Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Redação do Fórum da Construção

Como comprar cimento



A qualidade do cimento está diretamente ligada à segurança da população. Cimentos produzidos fora dos padrões estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) podem comprometer as estruturas, causar fissuras e outras manifestações patológicas que, em casos extremos, podem levar edificações ao colapso (queda).

Para esclarecer o assunto a Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) dá algumas dicas para que o lojista e o consumidor exijam qualidade na hora de comprar cimento.


De acordo com o técnico especialista em cimento da ABCP, Arnaldo Battagin, um dos principais itens na hora de escolher o cimento, independente da marca ou do tipo de cimento, é assegurar que o produto tenha atestado de qualidade. “Prefira cimentos que tenham o Selo de Qualidade da ABCP ou de qualquer outro órgão que possa comprovar a procedência do produto. Caso não haja selo, peça ao revendedor o laudo técnico com os ensaios. É um direito do consumidor e um dever do lojista, de acordo com o Código Brasileiro do Consumidor”, orienta Arnaldo.

Além da certificação, veja outros aspectos a serem considerados

Prazo de validade - O prazo de validade vem impresso no saco de cimento e nunca é superior a três meses. Caso, ele esteja vencido ou o fabricante especifique um prazo maior, desconfie;

Procedência – Todos os sacos de cimento devem trazer o nome do fabricante, da marca, o endereço e outros dados de identificação. A sigla que especifica o tipo do cimento deve ser escrita em letras maiúsculas e em números romanos (Exemplo CPII, CPIV). A classe da resistência do produto deve estar em números arábicos, logo em seguida à sigla referente ao tipo;

Produto - Fique atento ao produto. Caso esteja empedrado (mesmo que em pouca quantidade), o cimento não deve ser usado, principalmente em obras estruturais;

Sacaria – O cimento é vendido em sacos de papel que contém 40 ou 50 quilos. Suspeite de sacos com pesagens diferentes e embalagens plásticas. O processo de fabricação do cimento é uma atividade industrial complexa, que exige rigoroso controle de qualidade em todas as etapas de fabricação. Para aferir esse controle no produto final a ABCP faz inspeções e ensaios periódicos em amostras de cimento e segue procedimentos estabelecidos por normas internacionais, garantindo o atendimento às normas estabelecidas pela ABNT, com concessão do Selo de Qualidade. “Esse controle faz parte das ações do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H), do Ministério das Cidades, que estabelece critérios e normas para materiais e serviços para execução de construções do governo e da iniciativa privada”, afirma Arnaldo.

Estocagem – Os pontos-de-venda devem zelar pelas condições de estocagem, pois o armazenamento incorreto do cimento pode alterar sua qualidade. Assim, o armazenamento deve ser feito com até 10 sacos empilhados e protegidos da umidade, do contato direto com o chão e com certa distância das paredes como preconiza a norma.

O que o lojista deve saber a respeito de aspectos legais da não obediência às normas técnicas


Até a publicação no Diário Oficial da Lei 8.078 (Código de Defesa do Consumidor) em 11 de setembro de 1990, as normas brasileiras da ABNT de produtos e execução de serviços eram voluntárias, e com raras exceções não tinham obrigatoriedade por força de lei. A partir dessa data, o consumidor que ao adquirir, por exemplo, um cimento fora de norma e se sentir lesado pode procurar os órgãos competentes e recorrer a Lei, pois a obediência à norma tornou-se obrigatória como explicita em seu capítulo V, seção IV, artigo 39, inciso VIII:

“É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas, colocar no mercado de consumo, qualquer produto ou serviço em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes ou, se normas específicas não existirem, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ou outra entidade credenciada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro)”.

Além do fabricante, o comerciante também é responsável como estabelece o Código de Defesa do Consumidor em seu capítulo IV – que trata da Qualidade de Produtos e Serviços e da Prevenção e da Reparação dos Danos, seção III – da Responsabilidade por Vício do Produto e do Serviço, em seu artigo 18:

“Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade, com as indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas”.

