Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Arq. Dr. Bruno Padovano

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - parte 03



Continuamos a exemplificar algumas das principais realizações nos setores de nossa arquitetura durante a última década no Brasil, mencionando alguns projetos e obras que, a meu ver, explicitam algumas linhas de maior interesse na arquitetura contemporânea realizada no país:

Equipamentos sociais destinados à educação

Este setor tem vivido um forte processo de diminuição de investimentos por parte do setor público nas atividades educacionais de nível superior, com o aparecimento de várias obras importantes oriundas de investimentos privados.

Um exemplo da força do setor privado na educação é o novo campus da UniABC em Santo André, do arquiteto paulista Affonso Risi Jr., que desenvolve um interessante discurso urbano através da articulação dos diversos blocos das instalações universitárias ao longo das duas laterais do terreno.

Para o Centro Universitário Positivo (UnicenP) no bairro Ecoville em Curitiba, o arquiteto paranaense, Manoel Coelho, desenvolveu um conjunto de implantação racionalista, complementado por uma ambientação paisagística cuidadosa e pela qualidade construtiva e espacial das edificações.

Numa obra que reutiliza um antigo edifício (onde funcionava o Instituto Amália Franco) projetado pelo escritório Severo & Villares, sucessor de Ramos de Azevedo, o arquiteto paulista Samuel Kruchin projetou o novo Campus da Universidade Cruzeiro do Sul, que será desenvolvido em fases. Numa primeira etapa, dentro do edifício histórico, o projeto determinou uma interessante introdução de um espaço de biblioteca em uma praça interna, com interessante solução em estrutura em aço, geradora de um espaço interno muito agradável.

Há, no entanto, ainda bons exemplos de obras educacionais que foram realizadas nos últimos anos através de investimentos públicos na área educacional.

Apresentando uma linguagem ecologicamente comprometida, o edifício da Universidade Livre do Meio Ambiente do arquiteto paranaense Domingos Bongestabs, foi construído numa pedreira desativada de Curitiba, utilizando madeiras oriundas de reflorestamento.

Para a Escola Guinard de artes públicas, subordinada à Universidade Federal de Minas Gerais, o já citado Gustavo Penna realizou um edifício de linhas curvas que acompanha a geometria da rua e estabelece um interessante jogo volumétrico com o entorno urbano.

Com uma estratégia formal mais alinhada à desconstrução, o arquiteto pernambucano Mário Aloísio Melo, ativo em Maceió, Alagoas, desenvolveu um projeto para a Escola Fazendária, situada entre o mar e a rodovia Al- 101 Norte, que se articula em função da orientação, da ventilação natural oferecida pelos ventos dominantes e das vistas para o oceano, gerando um atraente conjunto de volumes e planos.

Equipamentos sociais destinados ao lazer e à cultura

Neste campo é importante destacar o excelente trabalho realizado pelo Serviço Social do Comércio (SESC) em suas inúmeras unidades em várias regiões do Brasil. Recentemente concluído, o Centro de Lazer e Cultura do SESC de Santo André, na região do ABC na Grande São Paulo, é um exemplo de arquitetura contemporânea, pela atitude contextualista que se apropria de elementos modernistas, com a presença de soluções "high-tech", como na cobertura das quadras poliesportivas.

Outro edifício que demonstra grande domínio formal e tecnológico é o Centro Brasileiro Britânico em São Paulo, projeto dos arquitetos paulistas Alberto Botti e Marc Rubin, autores de um expressivo conjunto de obras na cidade.

Um grupo de jovens arquitetos mineiros, Gustavo Ribeiro, André Abreu e Anna Ávila, projetou um centro cultural da empresa USIMINAS em Ipatinga, Minas Gerais, nos quais a utilização de estruturas metálicas da empresa se aliou a um partido curvilíneo que acompanha o formato do terreno, com a orientação do conjunto para um espaço interno, de destacada qualidade paisagística.

Da prancheta do gênio da arquitetura brasileira, o carioca Oscar Niemeyer, já nos seus 90 anos de idade, saiu uma das obras mais impactantes dos últimos anos da década de 90 no Brasil: o Museu de Arte Contemporânea de Niterói, em formato de cálice, em impressionante projeção sobre a paisagem da Guanabara.

Obras de estabelecimentos comerciais e empresariais

Se edifícios de escritórios e lojas comerciais têm proliferado nas cidades brasileiras, é possível dizer que a maioria tem adotado soluções bastante convencionais, com a proliferação de revestimentos em alumínio e fachadas de vidro, sem que se tenham destacado em termos arquitetônicos.

Uma notável exceção é o pequeno edifício de escritórios de advocacia em Curitiba, Paraná (1995-1998), dos arquitetos paulistas Mario Biselli e Artur Katchborian, que com racionalidade e elegância, forjaram uma arquitetura ao mesmo tempo simples e rica em detalhes e preocupação com qualidade espacial, conforto ambiental e relação com o entorno.

