Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Arquitetura Inclusiva (veja mais 54 artigos nesta área)

Moradias do futuro aliam conforto, segurança e também acessibilidade



Já é de conhecimento geral, a importância que tem a acessibilidade para tornar as moradias mais confortáveis e seguras para todos, independente de sua condição física. A grande questão é o que se fazer na prática, como aplicar no dia-a-dia algumas recomendações simples porém eficientes e algumas delas de baixo custo em nossas residências.

Veja algumas dicas que podem e devem ser aplicadas por um engenheiro, arquiteto ou construtor na elaboração de um projeto, tendo em vista a questão da acessibilidade como parte fundamental para a construção de uma moradia mais segura, moderna e adaptável às diversas fases e situações vividas pelos seus moradores no decorrer de suas vidas.
Vamos dividir nosso projeto em partes, considerando cada cômodo e área da moradia, a fim de obtermos um melhor planejamento. Vejamos:

Áreas externas e jardim
Caso sua casa tenha quintal, jardim ou terraço, estes devem ser considerados como uma extensão natural da parte interna, recebendo, portanto, os seguintes cuidados:

• Jardins ou vasos acessíveis e seguros estimulam e facilitam as atividades de cultivo, que são muito relaxantes
• Ilumine bem qualquer área externa para melhorar a visibilidade e reduzir riscos
• Posicione as torneiras do jardim a 50cm do piso, para facilitar o alcance
• Instale floreiras em várias alturas para que possam ser cultivadas por pessoas em pé ou sentadas. Não pode haver cantos pontiagudos ou obstrução da circulação do jardim
• Utilize baldes com rodas para reduzir o esforço para carregá-los
• Coloque um banco para descanso na área externa deixando espaço para cadeira de rodas ao lado. Isto permite os banhos de sol dos idosos com companhia
• Não utilize nas áreas laterais à circulação, plantas venenosas, com espinhos ou ainda árvores com ramos de altura inferior a 2m que podem causar ferimentos principalmente nos olhos e no rosto
• Escolha plantas que mudem a floração ao longo do ano, isso ajuda a manter a noção do tempo
• Utilize plantas com flores e frutos para atrair passarinhos, estimular o olfato e proporcionar uma variedade de cenários e cores – os idosos serão beneficiados
• Proteja terraços, lajes, sacadas e varandas instalando parapeito de pelo menos 90cm de altura
• Os parapeitos devem permitir a visão, mas não servir de escada para crianças. Instale sempre redes de proteção
• Instale números grandes na fachada, para facilitar a identificação do imóvel
• Especial atenção deve ser dada ao caimento do piso externo, para não acumular água - o que pode provocar escorregões

O que você deve evitar
• Pisos de pedriscos, pedras soltas ou buracos nos pisos
• Pisos de madeira com vãos entre as peças ou com desníveis
• Pisos escorregadios ou encerados

Dicas
• Troque o número da fachada por elementos grandes e de fácil visualização na rua
• Deixe espaço pra cadeira de rodas
• Árvores com ramos a 2m do chão
• Instale número grande para identificar o imóvel
• Ilumine bem a área externa
• Coloque um banco para descanso
• Use piso antiderrapante
• Atenção ao caimento do piso para não acumular água
• As torneiras devem estar a 50cm do piso
• Ilumine bem a área externa

Circulação
A facilidade de acesso e uma boa área de circulação são questões fundamentais para garantir a segurança na casa. Veja as principais características para as áreas de construção:

Porta de entrada
• Porta de entrada com desnível inferior a 1,5cm
• Instale uma rampa no degrau, caso ele seja mais alto que 2cm para evitar tropeços
• Coloque capachos no mesmo nível do piso (faça rebaixamento para embutí-los)
• Protegê-la da chuva com cobertura (terraço ou beiral) para garantir o conforto de quem está entrando ou saindo
• Ilumine-a adequadamente para melhor visualização da fechadura
• Instale visor lateral, para controle do ambiente externo
• Coloque uma prateleira ou banco ao lado dela para apoiar pacotes enquanto abre a porta

