Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Christiane Ribeiro

As vantagens das trepadeiras em seu projeto de paisagismo



O uso das trepadeiras em composições paisagísticas é extremamente versátil: pode funcionar como um simples elemento decorativo isolado ou fazer composições incríveis com treliças, arcos, pérgolas e muros.

O cultivo de trepadeiras, além de embelezar, pode proporcionar locais sombreados, formar uma "cortina verde" num terraço ou janela ou, ainda, amenizar o impacto de muros e paredes, tornando os ambientes mais confortáveis visualmente. E mais: onde não se pode ter uma árvore, quase sempre é possível ter uma trepadeira.

É muito importante, no entanto, conhecer a espécie que se pretende utilizar, para não ter problemas no futuro e isso significa escolher uma espécie adequada ao clima, às condições de luz e, principalmente, ao local que se tem disponível. Trepadeiras de grande porte se desenvolvem plenamente em arcos e pérgolas, mas podem se tornar um transtorno em locais reduzidos, jardineiras ou vasos.

Além disso, deve-se atentar para o tipo de trepadeira a ser adquirido, pois as escandentes, por exemplo (como a lanterna-chinesa, alamanda, amor-agarradinho, etc.), necessitam de condução com amarrilhos ou suportes como treliças e arames. A seguir, alguns exemplos de trepadeiras de fácil cultivo:

Lanterna-chinesa (Abutilon megapotamicum) - É nativa do sul do Brasil e, portanto, se adapta melhor ao clima ameno. As flores, delicadas, surgem durante o ano todo e são pendentes. De porte médio, esta trepadeira pode ser cultivada também à meia sombra, em jardineiras, pórticos e treliças. Multiplica-se facilmente por estacas.

Amor-agarradinho (Antigonon leptopus) - Esta semi-herbácaea é originária do México. As flores surgem durante a primavera, na variedade rosa ou branca (var. albus) ou ainda na variedade dobrada (A. guatemalense). São muito apreciadas pelas abelhas. A planta cresce bem quando cultivada sobre cercas, grades, junto a muros e pórticos. Multiplica-se facilmente por sementes, estacas ou alporque.

Glicínia (Wisteria sinensis) - Originária do Japão, esta trepadeira oferece floradas belíssimas. É bastante resistente a temperaturas baixas, inclusive a geadas. No inverno fica totalmente sem folhas e, antes que surjam novamente, aparecem cachos pendentes e longos de flores roxas ou na variedade branca, que duram algumas semanas. Em razão de seu vigoroso crescimento, fica bem junto a muros e pérgolas. Multiplica-se facilmente por estacas.


Glicínia (Wisteria sinensis)


Trepadeira-senécio (Senecio mikanoides) - É de origem sul-africana. Suas folhas assemelham-se às da hera. As inflorescências ocorrem durante quase todo ano, formando cachos amarelos. Pode ser cultivada em vasos, a pleno sol ou meia-sombra. Multiplica-se por sementes e por estacas que devem ser cortadas após a floração.


Senecio mikanoides


Viuvinha ou flor-de-São Miguel (Petrea substrata)- Trepadeira escandente, originária do Brasil. Pode alcançar uma boa altura, sendo necessário um suporte (cerca, muro ou pérgola). A floração surge na ponta dos ramos novos, em numerosas flores pequenas, roxas ou brancas, sempre no final do inverno e início da primavera. Multiplica-se por sementes ou estacas.

Cuidados no cultivo:

As trepadeiras, regra geral, são pouco exigentes com relação ao solo, mas preferem enraizar em locais sombreados e frescos. O plantio deve ser feito em covas generosas, com esterco de curral curtido. Após esse período, necessitam de plena luminosidade e exposição ao sol. Essa é a condição essencial para um bom florescimento. Raramente as raízes das trepadeiras se aprofundam no solo - são mais superficiais, tendendo a se esparramar em torno do tronco com a vantagem de não provocar problemas em tubulações subterrâneas, por exemplo. As podas são sempre bem vindas. Em geral, indica-se podas anuais, eliminando-se cerca de 1/3 do volume da planta. As adubações, também anuais, devem ser feitas no início da estação das chuvas, ao redor da cova.



Christiane Ribeiro é arquiteta e paisagista


Fonte:www.jardimdeflores.com.br



Você conhece o "Curso a distancia IBDA - SitEscola? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.






