Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Procuramos o desenvolvimento de nosso setor, em todos os aspectos,e saúde é sempre fundamental. Nessa nova área, temos a parceria e orientação do “Grupo Faz Bem”, que é composto por vários canais de comunicação, incluindo uma Editora, TV e Rádio web. O portal de saúde e relacionamentos www.fazbem.com carrega o mix de conteúdo sendo o número um, no site de busca Google. Os artigos são todos preparados por especialistas na área de saúde e relacionamento e cuidadosamente revisado pelos jornalistas J.Washington e Darleide Alves


Acesse : www.fazbem.com

Em Saúde para Profissionais (veja mais 64 artigos nesta área)

por Redação do Fórum da Construção

Como identificar os sinais de uma depressão



Quando as pessoas deixam de sentir prazer na realização dos seus passatempos e atividades preferidas e estão constantemente desmotivadas e em baixo, é sinal de que poderão estar a sofrer de uma depressão. Saiba como identificar os sinais de aviso da depressão e viva uma vida alegre, relaxada e bem-disposta.



O que é a depressão?

A depressão é uma das doenças mais conhecidas do século XXI e afeta homens e mulheres de todas as idades. Trata-se de uma doença mental que se caracteriza pelo cansaço físico e psicológico, falta de interesse, perda de energia e está frequentemente associada a um sentimento de tristeza profunda e prolongada.

Ter sentimentos depressivos faz parte das circunstâncias da vida e parte do processo de envelhecimento, especialmente quando se passa por uma situação ou experiência negativa. No entanto, se os sintomas se agravarem e perdurarem mais de duas semanas consecutivas, é necessário procurar ajuda especializada.

A depressão pode ser episódica, recorrente ou crónica e pode durar alguns meses a alguns anos. Se não for tratada de uma forma correta e atempada, a pessoa deprimida começa a sentir-se cada vez mais triste e em baixo. Em casos extremos, a depressão pode conduzir ao suicídio, dado que a vida deixa de fazer sentido.

Sinais de alerta da depressão

Como é que sabe que precisa de ajuda? Afinal de contas, o envelhecimento provoca muitos problemas que podem deixar qualquer um deprimido. Uma pessoa pode ser obrigada a lidar com a perda de um familiar ou de amigo próximo, pode ter dificuldades em ajustar-se à reforma ou não se conformar por sofrer de uma doença crónica. Assim sendo, existem vários motivos que justificam o facto de uma pessoa se sentir triste, mas as pessoas, mais cedo ou mais tarde, acabam por recuperar o seu equilíbrio emocional.

Se a depressão não for tratada convenientemente, ela poderá durar várias semanas, meses e até anos. Para que tal não aconteça, é necessário conhecer os sinais de alerta da depressão, para tratar a doença de uma forma mais eficaz. Dos sinais mais evidentes, destacam-se os seguintes:

- Um sentimento de vazio, tristeza permanente e prolongada e muita ansiedade
- Cansaço e falta de energia no cumprimento das responsabilidades e obrigações do dia-a-dia
- Perda de interesse e prazer nas atividades normais do quotidiano, incluindo alterações do desejo sexual
- Alterações no sono: normalmente, as pessoas deprimidas sofrem de apneia do sono e têm muitas dificuldades em ter uma noite de sono descansado
- Um sentimento de irritação constante, falta de confiança e de autoestima
- Comer mais do que aquilo que é habitual e fazer uma dieta desregulada e subnutrida
- Dores incomodativas e constantes que demoram muito tempo a desaparecerem
- Dificuldades de concentração, perdas de memória e incapacidade de tomar decisões
- Um sentimento de culpa, derrota e de impotência
- Pensamentos de morte ou de suicídio

Por vezes, a depressão esconde-se atrás de um rosto sorridente. Como tal, é preciso saber observar corretamente todos os sinais de alerta para tratar a doença atempadamente. Esteja particularmente atento aos idosos que moram sozinhos em casa, uma vez que estes têm tendência a sentirem-se excluídos e abandonados. Quando uma pessoa diz que ninguém quer saber dela, isso é um sinal claro de que está a pedir ajuda e cabe-lhe a si saber interpretar esse pedido.

Quais são os fatores de risco

Existem determinados fatores de risco que contribuem para o estabelecimento de uma depressão. São eles:

- Um histórico familiar de depressão
- Inúmeros episódios de depressão no passado
- A ocorrência de uma perda significativa, como a perda de um familiar ou de amigo querido
- Ser do género feminino - a depressão é mais frequente nas mulheres, especialmente na adolescência, no primeiro ano após o parto, menopausa e pós-menopausa
- Sofrer de uma doença crónica, como a diabetes, artroses, fibromialgia, cancro e outras doenças
- Sofrer de ansiedade e entrar facilmente em pânico
- Coabitar com um familiar portador de uma doença grave e crónica (pessoas que cuidam de doentes com Alzheimer)
- Ser dependente de substâncias químicas (drogas) e álcool
- Ter uma profissão geradora de stress
- Ser idoso

O que causa a depressão

Não há uma razão concreta para a depressão, pois as causas diferem muito de pessoa para pessoa. Contudo, pode-se afirmar que existem fatores que influenciam o aparecimento e a permanência de episódios depressivos. Como, por exemplo, condições de vida adversas, o divórcio, a perda de um ente querido, o desemprego, entre outros.

