para plantio próximo à piscina

Vamos preparar os nossos jardins para o inverno.

Criando, ou mudando, para muito melhor o seu jardim.

Paisagismo e seus estilos

A mesa do jardim!

Onde plantar plantas perfumadas

Quais tipos de plantas ter no apartamento?

Primavera? Aposte em flores para embelezar sua casa.

Como cuidar do jardim na primavera.

Jardim sem sol, isso não é um problema!

Gazebo: espaço de lazer e descanso no jardim

Jardim & Flores no Inverno

Ikebana, O belo para dentro de casa

Quando é preciso trocar de vaso?

Pragas: salve suas plantas!

Os Eucaliptos Utilizados em Paisagismo e Jardinagem

Coitadas das nossas árvores, coitadas de nossas calçadas

Orquídeas, dicas para cuidar bem delas.

O Jardim na Primavera

Decore sua casa com flores da primavera!

Violetas, como cuidar bem delas.

Já pensou no jardim do seu condomínio?

Trepadeiras em vasos, solução para apartamentos

As vantagens das trepadeiras em seu projeto de paisagismo

Flores do inverno

Jardim bem cuidado ao longo do ano!

Uma oportunidade de volta às raizes

Setor hoteleiro investe pouco em paisagismo e ecoturismo

Lagos Ornamentais nos Projetos Paisagísticos

Jardim impecável para a temporada de inverno

Paisagismo e Sustentabilidade

Mudas vendidas por ambulantes não vingam e trazem prejuízos

Jardins Terapêuticos e Jardins Comestíveis

Novo parque de Manaus resgata época áurea da borracha na Amazônia

Paisagismo em espaços públicos: benefícios para cidades e para população

As vedetes do paisagismo: as Palmeiras.

Agua, O som do bem estar.

Prepare o jardim para o verão

A importância de um projeto paisagístico

Graduação em Paisagismo ( ou, Crescimento da construção civil intensifica demanda por paisagistas - parte 2)

Soluções para revitalizar calçadas de São Paulo

Utilizando led's no paisagismo e design de interiores

Projetos de Benedito Abbud são selecionados para Congresso Mundial de Arquitetura Paisagística

A importância da manutenção na beleza do jardim

Degraus: Como integrá-los no projeto de um jardim

Jardim bom pra cachorro

Transformando sua varanda de apartamento em jardim

Jardins e flores no inverno

O Clima e as Plantas Ornamentais

Arborização Urbana

Jardim florido o ano inteiro

Paisagismo : A importância das cores no jardim

Jardim Oriental- pedra, bambu, água

O jardim sensorial e suas principais características

Dúvidas comuns em relação à estrutura de piscinas, para construção e reforma

Piscinas exigem cuidado e atenção durante o ano todo

Prepare sua piscina para as delícias do verão