Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Retrofit e Restauração (veja mais 38 artigos nesta área)

por Redação do Fórum da Construção

Qual a diferença entre reformar e restaurar?



Pensando em fazer algumas alterações na estrutura de sua residência? Mas qual a sua intenção, restaurar ou reformar? Sim, porque existe diferença entre reformar e restaurar.
Embora pareçam conceitos idênticos reformar e restaurar são coisas bem diferentes e para que você possa identificar melhor o que deseja fazer em sua casa, hoje vamos ver o que são reforma e restauro.


Reforma e restauro: O que está por trás de cada conceito

Vamos por partes para que você entenda no que implica a reforma e o restauro:

Reforma

Quando você quer fazer uma mudança na estrutura da sua residência, retirar uma parede, mudar uma janela, alterar a fachada, ou seja, alterar a aparência do imóvel, criando um espaço novo, isso é uma reforma.
Na reforma você não precisa ter o cuidado de manter o estilo ou utilizar técnicas de conservação de algum elemento histórico.

O que você precisa estar atento é quanto a segurança, para não fazer alguma alteração que possa comprometer a estrutura do imóvel.

Restauro

Aqui o conceito é bem diferente. No restauro de um imóvel ou mesmo de um móvel, é preciso respeitar a originalidade do que se quer restaurar. Ou seja, você vai consertar ou reparar algo que o tempo desgastou.
Geralmente o restauro é realizado em um bem histórico com a intenção de manter a identidade, as características e a autenticidade de uma época, preservando a cultura histórica.

A restauração serve para preservar um patrimônio original, fazendo as mudanças ou consertos que são necessárias para que ele funcione e mantenha o bom estado.

Diferença entre reformar e restaurar

Como já dissemos, a restauração deve manter as características originais do imóvel, preservando sua identidade. Portanto, as mudanças devem ser as mínimas necessárias.
A restauração é bastante aplicada em imóveis tombados cuja função é a de preservar a história e cultura de determinado local.

Estes imóveis demonstram o estilo da época em que foram construídos e são objetos de estudos de história e sociologia. Por isso, requerem cuidados específicos para manter a tradição.
Em casas ou apartamentos mais antigos, normalmente são feitas restaurações na fiação elétrica e na instalação hidráulica. Alguns casos comuns são os de residências que possuem tacos ou assoalhos de madeira já desgastados e que podem ser retirados, restaurados e recolocados, mantendo a originalidade.

A reforma proporciona maior liberdade.

A preocupação em manter a originalidade do imóvel não se faz presente. Você pode mudar aquilo que desejar, desde que não coloque a estrutura da construção em risco.
Continuando com o exemplo do piso, se você quer trocar o piso por um mais moderno, mais resistente e não tem a intenção de preservar o que já está instalado, você vai fazer uma reforma no piso.

Na reforma tudo pode ser alterado a seu gosto, desde a aparência até a funcionalidade do seu imóvel. Você pode trocar aberturas, alterar fachada, construir ou remover paredes e o que mais lhe convier.

Cuidados na hora de reformar e restaurar

Agora que você já conhece a diferença entre os conceitos reformar e restaurar, já pode decidir entre o que quer realizar e procurar pelo profissional adequado para as obras.
Tendo em vista que a restauração requer técnicas diferenciadas da reforma, você deve procurar por um restaurador. Alguém que possua conhecimento histórico aliado aos métodos e materiais que devem ser utilizados em uma obra de restauro.
Já para a reforma, você pode contar com um arquiteto e com uma equipe especializada em realizar as obras desejadas. Tome sempre o cuidado de contratar uma empresa que seja de confiança e que apresente garantia nos serviços prestados.



Fonte:fibersals.com.br/blog



Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue














Comentários

Mais artigos

Qual a diferença entre reformar e restaurar?

A modernização dos imóveis: como é a técnica do retrofit?

O Que é Retrofit e Como Aplicar Essa Tendência na Arquitetura

Recuperação de fachadas: qual a importância de manter a edificação bem cuidada

Restauração de fachadas de condomínio: Veja os principais cuidados!

Condomínios antigos: Retrofit, o que é e por que fazer?

Restauração ou reforma de imóveis? Conheça as diferenças

Como restaurar o seu móvel

Retrofit: o que significa e qual sua importância

Retrofit e manutenção das fachadas: entenda os conceitos

Retrofit: Entre o antigo e o novo

Apartamentos antigos ganham nova roupagem

Você sabe o que é retrofit?

Retrofit, muito mais que uma reforma!

Retrofit. O que é, como funciona e quando é recomendado

Retrofit é recurso para adaptar edifícios às exigências da arquitetura

Retrofit verde ajuda no bolso (e revoluciona seu prédio)

Patologias da construção civil. Elas existem!

Retrofit, a nova tendência das reformas

Retrofit, uma reciclagem tecnológica

Reciclando entulho de material de construção

Restauração valoriza e amplia o tempo de uso da madeira

Casas antigas merecem respeito - 2ª parte

Casas antigas merecem respeito - 1ª parte

Retrofit e a escassez de terrenos

Equívocos em fachadas

Reformas em condomínios, como proceder nessa hora.

Retrofit Predial, uma reciclagem tecnológica

Retrofit é uma boa opção?

Marcenaria artística: ocupação mais produtiva dos espaços, aliando estética e sustentabilidade!

Retrofit dá nova cara à sede da União dos Escoteiros do Brasil em Curitiba

Retrofit verde

Tecnologia Associada a Patrimônio Histórico

Reuso de Materiais de Demolição

As dificuldades no reuso de materiais de construção

Reuso de Aberturas

O restauro da arquitetura histórica de terra com a super-taipa

O que é retrofit?

Decorando com Arte Sacra