Outras portas e acessos
• Utilize maçanetas tipo alavanca, que não exigem muito esforço e facilitem o manuseio por crianças e idosos
• Portas dos cômodos com no mínimo 80cm de passagem, isso deve ser feito pelo menos no acesso a um dos banheiros ou no único existente
• Prefira rampas em lugar de degraus (no máximo 7% de inclinação)
• Escadas com no mínimo 90cm de largura e degraus com 27cm (mínimo) de profundidade e 17,5cm de altura (no máximo)
• O corrimão da escada deve ser contínuo em pelo menos um dos lados
• Corrimãos em duas alturas - 70 e 92cm, com 4 cm de diâmetro e distante até 5cm da parede
• Corredores com no mínimo 90 cm de largura
• Luminárias de emergência devem ser instaladas nos corredores para facilitar a circulação quando falta luz
• Instale também arandelas na escada com 1,60 m de altura para facilitar a manutenção e troca de lâmpadas
• Instale interruptores paralelos (um no início e um no final) das áreas de circulação para não ter de andar no escuro
• Elimine móveis ou objetos supérfluos nas áreas de circulação, para evitar tropeços
• Desobstrua as rotas de saída para facilitar a evacuação em situações de pânico
• O revestimento do piso externo deve ser áspero para evitar escorregões

Detalhes que farão a diferença
• Fechaduras com maçaneta abaixo do cilindro facilitam a visualização na hora de colocar a chave
• Dois olhos mágicos na porta externa em diferentes alturas podem ser usados por pessoas em pé ou sentadas e, ainda, por crianças
• Escolha luminárias que proporcionem vida longa às lâmpadas, sejam de fácil manutenção e simplifiquem a troca


Dicas
• Aplique fita adesiva antiderrapante e com cor contrastante na borda de qualquer degrau, inclusive nos degraus das escadas para que se tornem mais visíveis e seguros
• Troque os interruptores por sensores de presença que acendem a luz nas áreas de circulação, incluindo o trajeto dormitório, banheiro, escada e área externa

Sala
As salas são os espaços de lazer e convívio social de sua casa, por isso, devem ser confortáveis e relaxantes. Veja algumas dicas importantes:

• Utilize cortinas ou persianas internas e externas, permitindo passagem de luz natural. Evite cortina pesadas e escurecimento total
• Use iluminação difusa (com vários pontos de menor intensidade ao invés de um único foco) e anti ofuscante (lâmpadas leitosas, luminárias, que escondam a lâmpada ou iluminação indireta)
• Os locais de trabalho e a mesa de refeições devem ter iluminação direcionada
• Abajures devem ser acionados por interruptores, evitando a circulação no escuro para acendê-los
• Tomadas devem ser instaladas a 45cm do piso e interruptores a 1m para facilitar o alcance de todos

Móveis e objetos
• Devem ter cores e texturas contrastantes com as do piso e parede, para evitar que as pessoas esbarrem neles
• Devem ser pesados para evitar quedas
• Devem ser foscos para evitar reflexo e ofuscamento, tanto de dia, com a incidência de luz solar, quanto à noite, com a iluminação artificial
• Devem ter bordas arredondadas, diminuindo os riscos de lesões em casos de batidas bruscas
• Devem ser colocados longe da janela para evitar que sirvam de escada para as crianças
• Estantes devem ser presas à parede para não tombarem
• Prefira sofás e cadeiras com braços e altura do acento adequada – ou seja, que permita ao morador colocar toda a sola dos pés no chão quando sentado
• Escolha cadeiras de mesa de jantar pesadas (que são mais difíceis de cair e podem servir de apoio às pessoas) e sem braços (para evitar que roupas se enrosquem)
• Utilize Tvs e equipamentos de som com controle remoto, o que diminui a necessidade de sentar e levantar com muita freqüência
• Abajures ou luminárias devem ser leves e ao mesmo tempo resistentes
• Tenha sempre mesa de apoio próxima ao sofá para colocar telefone e abajur
• Evite mesas de centro ou laterais com quinas vivas para que o morador não se machuque (vidro e mármore não são indicados)