Da mesma maneira, porém adotando uma linguagem assumidamente minimalista, a loja da empresa de mobiliário Forma em São Paulo, de autoria do já citado Paulo Mendes da Rocha, apresenta uma inesperada solução espacial, elevando a loja (em dois níveis distintos) em relação ao nível da rua. Para tanto, criou uma escada retrátil que oferece acesso ao nível inferior da loja no período noturno. A fachada apresenta uma vitrine longitudinal que abriga a coleção dos móveis da empresa, com produtos de design internacional contemporâneo.

Uma outra obra de grande sofisticação tecnológica e sensível implantação urbana é o edifício da Editora Ática (hoje FNAC) em São Paulo, do arquiteto paulista Paulo Júlio Valentino Bruna, que se abre através de uma bem articulada fachada de vidro, voltada para uma praça arborizada do lado oposto da rua, permitindo ainda a visualização dos seus interiores, com destaque para as escadas rolantes que interligam os diversos pavimentos.

Num interessante exemplo de arquitetura de múltiplos usos, os arquitetos paulistas Jorge Königsberger e Gianfranco Vannucchi elaboraram um projeto composto por duas torres de flats e uma de escritórios, organizado ao redor de uma praça com um lado aberto para a rua de acesso. Este tipo de solução multi-uso, com sensibilidade ao desenho urbano, começa a ganhar mais adeptos entre os grupos empresariais que atuam no mercado imobiliário.

Dentro de uma linguagem racionalista clássica, o Edifício Faria Lima Premium no centro comercial de Pinheiros em São Paulo, de autoria do arquiteto paulista Miguel Juliano, apresenta linhas suaves e elegância miesiana nos detalhes construtivos e espaços internos, destacando-se do seu entorno urbano, marcado por relativa horizontalidade.

Obras industriais

A modernização do parque brasileiro trouxe várias oportunidades para os arquitetos locais.

O austero centro gráfico do diário A Folha de São Paulo em Alphaville, Barueri, na Grande São Paulo, projeto do arquiteto paulista Paulus Magnus, é uma demonstração de uma linguagem racionalista aliada ao uso de novas tecnologias construtivas, de grande coerência formal e espacial.

Em Sorocaba, Estado de São Paulo, o arquiteto mineiro radicado em São Paulo Sidônio Porto desenvolveu um parque industrial para a Flextronics que alia o mesmo domínio formal e tecnológico a uma arquitetura expressiva dos próprios processos produtivos, incentivando um convívio mais transparente entre dirigentes e operários.

Mas a obra talvez de maior destaque no campo industrial nos últimos anos é a do Novo Espaço Natura (indústria de cosméticos) na cidade de Cajamar, na grande São Paulo, com projeto do arquiteto paulista Roberto Loeb: um conjunto de grande coerência formal, funcionalidade e força imagética, utilizando aço e concreto de forma ousada e cuidadosamente implantado no terreno.

Terminais e obras de infraestrutura para o transporte urbano e metropolitano

Devido ao grande aumento de tráfego aéreo e viário no país, muitas obras de terminais para aeroportos e sistemas de transporte metropolitano (ônibus e metrô) têm sido construídas no Brasil. Nesse setor os arquitetos brasileiros têm demonstrado domínio tecnológico e ousadias espaciais dignos de países mais desenvolvidos.

Para o terminal aeroportuário de Natal, no Rio Grande do Norte, o arquiteto paranaense radicado em Brasília, Sérgio Roberto Parada, elaborou um projeto que alia elegância e criatividade na utilização da tecnologia do aço e um forte sentido de dinâmica espacial, muito adequados para tais instalações.

Obras importantes para os sistemas de metrô têm sido elaboradas por arquitetos como o paulista Wilson Bracetti para a estação Sumaré em São Paulo, o paulista João Walter Toscano para a estação Pêssego e o paulista João B. Martinez Correa, para a estação Cardeal Arcoverde no Rio de Janeiro.

Para o sistema de trens metropolitanos de São Paulo, o arquiteto paulista Luiz Carlos Esteves criou um conjunto de sete estações ao longo do rio Pinheiros que apresentam forte presença na paisagem urbana pelo uso de estruturas metálicas para as aerodinâmicas passarelas e outros espaços do conjunto.


No próximo artigo, estarei encerrando minha análise de nossa arquitetura. Um grande abraço

Conheça o curso a distancia IBDA-SitEScola: Viabilidade Executiva em Empreendimentos na Prática de Engenharia de Custos.

Comentários

Mais artigos

A arrasadora componente tecnológica da corrupção das funções de estado

Seriam mesmo exageradas as exigências ambientais?

