Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Redação do Fórum da Construção

Casas de aço: Tendência que avança no Brasil



O aço já não pode mais ser visto como uma opção de construção apenas para indústrias, galpões e edifícios comerciais. Os sistemas construtivos em aço – tendência já consolidada em países desenvolvidos – vêm crescendo a cada ano também nos projetos residenciais no Brasil. Profissionais de renome nacional têm aderido à versatilidade do material, que permite maior leveza e agilidade em projetos residenciais.


Confirmando esta tendência, a Revista Arquitetura & Aço, publicada pelo Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA), volta a focar o tema “Residências”, mostrando 10 projetos em que o material está presente em estruturas, revestimentos e outros elementos, compondo harmoniosamente com outros materiais.

A Casa Corten, em São Paulo, marca a paisagem urbana com sua fachada em aço patinável. Já no Refúgio São Chico, o uso do light steel framing permitiu construir rapidamente uma casa com arquitetura moderna na serra gaúcha, enquanto um projeto em Minas Gerais valeu-se da agilidade e da precisão desse sistema construtivo.

Em Barra do Una(foto abaixo), no litoral paulista, uma residência inspirada no modelo construtivo dos índios Yawalapiti aproveita a leveza da estrutura em aço. No Guarujá, outra casa se destaca pela estrutura que combina aço, madeira e concreto.


A revista também mostra bons exemplos de projetos que congregam a leveza do aço, a transparência do vidro e a linguagem contemporânea, como uma residência de Bragança Paulista. Já no Alto de Pinheiros, bairro nobre da capital paulista, a estrutura em aço favorece a integração entre os diferentes espaços de um anexo residencial.

No bairro do Itanhangá, no Rio de Janeiro (RJ), elementos estruturais em aço permitiram “elevar” uma casa e aproximá-la da copa de árvores. No mesmo bairro, a estrutura em aço aparente da Casa Varanda é um dos aspectos mais marcantes do projeto(foto abaixo). Para poder se abrir para uma das mais belas paisagens fluminenses, uma casa no Jardim Botânico, na zona sul carioca, se utiliza da estrutura em aço de forma a reduzir quase totalmente a interferência visual.



Liberdade de criação e sustentabilidade


Para a gerente executiva do CBCA, Catia Mac Cord, a evolução tecnológica do aço permitiu sua versatilidade tanto estrutural quanto estética em obras residenciais. Segundo ela, são muitas vantagens oferecidas pelo material – redução no peso da estrutura, maior aproveitamento do espaço e construção rápida e limpa –, mas uma das mais festejadas características do aço entre os arquitetos é a liberdade de criação que proporciona, permitindo projetos arrojados, com designs modernos.

A sustentabilidade – conceito que se tornou obrigatório na arquitetura dos dias de hoje – também tem impulsionado o uso do aço na construção residencial. Além de ser extremamente versátil e durável, o aço está em perfeita sintonia com o conceito de desenvolvimento ambientalmente sustentável, uma vez que é o único material totalmente reciclável. Segundo ela, casas feitas em aço têm menor impacto negativo sobre o meio ambiente em termos de uso de energia, consumo de matérias-primas e geração de detritos durante a construção.


“O aço reduz o uso de madeira na obra, evita o desperdício de recursos naturais, como água e energia, e reduz impactos gerados no canteiro de obras, como emissão de poeira e ruídos sonoros. Calcula-se que 200 m2 de uma casa com estrutura em aço podem gerar apenas 1 metro cúbico de resíduos recicláveis durante a construção”, ressalta.


Catia argumenta ainda que a adoção de tecnologia limpa reduz sensivelmente os impactos ambientais na construção e confere mais segurança e conforto aos ocupantes da edificação. Segundo ela, as estruturas em aço consomem apenas 6,3% do ciclo de vida total da energia de uma residência - o restante é consumido para aquecimento, climatização, refrigeração e iluminação. Uma residência em aço é termicamente mais eficiente: as coberturas metálicas com acabamento reflexivo economizam energia pois não absorvem calor, o que deixa o ambiente naturalmente mais fresco.

“A construção seca é mais rápida e com menor impacto no canteiro que a construção tradicional. A casa pode vir semi-pronta da fábrica para o canteiro de obra onde a montagem é finalizada. Nesse contexto, o aço, por suas características, responde às necessidades dos empreendedores e dos usuários como material versátil, eficiente e sustentável. Aço na construção civil é sinônimo de construção industrializada, aliando produtividade, agilidade e baixo impacto ambiental”, afirma a engenheira Catia Mac Cord, gerente executiva do CBCA.