O que você deve evitar
• Fios elétricos ou de telefones soltos: prenda-os no rodapé ou atrás dos móveis
• Objetos e mobiliário de vidro ou acrílico e espelhos decorativos, que podem causar confusão visual
• Tapetes soltos
• Pouco espaço para passagem

Dicas
• Utilizar todos os interruptores com LED (pequena luz vermelha) para facilitar a sua visualização no escuro
• Acionar abajur por interruptor próximo à entrada
• Evite cortinas pesadas
• Utilize grades ou telas de proteção
• Utilize móveis firmes, de preferência presos à parede
• Tampar tomadas em desuso
• Tvs e equipamentos de som devem ter controle remoto
• Mesas não devem ter quinas ou serem de vidro ou mármore utilize mesa de apoio próximo ao sofá

Dormitórios
O dormitório é o espaço mais íntimo do morador, seja ele criança, adulto ou idoso. Por isso, deixá-lo com a cara do usuário, dando aquela agradável sensação de ser um lugar só dele, aconchegante e agradável. Porém alguns elementos não devem ser esquecidos para unir conforto e segurança:


• Usar cores contrastantes nas paredes e portas facilita sua localização por crianças e idosos.
• Evitar revestimentos de piso (como carpetes) que acumulem poeira e ácaros, para evitar alergias
• Os quartos dos idosos devem estar preferencialmente no mesmo pavimento que a sala e banheiro
• Peitoris de janelas não devem ultrapassar 70cm de altura para que se possa ver o ambiente externo sentado ou mesmo deitado.
• Caso haja circulação de crianças na casa, é necessária a instalação de redes ou grades de proteção
• A instalação de condicionadores de ar ou ventiladores fixos evita o uso de extensões e fios soltos que podem causar quedas
• Ter sempre no quarto uma poltrona ou cadeira para sentar facilita na colocação de meias e sapatos
• Instalar interruptores do ponto de luz do teto e do abajur ao lado da cama para evitar a circulação no escuro
• Como na sala, devem-se instalar tomadas a 45cm do piso e interruptores a 1,0m para facilitar o alcance de todos
• A altura da cama deve variar entre 45 e 50cm, pois o usuário precisa colocar os pés no chão ao sentar, evitando desequilíbrio ou tontura ao se levantar
• Cobertores e colchas devem estar presas no pé da cama para que ninguém tropece nelas
• Crianças e idosos devem usar apenas um travesseiro para evitar o sufocamento
• Evitar colchão muito macio para crianças. Ele pode causar asfixia durante o sono, caso a criança não consiga se virar
• A grade do berço deve ter altura suficiente para a criança não pular. A distância entre as barras deve ser de até 5cm para ela não se prender nos vãos
• As mesas de cabeceira devem ser fixas e ter 10cm a mais que a cama para não tombarem no caso de alguém se apoiar
• Utilizar relógio com números grandes ou digitais e telefone que indique a chamada com sinal luminoso para facilitar a visualização no escuro
• Armários ou guarda-roupas devem ter: iluminação interna acionada pela abertura de portas, prateleiras com alturas variadas, facilitando o alcance, gavetas com corrediças suaves e sistema de travamento para que elas não se soltem, cabideiros em duas alturas - o mais baixo a 1,10m do piso para ser alcançado por todos

