Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Redação do Fórum da Construção

Impermeabilização: quais as principais técnicas para a construção civil?



Na construção, líquidos podem ser verdadeiros inimigos. Provocam degradação ao penetrarem nas estruturas e, além disso, causar infiltração profunda e estimular o aparecimento de mofos e bolores.

Esse efeito dominó pode comprometer, inclusive, toda a estrutura da construção. Para evitar esse problema, é preciso investir em um bom sistema de impermeabilização. O ideal é que este serviço seja incorporado no projeto de construção, sem qualquer restrição quanto ao uso.


Segundo estimativas, 50% dos problemas em edificações provém de questões relacionadas a isso, o que acaba custando 20% do total do empreendimento.

Não é só no bolso que esse problema pode custar caro. Problemas de saúde também surgem e se agravam neste cenário. Por isso, impermeabilizar a casa é uma etapa essencial da construção civil e demanda certos cuidados.

Os impermeabilizantes são usados em quase todas as partes da construção e as soluções disponíveis no mercado são variadas, atendendo a diferentes necessidades. Então, para evitar problemas de umidade, manchas, bolores, oxidação, entre outros, confira algumas dicas especiais.

Quais são os tipos de impermeabilização?

Os sistemas de impermeabilização podem ser divididos em dois tipos: rígidos e flexíveis.

O rígido envolve materiais como argamassas industrializadas ou aditivos químicos que devem ser incorporados a elas na hora da cobertura. Esse sistema pode também ser encontrado como produtos bicomponentes para concreto ou pinturas de revestimento impermeável.

Esse tipo de impermeabilização deve ser usado em locais de pouco movimento ou tendência a rachaduras como, por exemplo, cisternas e piscinas abaixo do solo.

Já o sistema flexível de impermeabilização é encontrado em forma de mantas pré-moldadas ou moldadas no local, compostas de fibra flexível de poliéster. Esse sistema serve para todos os outros casos em que o rígido não é indicado: estruturas que podem sofrer vibrações, dilatações e que respondem ao clima.

Alguns exemplos de locais que utilizam o sistema flexível são:

- Varandas e terraços;
- Calhas e reservatórios de água em níveis superiores;
- Galerias de trens;
- Pisos frio de banheiros ou cozinhas.


Os melhores materiais e técnicas para impermeabilização

Argamassa

Um material de construção de caráter rígido, a argamassa pode ser dividida entre impermeável e polimérica. A impermeável é preparada com aditivos hidrofóbicos, tornando-se uma aliada na proteção contra vazamentos. A segunda, por outro lado, é constituída por produtos industrializados, necessitando apenas de homogeneização.

Esse material é utilizado em subsolos, vigas e poços de elevador. A argamassa polimérica também é comumente utilizada na impermeabilização anterior à pintura de paredes internas e externas, além de pisos frios.

A instalação desses materiais depende de acessórios como a desempenadeira e se dá em camadas de no máximo 1,5 cm de espessura. A argamassa polimérica é, então, aplicada com uma trincha larga e o número de demãos depende da estrutura e área do local a ser aplicado.

Calafetantes

Materiais calafetantes são utilizados na vedação de buracos e fendas de uma estrutura. O processo é chamado de calafetação. Os calafetantes são compostos por substâncias de caráter elástico, como massas acrílicas.

A calafetação é normalmente indicada para locais com buracos e que suportem a dilatação do material.

Manta asfáltica

Um material composto por poliéster, PVC, fibra de vidro ou polietileno, a manta asfáltica é um dos sistemas flexíveis mais utilizados. Tem resistência a altas temperaturas e sua instalação é feita em cima de uma camada de primer com um maçarico.

Esse material é indicado para locais de grande movimentação e carece de uma camada de revestimento após a instalação.

Hidrofugantes ou hidrorrepelentes

Estas são substâncias que apresentam tensão superficial menor que a água, impedindo assim sua aderência à superfície. Isso, inclusive, é o que o diferencia dos impermeabilizantes.

Os impermeabilizantes impedem a penetração da água na superfície, mas permitem que ela fique aderida à mesma. Em outras palavras, elas ficam molhadas. Como os hidrofugantes repelem completamente a água, a superfície permanece completamente seca.