Comentários

Mais artigos

São Paulo, suas árvores e suas enchentes

Cuidando do jardim no outono

Saiba como cuidar do jardim no verão

Cuidados com o jardim no verão

Flores para Decorar a Casa no Inverno – Espécies e Cuidados

Qual piscina construir: alvenaria, fibra de vidro ou vinil?

Para ter rosas sempre lindas

Que tal um jardim dentro de casa?

Arruda: xô mau olhado!

Como preparar o jardim para o verão

Horta em Casa para Cultivar Ervas e Temperos

Preparando o jardim para florir na primavera!

Como diagnosticar problemas em suas plantas

Preparando o jardim para florir na primavera!

Pergolado ou caramanchão?

Como fazer um jardim de inverno pequeno?

Dicas na hora de escolher as plantas

Os cuidados no jardim durante o outono

Saiba como manter um jardim florido e bem cuidado no outono e no inverno

Paisagismo na arquitetura

Você sabe onde colocar suas plantas dentro de casa?

A importância do paisagismo para a arquitetura

Bonsai, uma forma de arte!

Como fazer um jardim seco

Soluções para apartamentos: trepadeiras em vasos

Planejamento de Jardins

Como preparar o seu jardim para o inverno.

Jardinagem em Quintal Pequeno

A amoreira – para ornamentar, alimentar e vestir

Como escolher mudas saudáveis.

Pisos x Piscinas

Paisagismo: o florescer de uma profissão

Como escolher plantas para o jardim

Como fazer um muro verde

Dicas para o cultivo de árvores em calçadas

A grama do vizinho é mais verde!

Paisagismo do Futuro: Sustentabilidade verde

Jardim de inverno

Paisagismo na arquitetura

Árvores para plantio próximo à piscina

Vamos preparar os nossos jardins para o inverno.

Criando, ou mudando, para muito melhor o seu jardim.

Paisagismo e seus estilos

A mesa do jardim!

Onde plantar plantas perfumadas

Quais tipos de plantas ter no apartamento?

Primavera? Aposte em flores para embelezar sua casa.

Como cuidar do jardim na primavera.

Jardim sem sol, isso não é um problema!

Gazebo: espaço de lazer e descanso no jardim

Jardim & Flores no Inverno

Ikebana, O belo para dentro de casa

Quando é preciso trocar de vaso?

Pragas: salve suas plantas!

Os Eucaliptos Utilizados em Paisagismo e Jardinagem

Coitadas das nossas árvores, coitadas de nossas calçadas

Orquídeas, dicas para cuidar bem delas.

O Jardim na Primavera

Decore sua casa com flores da primavera!

Violetas, como cuidar bem delas.

Já pensou no jardim do seu condomínio?

Trepadeiras em vasos, solução para apartamentos

As vantagens das trepadeiras em seu projeto de paisagismo

Flores do inverno

Jardim bem cuidado ao longo do ano!

Uma oportunidade de volta às raizes

Setor hoteleiro investe pouco em paisagismo e ecoturismo

Lagos Ornamentais nos Projetos Paisagísticos

Jardim impecável para a temporada de inverno

Paisagismo e Sustentabilidade

Mudas vendidas por ambulantes não vingam e trazem prejuízos

Jardins Terapêuticos e Jardins Comestíveis

Novo parque de Manaus resgata época áurea da borracha na Amazônia

Paisagismo em espaços públicos: benefícios para cidades e para população

As vedetes do paisagismo: as Palmeiras.

Agua, O som do bem estar.

Prepare o jardim para o verão

A importância de um projeto paisagístico

Graduação em Paisagismo ( ou, Crescimento da construção civil intensifica demanda por paisagistas - parte 2)

Soluções para revitalizar calçadas de São Paulo

Utilizando led's no paisagismo e design de interiores

Crescimento da construção civil intensifica demanda por paisagistas

Projetos de Benedito Abbud são selecionados para Congresso Mundial de Arquitetura Paisagística

A importância da manutenção na beleza do jardim

Degraus: Como integrá-los no projeto de um jardim

Jardim bom pra cachorro

Transformando sua varanda de apartamento em jardim

Jardins e flores no inverno

O Clima e as Plantas Ornamentais

Arborização Urbana

Jardim florido o ano inteiro

Paisagismo : A importância das cores no jardim

Jardim Oriental- pedra, bambu, água

O jardim sensorial e suas principais características

Dúvidas comuns em relação à estrutura de piscinas, para construção e reforma

Piscinas exigem cuidado e atenção durante o ano todo

Piscina em Ubatuba fica dezesseis metros acima do solo

Prepare sua piscina para as delícias do verão