Dicas
• Utilize puxadores dos armários de modelo tipo alça
• Cabideiros altos devem ser basculantes
• Dimmers controlam a intensidade da luz, evitando ofuscamento
• Dê preferência para tapetes e carpetes antialérgicos, baixos tipo bouclé e bem fixos ao chão
• Luminárias de emergência ou lanternas a pilha devem ser colocadas em todos os cômodos
• Acople luz com sensor de luminosidade a alguma tomada do dormitório que é ativada ao escurecer
• Caso o idoso passe muito tempo no dormitório ou mesmo durante a noite, um telefone e uma sineta devem estar à sua disposição no criado-mudo

Banheiro
O banheiro é o local onde ocorre o maior número de acidentes domésticos. Portanto, garantir que os moradores possam usá-lo com segurança e sem ajuda de outras pessoas é uma forma de manter a privacidade (muito importante). Vejamos algumas providências a serem adotadas:

• Nunca instale o chuveiro dentro da banheira, evitando o desconforto e o risco de ter de entrar nela diariamente
• Os comandos e torneiras da banheira devem ficar do lado de fora da bacia para facilitar o alcance
• Cole adesivo antiderrapante no piso da banheira para evitar escorregões
• O box deve ter desnível máximo de 1,5cm em relação ao piso do banheiro e possibilitar o acesso de duas pessoas (para facilitar o banho de crianças e idosos)
• No piso do box cole faixas adesivas antiderrapantes, com distância de 30cm entre elas. Se preferir, use tapetes com ventosas para fixação
• No box, de preferência às cortinas plásticas, que não quebram.
• Se houver porta no box, ela deve ser preferencialmente de correr, com abertura de no mínimo 80 cm. Se for de abrir, o sentido deve ser sempre para fora, possibilitando socorro em caso de emergência
• Dentro do box, utilize recipientes para sabonete líquido fixos na parede com altura máxima de 1,10m o que evita a queda do sabonete
• O ralo deve ter bom caimento, contínuo (tipo grelha) e fora da área de pisada
• Chuveiros devem ter os registros na entrada do box, fora do eixo da ducha
• A ducha manual facilita o banho em crianças, idosos e em pessoas acidentadas ou em recuperação
• O registro de abertura das torneiras do gabinete do banheiro na lateral do tampo ao invés de no fundo, o que facilita o alcance
• Espelhos instalados sobre o lavatório deverão ser inclinados, facilitando a visualização por uma pessoa sentada ou uma criança
• O suporte para papel higiênico deve ser instalado a uma altura de 6cm do piso, facilitando o alcance
• Se no banheiro não houver ponto de telefone, levar sempre aparelho sem fio para chamada de emergência
• Na porta do banheiro prefira instalar fechadura com chave ao invés de trinco interno, pois as crianças e idosos podem ficar presos
• No casos de cômodo muito pequeno, considere a possibilidade de inverter para fora a abertura da porta do banheiro, facilitando o socorro, caso alguém fique preso
• Considere banheiro com medida que permita a circulação com uma cadeira de banho

O que você deve evitar
• Bancos ou cadeiras de plástico para o banho sentado. Eles podem escorregar ou quebrar.
• Usar o porta-toalha como barra de apoio, ele pode se soltar da parede.
• Existem barras específicas para apoio.
• Crianças e idosos trancando com chave o banheiro

Dicas
• Assento de bacia com espessura de 5cm facilita o uso por pessoas ou idosos
• Colar por cima da cerâmica do piso revestimento emborrachado no box, e se possível, em todo o banheiro
• Chuveiro com barra deslizante que se ajusta à altura do usuário
• Sineta no banheiro para o idoso chamar em caso de acidentes

Cozinha
A cozinha é um dos cômodos mais usados de uma casa. Ao mesmo tempo é o que concentra grande número de obstáculos e riscos para as crianças e pessoas com problemas motores ou decorrentes da idade mais avançada.
Se sua cozinha não foi reformada nos últimos anos, você provavelmente ainda tem que fazer muita ginástica para cozinhar pegar objetos e utilizar os eletrodomésticos.
Pensando no conforto e praticidade, projetistas industriais estão criando cozinhas mais funcionais, com tudo planejado para facilitar o manuseio. Também estão sendo incluídos itens de segurança em todos os equipamentos o que é uma boa notícia para cozinheiros de todas as idades. Você também pode atualizar sua cozinha fazendo algumas mudanças sugeridas a seguir:

