Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Procuramos o desenvolvimento de nosso setor, em todos os aspectos,e saúde é sempre fundamental. Nessa nova área, temos a parceria e orientação do “Grupo Faz Bem”, que é composto por vários canais de comunicação, incluindo uma Editora, TV e Rádio web. O portal de saúde e relacionamentos www.fazbem.com carrega o mix de conteúdo sendo o número um, no site de busca Google. Os artigos são todos preparados por especialistas na área de saúde e relacionamento e cuidadosamente revisado pelos jornalistas J.Washington e Darleide Alves


Acesse : www.fazbem.com

Em Saúde para Profissionais (veja mais 64 artigos nesta área)

por Redação do Fórum da Construção

8 dicas para cuidar de uma pessoa deprimida



A depressão é uma das doenças mais recorrentes do século XXI, afetando homens e mulheres de todas as idades. Quem sofre de depressão parece ter estagnado, não encontra forças para enfrentar o cotidiano e chega a pensar que a vida não tem qualquer significado. Lidar com uma pessoa deprimida não é fácil, mas também não é impossível.




1. Compreender a doença. A depressão é uma doença como qualquer outra e a melhor forma de lidar com uma pessoa deprimida é saber exatamente quais os efeitos que a depressão causa no doente, o que este sente e qual a melhor forma de lidar com tudo isso. Ler muito sobre o assunto, acompanhar a pessoa deprimida ao médico, participar em comunidades reais ou virtuais são as principais formas de compreender a depressão e saber dar resposta às angústias e necessidades da pessoa deprimida. Não saber o que é uma depressão e de que forma se manifesta, dificulta a compreensão dos comportamentos da pessoa deprimida.

2. Apoio emocional. A depressão não é uma doença que passa de um momento para o outro, ou seja, demora tempo a passar – meses e, em alguns casos, até anos. Durante esse tempo, aquilo que a pessoa deprimida mais necessita – para além do acompanhamento médico – é o apoio emocional de quem a rodeia. Compreensão, paciência e carinho são os fatores chaves para quem está a cuidar de uma pessoa deprimida. Mostre empatia, seja um bom ouvido, dê muitos abraços e, quando na dúvida sobre o que fazer ou dizer, pergunte sempre: “como posso ajudar?”.

3. Saber distinguir a pessoa da doença. É muito difícil lidar com e ajudar uma pessoa deprimida, principalmente quando ela expressa emoções tão intensas como a tristeza, pessimismo, raiva e frustração. Faça o possível para se lembrar que é a doença que está a falar e não a pessoa. Evite tentar convencer a pessoa deprimida que aquilo que sente não é real e que ela pode simplesmente “animar-se” para que isso passe. Em vez de dar conselhos e sugestões, mantenha-se neutro, ouça e ofereça-se para ajudar naquilo que for preciso.

4. Delinear um plano. Ninguém pode ficar sentado em casa à espera que uma depressão passe por si só ou que os medicamentos façam o seu efeito de um dia para o outro – se assim for, ela nunca desaparecerá. É preciso delinear um plano de ação em conjunto com a pessoa deprimida: é preciso saber quais são as coisas que parecem piorar a depressão e evitá-las, mas também perceber quais as atividades que dão um novo alento à pessoa deprimida e repeti-las. Outros cuidados básicos que podem melhorar a qualidade de vida de uma pessoa deprimida passam pela correta utilização dos medicamentos, fazer uma dieta alimentar saudável, dormir o suficiente, praticar exercício físico, participar numa terapia individual ou de grupo e ter algum tipo de agenda social. A depressão não precisa ser uma doença incapacitante e é preciso vencê-la, um passo de cada vez.

5. Tempo de qualidade juntos. É crucial que a depressão não domine a vida da pessoa deprimida e nem a daquelas que diariamente convivem com essa pessoa. Quais são as coisas que normalmente fazem juntos? Façam-nas! Quantas mais vezes, melhor. A diversão é um dos melhores remédios para a depressão. Num estado de depressão é extremamente importante manter uma vida o mais normal e otimista possível. Normal é bom – não deixe que a pessoa deprimida coloque a sua vida em standby por causa da depressão.

6. Tarefas diárias. Para uma pessoa deprimida, até os gestos e rotinas mais mundanas do dia-a-dia se tornam um enorme suplício – tudo custa, tudo é demais, tudo é fonte de stress e não apetece fazer nada. Uma das formas mais simples de apoiar uma pessoa deprimida é ajudá-la com as suas pequenas tarefas diárias: pode ser algo tão simples como ir buscar as crianças à escola, ajudá-lo a fazer o jantar, na limpeza da casa ou fazer as compras de supermercado. Ficará surpreendido com o efeito positivo que este tipo de ação terá numa pessoa deprimida, que se sentirá imediatamente mais aliviada.