É muito importante descobrir qual o fator ou os fatores que desencadearam a crise depressiva para que o doente possa enfrentar e lidar melhor com esse problema durante o tratamento.

É de realçar que algumas doenças podem provocar ou facilitar a ocorrência de situações depressivas ou o desenvolvimento para uma depressão crónica. São disso exemplo, a doença de Parkinson, os vários tipos de cancro, a demência, entre outras doenças crónicas.

Os problemas de saúde e a sua relação com a depressão

Com o envelhecimento, os sinais de depressão são mais dispersos e difíceis de detetar e podem ser confundidos e associados a outras doenças. Existem algumas ações que conduzem ao agravamento da depressão e fazem com que ela não seja corretamente tratada. Por exemplo:

Os medicamentos

A ingestão de determinados medicamentos para debelar um eventual problema de saúde, como uma doença cardíaca ou uma pressão arterial elevada, pode causar várias alterações de humor. As pessoas ficam mais irritadas, cansadas e desanimadas e muitas vezes não sabem que isso se deve à medicação que estão a tomar.

As doenças crônicas

As pessoas que sofrem de doenças graves, como o cancro, a diabetes, a doença de Parkinson, AVC, entre outras, têm tendência a ficarem deprimidas devido ao seu estado geral de saúde. Nestes casos, existe uma preocupação constante acerca dos efeitos da doença e isso faz com que as pessoas se sintam mais desiludidas e deprimidas.

A genética

A genética desempenha um papel importante no desenvolvimento da depressão e pode ser explicada geneticamente. Os filhos de pais deprimidos têm mais hipóteses de sofrerem da doença e de terem crises depressivas ao longo da sua vida.




Fonte:www.cuidamos.com



Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Oito dicas que ajudam a lidar com a pressão e o estresse

O stress e a organização no ambiente de trabalho

Tristeza natalina: por que acontece e como evitar

A importância da saúde para a competitividade das organizações

Abraços podem ajudar a prevenir estresse e outras doenças

Os 10 mandamentos de quem quer seguir uma dieta

10 principais problemas de saúde desenvolvidos no trabalho

Nove dicas para prevenir problemas de coluna

5 passos para melhorar a sua autoestima

Como cuidar da saúde, enquanto se está no trabalho?

O stress e a organização no ambiente de trabalho

Sedentarismo

Atividades para idosos: a vida começa aos 60!

Doenças do trabalho

Quais são os melhores alimentos para ter uma pele saudável?

Equilíbrio nos idosos

O Stress e Diabetes

Caminhar melhora a criatividade

Falta de exercício é principal fator de risco para mulheres

Tudo sobre o estresse

Como conversar e lidar com um idoso teimoso

Infidelidade conjugal: Prazer ou Dor?

Como é que o envelhecimento afeta a saúde sexual

Como cuidar da sua saúde durante o trabalho

6 dicas para acabar com o estresse no trabalho

Para melhorar a mente, aprenda algo realmente novo

Você não consegue julgar o comportamento dos seus amigos

É possível evitar a barriguinha da meia-idade?

Comer demais já mata mais do que fome no mundo

Sete dicas para afastar o estresse sem sair da mesa de trabalho

12 hábitos que ajudam a ter uma saúde mais plena

Como identificar os sinais de uma depressão

Leite de Soja – Propriedades Medicinais

Como tornar os dias dos idosos mais agradáveis.

Conheça mitos e verdades sobre exercícios abdominais

Como reduzir o problema do mau hálito

Andar é tão bom para o corpo quanto correr, com menos riscos

Como cuidar da sua saúde durante o trabalho

8 dicas para cuidar de uma pessoa deprimida

Civilização moderna, pessoas modernas e doenças modernas

Esclarecendo 25 dúvidas sobre o consumo de sal

Envelhecer - uma tarefa que exige cuidados simples

Os exercícios e a reciclagem do corpo

Sete hábitos para um coração saudável

Suar é importante para manter a temperatura, mas não emagrece

7 segredos para sua caminhada dar certo

Como cuidar do corpo para dominar o estresse

Pessoas bem informadas alimentam-se melhor

O que é o alongamento?

Plantas e ervas em excesso podem fazer mal à saúde!

Doces e açúcares na enxaqueca

Saúde: Seis regras de ouro para você.

Sonolência excessiva diurna, um problema atual

Filhos: os pais não tem como acompanhar o tempo todo, mas é preciso ter muito cuidado

Cogumelos, por que fazem bem à saúde?

Atividade física é qualidade de vida

Dilemas morais: Nós somos mais ou menos morais do que pensamos?

Uma maneira refrescante de cuidar da saúde: suchás

Os campeões são vegetarianos? Perguntas e respostas.

Ciúme ou medo?

Familiar deprimido? O que fazer

É hora de desintoxicar!

Relacionamentos: Como conviver com a sogra!

Alimentos saudáveis, de A a Z.

A importância da saúde na carreira profissional