• Refrigerador e freezer dispostos lado a lado facilitam o trabalho
• Ao lado de cada equipamento deve haver uma superfície de apoio.
• No caso do fogão, deve ser dos dois lados, para as pessoas não terem de circular com travessas quentes ou pesadas
• Se você estiver trabalhando sentado, utilize telas plásticas ou de aço para diminuir a profundidade da pia, facilitando o alcance do conteúdo
• Utilize carrinho ou mesinha com rodas para transportar alimentos o que evita acidentes
• O botijão de gás deve ser instalado no lado de fora da casa
• Se você tem armários altos, sobre a pia por exemplo, deve colocar pontos de luz na parte inferior para iluminar a bancada de trabalho, dando preferência também para portas com vidro que facilitam a visualização do conteúdo
• Não se deve enche os armários altos, nem usar a prateleira até a borda, para evitar que o material caia ao abrir as portas
• Puxadores de armários de alça e torneiras do tipo alavanca facilitam o manuseio
• Gavetas devem ter altura entre 30 e 80cm do piso
• Gabinetes fixos devem estar sobre bases de alvenaria, a no mínimo 20cm do piso e recuados pelo menso 15cm da face do tampo, possibilitando aproximação e facilitando a limpeza
• As bordas dos tampos das bancadas da cozinha devem ser arredondadas e ter constraste com o restante da superfície
• Posicionar as torneiras da pia da cozinha a lateral do tampo, ao invés de no fundo, para facilitar o alcance
• O balde de lixo deve ter rodas para facilitar seu transporte sem muito esforço
• Marque os controles do fogão com adesivos coloridos para facililitar a visualização
• Instale detector de fumaça para alertar em caso de uma panela no fogo
• O revestimento do piso deve ser antiderrapante e não ofuscante para evitar escorregões ou quedas quando há acúmulo de água
• Não permita que crianças brinquem na cozinha principalmente se o forno estiver quente
• Deve haver espaço de giro para cadeira de rodas na cozinha (círculo de 1,50m livre)

Dicas
• Dê preferência aos gabinetes com rodízios para possibilitar o uso dos tampos por pessoas sentadas
• Instale um detector de gás no lugar de uma tomada
• Troque suas torneiras por modelos de alavanca e as instale preferencialmente na lateral da cuba
• Utilize luvas térmicas e suportes para manuseio de pratos quentes evitando queimaduras
• Deixe objetos de uso freqüente em locais de fácil acesso

O que se deve evitar
• Deixar facas e facões em lugares de fácil acesso
• Colocar o microondas sobre a geladeira ou freezer (instale-o no tampo)
• Instalar gabinete com rodízios – dê preferência para módulos com gavetões
• Panelas em mal estado
• Panelas com cabos para fora do fogão

Lavanderia
Os avanços tecnológicos dos últimos anos conseguiram facilitar a vida doméstica. Mas algumas atividades ainda dependem de algum esforço físico. Por exemplo, lavar e passar roupas. Veja como algumas alterações podem tornar a lavanderia bem mais prática e segura.

