Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Jackson Viapiana

12 formas de economizar e reaproveitar água



Tem muito “mais do mesmo” quando se fala em economizar ou reutilizar água. Desliga o chuveiro, fecha a torneira ou conserte os vazamentos. Todas estas dicas são muito úteis e imprescindíveis, ainda mais com a iminente falta total de água em São Paulo.


Aqui vamos mais além, para além das próprias soluções de reaproveitamento de água, e tudo se inicia com o momento mais propício para implantar a economia em sua casa nova em construção ou novo apartamento a ser mobiliado.

Planeje a nova casa, apartamento ou reforma para economizar água

Com um bom projeto e colocando na ponta do lápis você verá que uma peça que custa 30 reais a mais pode gerar economia anual de mais de 200 reais. Isto com pequenos ajustes no projeto, imagina se você planejar toda a sua casa para ser econômica?

1. Dê lugar aos gramados ao invés de cobrir tudo com cerâmicas, isto ajudará em vários sentidos, o primeiro é que evita alagamentos na rua, logo, não vai abusar da mangueira para limpar a calçada. O segundo ponto é que isto manterá o conforto térmico da casa, uma vez que a cerâmica irá refletir o calor que vai para dentro da sua casa.
Isto diminuirá a necessidade de ventiladores ou outros climatizadores, logo, gastará menos energia elétrica e, por consequência, poupará hidroelétricas e, o pior de todos, as termoelétricas que tanto poluem e desregulam o ciclo das chuvas.

2. Tenha plantas da sua região no jardim para evitar que seja necessário regá-las demais. Você economiza água, pois elas poderão crescer somente com as chuvas, e também não precisará renovar o jardim quando elas morrerem (por conta de não se adaptar ao clima). Uma árvore também é muito bem vinda aos dias de calor.

3. Torneiras com aerador e de baixo fluxo para manter a sensação de muita água ao lavar a louça ou as mãos – é uma “ilusão” proveitosa, já que o aerador aumenta o volume que sai da torneira sem manter a mesma densidade de água.

4. Escolha chuveiros de baixo fluxo também. Economiza na quantidade de água e, se o chuveiro for elétrico, na conta de energia.

5. Descargas de dois fluxos para usar a quantidade de água adequada para o número um ou o número dois.

A próxima parte fala sobre soluções para reaproveitar a água. É algo que, para menos transtorno, é bacana ser feito durante a construção da casa, pois aí pode pensar em um posicionamento definitivo para o sistema, não apenas algo que fique exposto como de improviso, ou que demande pequenas reformas para ficar incorporado às paredes. Uma solução para quem procura uma casa nova pra morar, mas já pronta, é buscar por imóveis com cisternas, por exemplo. E apenas adequar o restante.

6. Água da chuva pode ser aproveitada para lavar roupas, pisos internos, lavar carro, regar plantas e jardins, etc. É uma água que só é suja após passar pelo telhado e calhas da casa – neste caso mantenha-a sempre livre de terra e folhas, para não sujar muito.

Consumo e descarte também são importantes de mudar

Existe a água que consumimos diretamente e águas que não vemos quando consumimos. Este consumo de água pode ser devastador e por vezes vêm de lugares mais longes, como do Amazonas quando se compra um produto da Zona Franca de Manaus, por exemplo. São litros e litros de água que são consumidos para que um simples celular seja fabricado, ou um óculos.

7. Compre menos. Além de economizar seu dinheiro (e ser menos refém do consumo) vai reduzir o impacto hídrico do que consome. A cada simples calça jeans que compra são milhares de litros envolvidos na sua produção.

8. 1 litro de cerveja requer 5,5 litros para sua produção. Ou seja, não quer dizer que deva se privar de um happy hour, mas que até mesmo neste aspecto há um impacto direto. Enfim, beba com moderação.

9. Reduza seu consumo de carne, pois ela consome muita água para sua produção, principalmente a bovina. Além do mais, no Brasil se costuma desmatar freneticamente para a criação de gado de corte e este desmatamento desregula todo o ciclo das águas do país. Sendo assim, cedo ou tarde (ou já acontecendo) seu prato impactará no volume de chuvas da sua região. Para ter uma ideia, um simples hambúrguer, de food truck ou não, consome 2,4 mil litros de água para ser produzido.

10. Recicle o que for possível, pois reciclando você irá ajudar que novos produtos sejam feitos a partir deste material, e não sejam criados do zero em processos que podem consumir muito mais água (além de todo o processo de extração, beneficiamento, etc.)

11. Óleo de cozinha pode virar sabão se você descartar corretamente. Mas se jogar no ralo da pia vai colaborar para poluir 25 mil litros de água do rio com apenas um litro de água. Isto dificultará o tratamento ou, no pior dos casos, o inviabilizará, ou seja, menos água para ser tratada no futuro.

A dica mais importante de todas

12. Conheça onde nasce o seu rio, o rio que lhe dá de beber, que lhe permite cozinhar e se manter limpo. Conhecer a nascente ou o lago que abastece sua cidade ajudará você a criar mais empatia pelo sistema hídrico e, certamente, na hora de desperdiçar vai lhe doer o coração.



Você conhece o "Curso a distancia IBDA - CentrodEstudos? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Como Solucionar Problemas de Encanamento

Micos na obra: oito erros hidráulicos comuns em construção e reforma

A pressão d'água do meu chuveiro (da minha torneira ou vaso sanitário) está baixa. como resolver?

Conheça seis manifestações patológicas nas instalações hidráulico-sanitárias

Tipos de tubos: PVC, CPVC, PPR, PEX, PVC Esgoto!

Os erros mais comuns em reformas hidráulicas, e como evitá-los

6 dicas hidráulicas para a construção da sua nova casa

12 formas de economizar e reaproveitar água

Truques para descobrir se há vazamento de água na sua casa

Evite problemas com o encanamento

Vantagens de encanamento de PVC

Você acha que está com um vazamento de água?

Negligência com as instalações hidráulicas

Automação aplicada ao tratamento de efluentes. Preservação do meio ambiente.

Solução para falta d’água está sob a terra

O saneamento paulista e uma frase histórica de Churchill

Desenvolvimento de novas técnicas de irrigação de precisão que garante uso racional da água

Os esgotos na Região Metropolitana de São Paulo

Brasil expõe projetos de saneamento básico em Zaragoza

Patologias freqüentes em sistemas prediais hidráulicos sanitários e de gás combustível decorrentes de falhas no processo

Água feita pelo homem tem química diferente

Aqua Vitae.com: blog latino-americano especializado no tema da água

Empresas e condomínios já tratam esgoto

Múltiplas necessidades, soluções variadas

Saneamento Básico e seu impacto no setor da construção

Revolução no Saneamento Básico

Sistema compacto de tratamento de esgoto no formato vertical

Aquecedores a gás: não seja você a próxima vítima!

Transbordamento: antes de aumentar as secções das calhas, amplie a capacidade dos condutores verticais

Esquema de funcionamento e dimensionamento da instalação de água fria em residências

Água quente nos banheiros: qual é a melhor opção de aquecedor, elétrico, gás ou solar? Central ou localizado?

Qual a durabilidade do encanamento de um edifício? Qual o melhor material para as tubulações hidráulicas?

Pressão disponível, pressão estática e pressão dinâmica. O que é isto?

Conexão à rede pública de esgoto e o controle de roedores