A rapidez no processo de montagem e na execução da obra é outro diferencial importante para as casas em aço, já que as peças vêm do tamanho encomendado da fábrica, tornando menores os prazos de entrega. “Devido à maior velocidade de execução da obra, é possível obter um ganho adicional pela ocupação antecipada do imóvel e pela rapidez no retorno do capital investido”, acrescenta. Mais leves, as estruturas em aço podem reduzir em até 30% o custo das fundações e ainda tornar viável o uso de solos com baixa capacidade de carga.


Algumas razões para o uso do aço na construção:


- Liberdade no projeto de arquitetura: A tecnologia do aço facilita projetos arrojados;


- Flexibilidade: A estrutura em aço facilita futuras reformas, adaptações e mudanças nos edifícios, além da passagem de água, ar condicionado, eletricidade, esgoto, telefonia, informática, etc.;


- Precisão construtiva: centímetro da concreto x milímetro da estrutura em aço.


- Garantia de qualidade: A estrutura em aço é produzida dentro de indústria, com mão-de-obra qualificada;


- Compatibilidade com outros materiais: O aço convive harmoniosamente com materiais mais convencionais, como tijolos e blocos, lajes moldadas in loco, até componentes pré-fabricados - lajes e painéis de concreto, painéis "dry-wall", etc ;


- Menor prazo de execução: Na construção em aço pode-se ter uma redução de até 40% com fabricação industrial paralela à fundação; diminuição de formas e escoramentos e proteção contra chuvas e outros fatores climáticos que podem atrasar a obra).


- Maior área útil: As seções dos pilares e vigas de aço são muito mais esbeltas que as equivalentes em concreto, resultando em melhor aproveitamento do espaço interno e aumento da área útil, fator muito importante principalmente em garagens.


- Alívio de carga nas fundações: Por serem mais leves, as estruturas em aço podem reduzir em até 30% o custo das fundações.


-Antecipação do ganho: Em função da maior velocidade de execução da obra, haverá um ganho adicional pela ocupação antecipada do imóvel e pela rapidez no retorno do capital investido.


-Reciclabilidade: O aço é 100% reciclável e as estruturas podem ser desmontadas e reaproveitadas com menor geração de rejeitos.

-Menos impactos ambientais: A construção metálica tem menor impacto negativo sobre o meio ambiente em termos de uso de energia, consumo de matérias-primas e geração de detritos. Além de reduzir o consumo de madeira, diminui a emissão de material particulado e poluição sonora geradas por serras e outros equipamentos.


-Racionalização de materiais e mão-de-obra: A estrutura em aço possibilita a adoção de sistemas industrializados, fazendo com que o desperdício seja sensivelmente reduzido. Numa obra por processos convencionais, o desperdício de materiais pode chegar a 25% em peso.


- Organização do canteiro de obras: Obra mais limpa, com menos entulho e mais segurança para os trabalhadores. Como a estrutura em aço é totalmente pré-fabricada, há uma melhor organização do canteiro devido, entre outros, à ausência de grandes depósitos de areia, brita, cimento, madeiras e ferragens, reduzindo também o inevitável desperdício desses materiais. O ambiente limpo com menor geração de resíduos oferece ainda melhores condições de segurança ao trabalhador, contribuindo para a redução dos acidentes na obra.


A 19ª edição da publicação oficial do CBCA, bem como as edições anteriores, já está no ar para download gratuito na área Biblioteca do site www.cbca-iabr.org.br.

Você conhece o "curso a distancia IBDA - SitEscola? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Comentários

Mais artigos

Utilização do aço estrutural, quais as vantagens e as desvantagens?

Construções Metálicas: O uso do Aço na Construção Civil

A utilização do aço na construção civil

Vantagens e Desvantagens do aço na construção civil

As vantagens de construir com aço

Porque construir em aço

Uso do aço oferece soluções arrojadas na hora de construir

Perguntas e Respostas sobre Estruturas Metálicas

Como evitar e eliminar a ferrugem

Construções híbridas, o melhor de dois mundos

Vantagens da Construção em Aço

Light steel framing: Estruturas em aço leve

Futuro Sustentável com o Aço.

Aço Inox na Arquitetura

Casas de aço: Tendência que avança no Brasil

Construção em aço pode acelerar o alcance da meta de 1 milhão de moradias no Brasil

Sem agredir a natureza, aço vira padrão popular

Nova técnica metalúrgica gera aço puro mais resistente que liga metálica

Uso Racional do Aço no Concreto Armado

PRÊMIO ABCEM 2008

Livro “Obra em Aço” de Zanettini, aborda os 40 anos de projetos no campo da arquitetura metálica

Tipos de aço e perfis para estrutura metálica de edifícios

Petrobrás e Zanettini planejam obra memorável

Novo Complexo de Exposição de Milão