7. Sair de casa. Uma pessoa deprimida tem uma enorme tendência para se desligar do mundo e fechar-se em casa, o que só dificulta ainda mais a situação. Quanto mais tempo a pessoa deprimida se isolar, mais difícil será ela voltar ao “mundo real”. Só o fato de estar ao ar livre e a apanhar sol já é extremamente benéfico para uma pessoa deprimida, mas pode ainda juntar a isso uma pequena caminhada, uma tarde de jardinagem, um almoço fora ou uma sessão de cinema com um grupo de amigos mais íntimos. Pode custar inicialmente, mas este tipo de atividades são uma lufada de ar fresco para a pessoa deprimida.

8. Cuidar de si. Quem cuida de uma pessoa que está doente, também precisa de se cuidar, caso contrário pode facilmente ficar fisicamente exausto, emocionalmente desgastado e com elevados índices de ansiedade e stress. É crucial que quem cuida de uma pessoa deprimida não concentre cada minuto do seu dia nessa pessoa, no seu estado e nos seus problemas – é necessário que continue a fazer a sua vida normal, sem esquecer os momentos de lazer, sem sentimentos de culpa. Se sentir que já não consegue mais ou que precisa de uma pausa, peça apoio a um familiar ou amigo e descanse durante uns dias. Se não estiver em plena forma, não será grande ajuda para a pessoa deprimida.




Fonte:www.cuidamos.com




Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Oito dicas que ajudam a lidar com a pressão e o estresse

O stress e a organização no ambiente de trabalho

Tristeza natalina: por que acontece e como evitar

A importância da saúde para a competitividade das organizações

Abraços podem ajudar a prevenir estresse e outras doenças

Os 10 mandamentos de quem quer seguir uma dieta

10 principais problemas de saúde desenvolvidos no trabalho

Nove dicas para prevenir problemas de coluna

5 passos para melhorar a sua autoestima

Como cuidar da saúde, enquanto se está no trabalho?

O stress e a organização no ambiente de trabalho

Sedentarismo

Atividades para idosos: a vida começa aos 60!

Doenças do trabalho

Quais são os melhores alimentos para ter uma pele saudável?

Equilíbrio nos idosos

O Stress e Diabetes

Caminhar melhora a criatividade

Falta de exercício é principal fator de risco para mulheres

Tudo sobre o estresse

Como conversar e lidar com um idoso teimoso

Infidelidade conjugal: Prazer ou Dor?

Como é que o envelhecimento afeta a saúde sexual

Como cuidar da sua saúde durante o trabalho

6 dicas para acabar com o estresse no trabalho

Para melhorar a mente, aprenda algo realmente novo

Você não consegue julgar o comportamento dos seus amigos

É possível evitar a barriguinha da meia-idade?

Comer demais já mata mais do que fome no mundo

Sete dicas para afastar o estresse sem sair da mesa de trabalho

12 hábitos que ajudam a ter uma saúde mais plena

Como identificar os sinais de uma depressão

Leite de Soja – Propriedades Medicinais

Como tornar os dias dos idosos mais agradáveis.

Conheça mitos e verdades sobre exercícios abdominais

Como reduzir o problema do mau hálito

Andar é tão bom para o corpo quanto correr, com menos riscos

Como cuidar da sua saúde durante o trabalho

8 dicas para cuidar de uma pessoa deprimida

Civilização moderna, pessoas modernas e doenças modernas

Esclarecendo 25 dúvidas sobre o consumo de sal

Envelhecer - uma tarefa que exige cuidados simples

Os exercícios e a reciclagem do corpo

Sete hábitos para um coração saudável

Suar é importante para manter a temperatura, mas não emagrece

7 segredos para sua caminhada dar certo

Como cuidar do corpo para dominar o estresse

Pessoas bem informadas alimentam-se melhor

O que é o alongamento?

Plantas e ervas em excesso podem fazer mal à saúde!

Doces e açúcares na enxaqueca

Saúde: Seis regras de ouro para você.

Sonolência excessiva diurna, um problema atual

Filhos: os pais não tem como acompanhar o tempo todo, mas é preciso ter muito cuidado

Cogumelos, por que fazem bem à saúde?

Atividade física é qualidade de vida

Dilemas morais: Nós somos mais ou menos morais do que pensamos?

Uma maneira refrescante de cuidar da saúde: suchás

Os campeões são vegetarianos? Perguntas e respostas.

Ciúme ou medo?

Familiar deprimido? O que fazer

É hora de desintoxicar!

Relacionamentos: Como conviver com a sogra!

Alimentos saudáveis, de A a Z.

A importância da saúde na carreira profissional