Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Arq. Cristiana Azevedo

As catástrofes não avisam, o que fazer frente a isso? - O conceito de Arquitetura Emergencial



Lembram-se de Janeiro de 2010? Naquele ano tivemos a triste sensação de começar o ano com notícias de catástrofes naturais inesperadas. Haiti, Angra dos Reis e São Paulo tomaram conta de todos os jornais e assolaram o mundo com tamanha tristeza por suas vítimas.

Ninguém conseguiu prever o terremoto que destruiu grande parte do Haiti, os movimentos de terra que deixaram dezenas de vítimas em Angra e mais uma vez, as águas de chuva que invadiram São Paulo e outras tantas cidades do Brasil. Aliás, nunca choveu tanto em um mesmo mês.

As catástrofes não avisam quando irão chegar e cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e outras tantas da América Latina continuam sendo vítimas de tormentas, terremotos, maremotos, furacões e tempestades. Essas cidades, geralmente carentes de infra-estrutura urbana para receber tais catástrofes sofrem com os resquícios de milhares de famílias traumatizadas e desabrigadas.


Foto 1 – Província de San Juan, Argentina, depois do terremoto de 7,8 graus na escala Ritcher em 1944. Esse terremoto destruiu a cidade e praticamente ninguém salvou sua casa (Fonte: Diario de Cuyo);
Foto 2 – Porto Principe, Haití, depois do terremoto de 7 graus na escala Ritcher. Mais de 1 milhão de desabrigados em janeiro de 2010 (Fonte: Ultima hora);
Foto 3 – Um bairro inteiro de São Paulo inundado, 2009/2010 (Fonte: Estadão);
Foto 4 – Angra dos Reis, 2010. Deslizamento no Morro da Carioca, em Angra dos Reis. (Fonte: Danielle Viana Bartholomeu/VC no G1).


O enorme impacto social causado por esses desastres naturais mobiliza milhares de profissionais a se solidarizarem e prestarem serviços às vítimas.

Mas e o profissional do ambiente construído? Que serviço prestar nessa situação? Qual a função da arquitetura em meio às tais catástrofes?

Prestemos atenção à cifra do terremoto do Haiti: Mais de 1 milhão de desabrigados, traumatizados e sem teto. Com certeza devemos apresentar soluções imediatas de habitação para essa população. Devemos fazer nossa parte...

É exatamente aí que se encaixa o conceito de Arquitetura Emergencial. Essa Arquitetura deve solucionar o problema do “aqui e agora” de forma simples, rápida e direta, proporcionando unidades habitacionais à população que por conseqüência de um desastre perdeu sua moradia. Essa Arquitetura devolve a dignidade, proporcionando um lar que lhes dá o direito de seguir com sua vida adiante e usufruir de suas necessidades mais básicas de comer, dormir, se proteger das intempéries e ao mesmo tempo remeter a seu lar original.

Por isso as diretrizes principais dessa arquitetura são:

  1. Rapidez e agilidade em sua construção ou montagem
  2. Capacidade de adequação a qualquer terreno
  3. Equilíbrio ambiental em sua implantação
  4. Uso de materiais encontrados em seu entorno imediato
  5. Simplicidade formal
  6. Técnicas construtivas locais, evitando criar dependência tecnológica
  7. Soluções de baixíssimo custo
  8. E principalmente deve ter aspecto de um lar


Vejamos alguns exemplos encontrados no mundo:

Projeto SEED e os Containeres
O Projeto SEED, dos arquitetos Martha Skinner e Doug Hecker, humaniza containeres, transformando-os em verdadeiros lares.

O conceito do projeto se baseia em: Direcionar o superávit constante dos contêineres; Desenvolver soluções de habitação de baixo custo; Aproveitar as características dessa unidade: capacidade de transportar grandes quantidades de carga e resistência às condições climáticas extremas.

Dessa maneira se torna “uma verdadeira casa: segura, confortável e ambientalmente amigável”, como se deve ser.


Imagem 4: Containeres humanizados e transformados em lar com baixo custo e rapidez (Fonte: www.cusa-dds.net)



Projeto Make it Right
Esse projeto idealizado pelo ator Brad Pitt desenvolve unidades habitacionais de vilas de emergência em Nova Orleans, direcionadas às vítimas do furacão Katrina.

Vale a pena conferir o projeto inteiro, onde 13 escritórios de arquitetura, entre eles MVRDV, KieranTimberlake Associates e Morphosis contribuíram para o projeto de casas unifamiliares.

Os projetos incluem “plantas diferenciadas, painéis solares, coletores de água da chuva e varanda, uma característica altamente valorizada no bairro que valoriza a sociabilidade e de conexão com a comunidade”.


