Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Alexandre Fracchetta

Automação aplicada ao tratamento de efluentes. Preservação do meio ambiente.



Estando cada vez mais freqüente a preocupação das empresas e mesmo pelo cumprimento de leis no que se refere á preservação do meio ambiente, estão se investindo cada vez mais em equipamentos e processos que tratam automaticamente do controle de efluentes lançados nos rios e sistemas de água das grandes metrópoles.

Abrangendo as indústrias petroquímicas, tecelagens, saneamento e todas aquelas que lançam produtos poluentes em nossas águas estão nesta abrangência.


A tecnologia de automação consiste em conjunto de equipamentos e softwares que irão integrar um sistema que faça de forma automática a purificação da água para que esta seja lançada no meio ambiente sem causar poluição.

Procedimento que antes de fazia de forma manual sem grande precisão, hoje avançamos no sentido de fazer todo processo automaticamente, fazendo leituras dos níveis de purificação da água e a dosagem de produtos químicos que misturados aos resíduos torne os efluentes em condições favoráveis para o despejo nas redes de água e esgoto.

Um exemplo é o controle de dosagem de coagulante nas estações de tratamento de água. É um processo fundamental e que exige atenção, pois é um elemento químico extremamente importante no processo de tratamento, que aglutina as partículas sólidas em suspensão existentes na água e acelera a decantação das mesmas dentro do tanque, que se prossegue por medições do “ph” e a correção do mesmo através de produtos químicos indicados.

A falta do coagulante provoca uma sobrecarga nos filtros, que tem que lidar com uma maior quantidade de partículas e seu excesso não é desejável, pois deixa resíduos na água tratada assim como economicamente é desaconselhável.

Ai que a aplicação dos meios de automação entra com sucesso para automatizar este processo, através de CLPs(controlado lógico programável) que recebe o sinal de um analisador colocado na linha de entrada de água da decantação e após alguns cálculos, determina a dosagem de coagulante exata, evitando desperdícios e otimizando o processo.

Da mesma forma se procede com a regularização dos níveis de PH, que devem ser corrigidos da mesma forma. Dados estatísticos das empresas afirmam que o investimento deste processo em suas instalações economiza em 20% a quantidade de produtos químicos utilizados e que em prazo de três meses o investimento com equipamentos estará pago.

Ao sistema de automação para controle e sensoriamento se associam também procedimentos construtivos na área de civil, para criar ambientes adequados para todo o processo de represamento e tratamento destes efluentes.

Etapas do Processo:

Apenas para um breve esclarecimento, seguem as etapas básicas para o tratamento:

- Tanques de equalização
- Tanques de Coagulação
- Bombas de recalque e circulação
- Dosagem de produtos químicos
- Medições do PH
- Processo de filtragem - por final o monitoramento dos parâmetros da água.


Cada uma das etapas analisadas e controladas por um CLP, que se comunicam em rede entre si á um sistema supervisório. Onde se permite monitorar e alterar programas com diversas parametrizações de dosagens de produtos e medições de condições dos líquidos tratados.

Resultado final:

Economia e qualidade do processo de tratamento, onde uma vez feita as parametrizações corretas, o sistema opera praticamente sozinho, com poucos operadores, cuja função é somente realizar as análises químicas do processo, despoluição ambiental, para o processo de purificação da água.

>b>Como o processo progrediu:

Processos industriais, acompanhados por operadores diante de grandes painéis elétricos e botões de comando, hoje se fazem através de softwares instalados em computadores o que oferece maior recurso de controle. Num segundo momento os operadores passam a visualizar plantas de maiores dimensões, podendo monitorar sistemas bem mais complexos.

Neste processo participa também com grande importância a aplicação de bombas e válvulas de controle automatizadas.

Assunto que pode ser tratado á parte.




Você conhece o "Curso a distancia IBDA - CentrodEstudos? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Como Solucionar Problemas de Encanamento

Micos na obra: oito erros hidráulicos comuns em construção e reforma

A pressão d'água do meu chuveiro (da minha torneira ou vaso sanitário) está baixa. como resolver?

Conheça seis manifestações patológicas nas instalações hidráulico-sanitárias

Tipos de tubos: PVC, CPVC, PPR, PEX, PVC Esgoto!

Os erros mais comuns em reformas hidráulicas, e como evitá-los

6 dicas hidráulicas para a construção da sua nova casa

12 formas de economizar e reaproveitar água

Truques para descobrir se há vazamento de água na sua casa

Evite problemas com o encanamento

Vantagens de encanamento de PVC

Você acha que está com um vazamento de água?

Negligência com as instalações hidráulicas

Automação aplicada ao tratamento de efluentes. Preservação do meio ambiente.

Solução para falta d’água está sob a terra

O saneamento paulista e uma frase histórica de Churchill

Desenvolvimento de novas técnicas de irrigação de precisão que garante uso racional da água

Os esgotos na Região Metropolitana de São Paulo

Brasil expõe projetos de saneamento básico em Zaragoza

Patologias freqüentes em sistemas prediais hidráulicos sanitários e de gás combustível decorrentes de falhas no processo

Água feita pelo homem tem química diferente

Aqua Vitae.com: blog latino-americano especializado no tema da água

Empresas e condomínios já tratam esgoto

Múltiplas necessidades, soluções variadas

Saneamento Básico e seu impacto no setor da construção

Revolução no Saneamento Básico

Sistema compacto de tratamento de esgoto no formato vertical

Aquecedores a gás: não seja você a próxima vítima!

Transbordamento: antes de aumentar as secções das calhas, amplie a capacidade dos condutores verticais

Esquema de funcionamento e dimensionamento da instalação de água fria em residências

Água quente nos banheiros: qual é a melhor opção de aquecedor, elétrico, gás ou solar? Central ou localizado?

Qual a durabilidade do encanamento de um edifício? Qual o melhor material para as tubulações hidráulicas?

Pressão disponível, pressão estática e pressão dinâmica. O que é isto?

Conexão à rede pública de esgoto e o controle de roedores