Em suma, a venda de produtos fora de norma é considerada crime no Brasil e atribui ao comerciante responsabilidade solidária pelo ato ilícito cometido juntamente com o fabricante. Esse fato significa que qualquer consumidor que se sinta lesado por receber cimento fora de norma poderá fazer denúncia aos órgãos competentes contra o fabricante de cimento ou comerciante, que estarão sujeitos a desde uma multa até a interdição total do estabelecimento ou obra, passando por infrações criminais e penais, apreensão do produto, cassação do registro, proibição de fabricação, cassação de licença e intervenção administrativa.

Portanto, o comerciante que está preocupado com estas implicações deve exigir dos fabricantes a comprovação de que o produto está em condições de ser aplicado.

Desta forma, cumprir as Normas Brasileiras é, antes de tudo, cumprir a lei e zelar pela qualidade dos produtos.

Linha direta - Caso o consumidor ou lojista tenha mais alguma dúvida sobre cimento, a ABCP possui um serviço de discagem direta gratuita, chamado Disque Cimento e Concreto (DCC). O número do telefone é o 0800.0555.776.



Fonte:www.abcp.org.br




Você conhece o "Curso a distancia IBDA - SitEscola? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Comentários

Mais artigos

O vidro na construção civil

Qual a fechadura ideal para sua porta?

As vantagens e desvantagens do concreto protendido

Dicas para o lar: WD-40, o produto que faz milagres...

Laje de Concreto : Como se faz a cura do concreto?

Concreto armado é solução durável e econômica

Reboco para que serve? Como fazer o reboco na parede ?

Diferença entre concreto e cimento

A história do cimento

Manutenção do imóvel: Caixas de inspeção, caixas de passagem e caixas de gordura

Gesso ou reboco comum, o que é melhor para paredes?

Como limpar piscina: cuidado, tratamento e limpeza

Tijolo de isopor: um benefício para a sustentabilidade na construção civil

Monte sua própria caixa de ferramentas

Rejunte nas peças cerâmicas

Agregados para Construção Civil

Como conservar o concreto aparente

Dicas Para Comprar Material de Construção

Areia na construção

Tipos de vigas de madeira

Saiba escolher o melhor tipo de tijolo para sua construção

Pavimento permeável

Dicas de construção - Azulejos

Reciclagem de lixo eletrônico

Fissuração do Concreto devido às Tensões de Origem Térmica: Como evitá-la?

Cupim, como identificar.

Quantas camadas de reboco devem ser aplicadas nas paredes?

O que é madeira certificada? Saiba os critérios para obter o selo.

Madeira de plástico, quais suas vantagens?

Restauração valoriza e amplia o tempo de uso da madeira

Poço artesiano, o que é?

Como comprar cimento

Reciclagem de papel. A importância do papel reciclado

A reciclagem de vidros.

Construção de madeira requer conhecimentos técnicos

Portas e janelas de alumínio, como conservar.

Avaliação do desempenho da madeira na construção

A madeira de eucalipto na construção civil.

Cimento ecológico, uma alternativa ecológica na construção civil

Papelão é alternativa rápida e limpa na construção civil

Criado um vidro mais forte do que o aço

Reciclar entulho

Cuidado com o desperdício de materiais em sua obra.

O que usar, tijolo ou bloco?

Reboco. Que Areia Usar?

Madeira laminada e concreto produzem vigas mais resistentes

Concreto flexível é capaz de se autoconsertar sem intervenção humana

Água como Material de Construção

Sobre uma certa Tabela de Traços de Concreto

Cal hidratada nas argamassas

Concreto Usinado - Dicas para a Compra

Areia para construção civil: como comprar e como usar

Pedra (agregado graúdo) para Construção -- escolhendo e usando

Otimizando o uso de brita no concreto: o Teste da Lata

Melhorando a qualidade do concreto feito em obra