Imagem 1: Projeto do escritório KieranTimberlake Associates (Fonte: www.makeitrightnola.org)



Imagem 2: Projeto do escritório Morphosis (Fonte: www.makeitrightnola.org)



Imagem 3: Projeto do escritório MVRDV (Fonte: www.makeitrightnola.org)


Esse texto foi inspirado nos ótimos textos:  
Do Blog Parede de Meia: http://parededemeia.blogspot.com/ escrito pelo Arq. Fernando Lara;
“Arquiteto sem fronteira” de Jordi Balari, arquiteto e membro da ONG Arquitetos sem fronteiras, Espanha (http://www.vitruvius.com.br/arquitextos/arq000/esp137.asp)

Para saber mais:
“Arquitetos sem fronteiras” (Architects Without Borders), que atua na reconstrução em áreas de desastres naturais e conflitos, site www.awb.iohome.net;
Projeto SEED: www.cusa-dds.net/seed;
Projeto Make it Right: http://www.makeitrightnola.org




Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Limpeza de primavera prepara a casa para as boas energias da nova estação

A arrasadora componente tecnológica da corrupção das funções de estado

Seriam mesmo exageradas as exigências ambientais?

Como escolher o terreno certo pra construir sua casa

Documentação: o que é necessário saber antes de uma reforma

A importância de Inspeção Predial Periódica

Dicas de construção e reforma

Não esqueça a calçada na hora de reformar

Tenho que reformar, e agora?

Construir uma casa geminada: Boa ideia ou dá problemas?

Oito regras de ouro para poupar dinheiro na construção

Quais os 5 problemas mais comuns na reforma

Cuidados na compra de um imóvel usado

Vai reformar? Locação de galpão é uma opção.

Dicas para organizar a casa antes da reforma

5 vantagens do gás canalizado para sua residência

Como vistoriar o Imóvel Alugado.

Pavimento permeável

A nova perícia e o mercado imobiliário

Como conservar peças de madeira na sua casa

Dicas para reforma e ampliação de residências

Vai começar uma reforma?

Conheça (e fuja) dos erros em construções e reformas

Dez revestimentos fáceis de limpar para diferentes ambientes da casa

Mercado imobiliário: O que você precisa saber antes de comprar um imóvel?

A inclinação do terreno influencia no preço da construção de uma casa?

Nova norma para a regularização de reformas - ABNT NBR 16280

7 sinais de que sua casa precisa de uma reforma

O que é um telhado de treliça de madeira?

Qual a altura ideal para tomadas na parede: em cima, no meio ou em baixo?

Como comprar um lote com segurança: 10 principais cuidados para não ter problemas.

Imóvel na planta sem registro é crime.

Esquadrias na construção civil

Vai reformar a casa? Confira dicas importantes

Como construir duas casas em um lote ou terreno?

Ventilador de Teto: Confira as dicas para não errar na escolha.

As primeiras coisas que deve fazer agora que comprou um imóvel.

Que cuidados tomar ao contratar a mão de obra para uma reforma ou construção?

Dicas para planejar e concluir a reforma sem sofrimento

10 Cuidados para Comprar Terrenos em Loteamentos.

Dezesseis principais riscos em um canteiro de obras

Quais são as diferenças entre os vários tipos de esquadrias?

Recomendações na compra de terrenos

Concreto moderno importa tecnologia da Roma Antiga

Os cuidados que você deve ter ao contratar profissionais para sua obra ou reforma

Tenho que reformar, e agora?

Quem faz o que em um projeto de construção, reforma, decoração ?

Desperdício na obra, como evitar.

Concreto e PVC, um casamento promissor.

Normas para andar de elevador?

Acerte na Escolha do Terreno Ideal

Procedimentos Para Legalizar Uma Obra

Materiais de Construção - Como Comprar?

Quem é o profissional que vai cuidar de sua obra?

Utilização de Elevadores e Escadas Rolantes

Obras públicas: conheça seus direitos

E o terreno? Dicas de construção.

Aspectos legais, dicas de construção.

Projeto, dicas de construção.

A indústria nacional na UTI

Qualidade da acústica começa com a escolha dos tijolos

Portas e janelas de alumínio, como conservar.

Planta Baixa – Traçando linhas e medidas

Regime Diferenciado de Contratações: um erro de proporções olímpicas

Contratar ou não contratar?

Vai ter que mudar? Como planejar e organizar

Sonho da casa própria e suas armadilhas

Vale a pena comprar imóvel por meio de consórcio?

Preocupação estética reduz custos de manutenção em elevadores

Como economizar água e energia elétrica

Comércio, desindustrialização e violência

Avaliação imobiliária : a técnica vencendo a intuição

Documentação do imóvel. O que é necessário na hora da compra?

Arquitetura que cola: obra exigiu nova técnica de construção civil

Na compra de um imóvel usado, saiba avaliar as condições

Planejando sua construção. Ou, evitando surpresas desagradáveis.

As catástrofes não avisam, o que fazer frente a isso? - O conceito de Arquitetura Emergencial

Incompetência para investir.

A Década da Infraestrutura.

Vai construir? Planejando para economizar.

Imóvel na praia: investimento ou despesa?

Água como material de construção

Vai construir? E os aspectos legais?

Vai construir? E o terreno?

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - final

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - parte 03

Dicas de construção: Quem contratar?

Serviços de engenharia e as dúvidas dos síndicos

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - parte 02

Arquitetura brasileira contemporânea: caminhos - parte 01

Dicas de construção: e os Projetos?

Dicas para construir a casa dos seus sonhos

A Construção Civil e seus Resíduos

Forros: além de decorativos podem ser solução para “aumentar” o pé-direito