A combinação de argamassa com aditivos hidrófugos compõe uma ótima solução para locais enterrados, muros de arrimo, poços de elevador e áreas com baixa movimentação térmica em geral.

A aplicação é feita adicionando o aditivo na água de amassamento para o preparo da argamassa. É preciso passar uma camada de chapisco antes para garantir melhor aderência em paredes. Vale notar, além disso, que esse tipo de argamassa também funciona bem em elementos de fundação.

Resina epóxi

Material extremamente versátil, a resina epóxi pode ser utilizada de diferentes maneiras. Pode ser usada como cola ou acabamento superficial em madeiras, por exemplo, por conta dos seus bons índices de resistência e rapidez para aplicação.

Ela forma uma membrana transparente fina e resistente, com ótima aderência à superfície de concreto. Por isso é muito utilizada para pisos de fábricas, cozinhas industriais, oficinas mecânicas, entre demais locais com maior exigência de limpeza.

Para aplicar, primeiro é preciso lixar a superfície. A aplicação da resina é feita com rolo especial para epóxi e seguindo recomendações do fabricante sobre o número de demãos, assim como sobre o intervalo entre elas. Por soltar vapores tóxicos, sua utilização exige máscara de proteção.

Membranas sintéticas

São mantas pré-fabricadas à base de materiais sintéticos (PEAD, PVC, TPO, EPDM, etc) que podem servir a sistemas impermeabilizantes. Elásticas e flexíveis não são apenas adaptáveis a locais sujeitos a movimentações e vibrações, mas também resistentes a raios ultravioleta e ataques químicos.

A utilização dessas geomembranas é mais indicado para obras de grande porte, como aterros sanitários e lagos artificiais. Além de proteger as estruturas, ainda preservam o meio ambiente, criando uma barreira física que evita contaminação do solo e lençóis freáticos por material orgânico decomposto, óleos e combustíveis. Para fazer a escolha certeira, recomendamos consultar os fabricantes e seus materiais técnicos. A consultoria de um projetista especializado em impermeabilização é essencial nesse momento.

É bom lembrar que impermeabilizações convencionais não são definitivas. Com o passar do tempo, existe a necessidade de uma nova intervenção. Estar atento a isso também é outro ponto importante que irá garantir vida longa ao seu imóvel e saúde para as pessoas que se encontram nele.




Fonte:inovaconcreto.com.br




Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue





Comentários

Mais artigos

Impermeabilização: quais as principais técnicas para a construção civil?

Impermeabilização do solo: entenda esse problema

Quais são os tipos de impermeabilização usados na construção civil

Infiltrações X Impermeabilização

Soluções para os problemas mais comuns de infiltração

Porque impermeabilizar o telhado?

Vou construir e quero uma casa livre de infiltrações; quais cuidados devo tomar?

Impermeabilização em paredes: como fazer para acabar com a infiltração

Como identificar e resolver problemas de infiltração

Infiltração e umidade nas paredes? Como solucionar?

Como proteger um muro contra infiltrações e umidade?

Impermeabilização em Light Steel Frame

Impermeabilização de paredes

Saiba como evitar infiltrações na sua casa

Impermeabilização: dicas básicas para excelentes resultados

Como impermeabilizar laje – Dicas e vantagens na aplicação

Parede com umidade e infiltração, como resolver?

Dicas de construção: umidade do solo e impermeabilização

O que é impermeabilização?

Importância da impermeabilização para a sustentabilidade das edificações

Sistemas de Impermeabilização na Construção Civil

Trocas de mantas: Frequente engano.

Impermeabilização: dicas básicas para ter excelentes resultados.

Impermeabilização de cimento na construção

Manifestações Patológicas na Impermeabilização de Estruturas de Concreto em Saneamento

A importância da profissionalização de mão de obra na impermeabilização

Impermeabilização : áreas diversas - 2

Impermeabilização: áreas diversas

Impermeabilização : Coberturas transitáveis por pedestres e veículos.

Impermeabilização : Coberturas não transitáveis

Impermeabilização na construção : um assunto sério.

Tratamento das áreas molháveis com paredes em gesso acartonado

Incrustrações em piscina impermeabilizada com manta asfáltica

Impermeabilização: saiba quando e como aplicar seus benefícios

A importância do projeto de impermeabilização