• Instalar piso antiderrapante, mas de fácil limpeza
• Paredes com cores opacas para não ofuscar
• Tanque bem fixo na parede evitando que caia sobre crianças ou idosos ao se apoiarem na pia
• Torneira do tanque instalada na própria peça, ao invés de na parede, e do tipo alavanca, para ser facilmente alcançada por todos
• Máquina de lavar roupa com abertura frontal instalada em cima de base para elevá-la o que permite o uso sem muito esforço
• Varal com manivela diminui em até dez vezes o esforço para movimentá-lo
• Tábua de passar fixa é mais segura
• Espaço vazio sob a bancada e tábua de passar roupa facilitando passar e dobrar as roupas sentado
• Cesto para roupas com rodas e embutido no armário de forma a não atrapalhar a circulação e facilitar a retirada
• Armários fechados com chaves, pois produtos e objetos podem ser perigosos para crianças pequenas (quando os adultos se ausentam podem ser fechados)
• Especial atenção com a correta exaustão do aquecedor de água a gás para evitar envenenamento ou acidentes
• Não deixe roupas de molho em balde com produtos de limpeza, pois pode intoxicar crianças se ela ingerir a solução - além disso, crianças pequenas podem cair de cabeça dentro de baldes grandes e se afogar
Fonte: Serviço Social da Indústria - SESI-SP

Comentários

Mais artigos

A arquitetura inclusiva é a arquitetura que respeita a diversidade humana e gera acessibilidade para todos

Os pré-requisitos da arquitetura universal

Projetando a melhor idade

Arquitetura inclusiva, Desenho universal é a palavra-chave para alcançar a acessibilidade

Leis de acessibilidade e desenho universal

Acessibilidade, um direito de todos.

Acessibilidade, é direito de todos!

Espaços edificados para o idoso: condições de conforto.

Decore a casa para os idosos

Quarto para idosos

Arquitetura Inclusiva – Uma nova cultura

Como Adaptar a Casa Para Idosos?

Arquitetura Inclusiva e seus desafios

Aplicação do Desenho Universal no Visual Merchandising

Arquitetura Inclusiva e Desenho Universal: Qual seu valor de mercado?

Banheiros mais funcionais revelam adaptações com sutileza e elegância

Desenho universal para moradia popular

Acessibilidade e a visão do futuro

Calçadas e acessibilidade

Design Inclusivo: Benefício para todos

Idosos transformam o mercado imobiliário

Incentivo X Proibição das portas de 60 e 70 cm

Casa para a vida toda? Para todos?

Acessibilidade universal

Idosos : Conforto e autonomia em casa!

Projeto inclusivo de verdade

Arquitetura inclusiva : Casa para o idoso.

A arquitetura como instrumento de inclusão social

Crise? Momento ideal para novos mercados, novos desafios. Para os profissionais e para a indústria.

Projeto piloto comprova viabilidade econômica da casa universal

1ª Jornada Nacional de Arquitetura Inclusiva : quanto representa economicamente esse mercado no mundo imobiliário ?

Curso de Arquitetura Inclusiva - Teoria e Prática

Serviço online permite que cegos naveguem na Internet de qualquer computador

Espaços Sentidos Universais

Atenção, profissionais da construção: chegou a Cartilha da Acessibilidade

Lançamento do livro - Acessibilidade nos Municípios - como aplicar o Decreto 5296/04

Daud lança pisos especiais para saídas de emergência e rotas de fuga

Ergonomia é fundamental em respeito ao cliente!

Projeto obriga construção de apartamentos para deficientes

Piso Tátil por quê?

Lançamento do livro - Desenho Universal -

1º Workshop de Arquitetura de Informação, Acessibilidade & Usabilidade

A Igualdade Começa pelo Planejamento da Cidade

Projeto de sistema estrutural de orientação urbana para deficientes visuais

Joystick virtual substitui mouse por comandos de voz

Conheça o primeiro projeto com aplicação do Universal Design lançado no Brasil

Acessibilidade e a Visão do Futuro

Programa transforma voz em linguagem de sinais

Desenho Universal: reflexão e ação repercute no meio

Universal Design na Arquitetura

Desenho Universal: reflexão e ação

Moradias do futuro aliam conforto, segurança e também acessibilidade

Acessibilidade e sua importância nos projetos de hoje e do futuro

Design Universal na Arquitetura

Porta que otimiza espaço