Como escolher o terreno certo pra construir sua casa

Documentação: o que é necessário saber antes de uma reforma

A importância de Inspeção Predial Periódica

Dicas de construção e reforma

Não esqueça a calçada na hora de reformar

Tenho que reformar, e agora?

Construir uma casa geminada: Boa ideia ou dá problemas?

Oito regras de ouro para poupar dinheiro na construção

Quais os 5 problemas mais comuns na reforma

Cuidados na compra de um imóvel usado

Vai reformar? Locação de galpão é uma opção.

Dicas para organizar a casa antes da reforma

5 vantagens do gás canalizado para sua residência

Como vistoriar o Imóvel Alugado.

Pavimento permeável

A nova perícia e o mercado imobiliário

Como conservar peças de madeira na sua casa

Dicas para reforma e ampliação de residências

Vai começar uma reforma?

Conheça (e fuja) dos erros em construções e reformas

Dez revestimentos fáceis de limpar para diferentes ambientes da casa

Mercado imobiliário: O que você precisa saber antes de comprar um imóvel?

A inclinação do terreno influencia no preço da construção de uma casa?

Nova norma para a regularização de reformas - ABNT NBR 16280

7 sinais de que sua casa precisa de uma reforma

O que é um telhado de treliça de madeira?

Qual a altura ideal para tomadas na parede: em cima, no meio ou em baixo?

Como comprar um lote com segurança: 10 principais cuidados para não ter problemas.

Imóvel na planta sem registro é crime.

Esquadrias na construção civil

Vai reformar a casa? Confira dicas importantes

Como construir duas casas em um lote ou terreno?

Ventilador de Teto: Confira as dicas para não errar na escolha.

As primeiras coisas que deve fazer agora que comprou um imóvel.

Que cuidados tomar ao contratar a mão de obra para uma reforma ou construção?

Dicas para planejar e concluir a reforma sem sofrimento

10 Cuidados para Comprar Terrenos em Loteamentos.

Dezesseis principais riscos em um canteiro de obras

Quais são as diferenças entre os vários tipos de esquadrias?

Recomendações na compra de terrenos

Concreto moderno importa tecnologia da Roma Antiga

Os cuidados que você deve ter ao contratar profissionais para sua obra ou reforma

Tenho que reformar, e agora?

Quem faz o que em um projeto de construção, reforma, decoração ?

Desperdício na obra, como evitar.

Concreto e PVC, um casamento promissor.

Normas para andar de elevador?

Acerte na Escolha do Terreno Ideal

Procedimentos Para Legalizar Uma Obra

Materiais de Construção - Como Comprar?

Quem é o profissional que vai cuidar de sua obra?

Utilização de Elevadores e Escadas Rolantes

Obras públicas: conheça seus direitos

E o terreno? Dicas de construção.

Aspectos legais, dicas de construção.

Projeto, dicas de construção.

A indústria nacional na UTI

Qualidade da acústica começa com a escolha dos tijolos

Portas e janelas de alumínio, como conservar.

Planta Baixa – Traçando linhas e medidas

Regime Diferenciado de Contratações: um erro de proporções olímpicas

Contratar ou não contratar?

Vai ter que mudar? Como planejar e organizar

Sonho da casa própria e suas armadilhas

Vale a pena comprar imóvel por meio de consórcio?

Preocupação estética reduz custos de manutenção em elevadores

Como economizar água e energia elétrica

Comércio, desindustrialização e violência

Avaliação imobiliária : a técnica vencendo a intuição

Documentação do imóvel. O que é necessário na hora da compra?

Arquitetura que cola: obra exigiu nova técnica de construção civil

Na compra de um imóvel usado, saiba avaliar as condições

Copa de 2014: É hora de falar sério, Brasil

Planejando sua construção. Ou, evitando surpresas desagradáveis.

O pior gargalo é o governo

PAC: Gargalos e tropeços!

As catástrofes não avisam, o que fazer frente a isso? - O conceito de Arquitetura Emergencial

Construção civil: Pesquisa mostra otimismo do setor com economia em 2010

11,5 Bilhões. Bondes modernos.

Incompetência para investir.

A Década da Infraestrutura.

Vai construir? Planejando para economizar.

Imóvel na praia: investimento ou despesa?

Água como material de construção

Vai construir? E os aspectos legais?

Vai construir? E o terreno?

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - final

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - parte 03

Dicas de construção: Quem contratar?

Serviços de engenharia e as dúvidas dos síndicos

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - parte 02

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - parte 01

Construção civil e sua eterna crise

Dicas de construção: e os Projetos?

Dicas para construir a casa dos seus sonhos

Construção confia em excelente 2º semestre.

A Construção Civil e seus Resíduos

Forros: além de decorativos podem ser solução para “aumentar” o pé-direito

Nova lei para elevadores e andaimes