Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Procuramos o desenvolvimento de nosso setor, em todos os aspectos,e saúde é sempre fundamental. Nessa nova área, temos a parceria e orientação do “Grupo Faz Bem”, que é composto por vários canais de comunicação, incluindo uma Editora, TV e Rádio web. O portal de saúde e relacionamentos www.fazbem.com carrega o mix de conteúdo sendo o número um, no site de busca Google. Os artigos são todos preparados por especialistas na área de saúde e relacionamento e cuidadosamente revisado pelos jornalistas J.Washington e Darleide Alves


Acesse : www.fazbem.com

Em Saúde para Profissionais (veja mais 71 artigos nesta área)

por Redação do Fórum da Construção

Conheça os riscos da poeira na Construção Civil e como evitá-los



Você sabia que nem sempre o perigo está nos equipamentos utilizados no trabalho? Às vezes, ele se encontra em pequenas partículas que são liberadas sem que a gente perceba. Sim, estamos falando sobre poeira e seus perigos que, apesar de serem causados por algo tão minúsculo, são bastante perigosos.


Esses resíduos sólidos, muito presentes no setor da construção civil por exemplo, são produzidos a partir do atrito, impacto, cortes, entre outras atividades de uma obra e se inalados acabam agredindo o aparelho respiratório dos trabalhadores e contribuindo para o desenvolvimento de doenças ao longo do tempo.

Tipos de poeira

Categorizamos os tipos de poeira como: mineral, alcalina, vegetal e metálica. Neste artigo iremos comentar sobre as poeiras minerais e metálicas, mais comuns em canteiros de obras.

A poeira metálica, como o nome já diz, são provenientes de atividades que envolvam metais. Os pequenos resíduos dessas operações podem desencadear no operário doenças no sistema respiratório, e também, febre e calafrios.

Já a poeira mineral é produzida por atividades como perfurações, extração de mineral, explosões, britagem de pedras, etc. Essa poeira possui uma sustância chamada sílica, naturalmente encontrada em certos tipos de pedra, areia e argila. Essa poeira branca é bastante nociva à saúde do trabalhador e pode provocar até câncer.

Doenças causadas pela poeira na construção civil

Silicose

É uma doença pulmonar causada pela inalação, em grandes ou pequenas quantidades, de pó de sílica. Ela surge a partir de inflamações no pulmão que podem desenvolver no paciente uma tuberculose ou até mesmo um câncer no órgão.

Pneumoconiose

Outra doença respiratória que se desenvolve a partir da inalação de poeira, causando danos variados ao sistema respiratório do trabalhador. Falta de ar, tosses secas e ponta dos dedos inchados são os principais sintomas da doença. Além disso, a pneumoconiose aumenta significativamente as chances de o operário desenvolver um câncer pulmonar.

Dermatites

Reação alérgica de pele que geralmente se manifesta na região das mãos, braços e face. Ocorre por causa do contato direto com uma substância irritante, como por exemplo, vapores orgânicos desprendidos das tintas e solventes. Seus principais sintomas são coceira e formação de bolhas ou manchas.

Você sabia? Construções com drywall

Atualmente, é muito comum a utilização de drywall nas construções. O que muita gente não sabe é que ao cortar ou lixar o drywall (e o gesso comum também) os trabalhadores se expõem a altas concentrações de poeira.

No início, esse contato com a poeira pode provocar leve irritação nos olhos, nariz e garganta do profissional, mas com o tempo, os sintomas se agravam. A garganta fica mais inflamada e isso acaba contribuindo para o surgimento de tosses mais fortes, produção de catarro e dificuldades respiratórias similares à asma.

Máscaras para construção civil

O uso adequado de equipamentos de proteção individual é fundamental para garantir a saúde do trabalhador. Certifique-se que seus equipamentos estejam em perfeitas condições de uso, higienizado e dentro do prazo de validade. Caso não esteja, solicite imediatamente outro a sua empresa.

Utilize Máscaras Respiratórias para evitar a inalação de poeira e de produtos químicos. Existem diversos modelos, do mais simples ao mais completo. Prefira as que acompanham filtros.

Medidas de controle de segurança coletiva também são necessárias. Umidificar o ambiente, lavando o piso e ventilar o local de trabalho são ótimas práticas para evitar as chances de doenças.

Diagnosticar a doença cedo é uma medida necessária para evitar que o problema de saúde se agrave. Isso pode ser feito por exame físico ocupacional e exames complementares, solicitados pelo médico. Solicite a antecipação do seu exame periódico caso note alguma alteração em seu estado de saúde.



Fonte:conectafg.com.br



Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Conheça os riscos da poeira na Construção Civil e como evitá-los

7 doenças que podem se originar no canteiro de obras

As 10 doenças mais comuns no Natal

O que são Doenças Modernas?

Suicídio: O Que Leva Uma Pessoa a se Suicidar?

Os efeitos da solidão na saúde

10 Tipos de Acidentes Mais Comuns na Construção Civil

Oito dicas que ajudam a lidar com a pressão e o estresse

O stress e a organização no ambiente de trabalho

Tristeza natalina: por que acontece e como evitar

A importância da saúde para a competitividade das organizações

Abraços podem ajudar a prevenir estresse e outras doenças

Os 10 mandamentos de quem quer seguir uma dieta

10 principais problemas de saúde desenvolvidos no trabalho

Nove dicas para prevenir problemas de coluna

5 passos para melhorar a sua autoestima

Como cuidar da saúde, enquanto se está no trabalho?

O stress e a organização no ambiente de trabalho

Sedentarismo

Atividades para idosos: a vida começa aos 60!

Doenças do trabalho

Quais são os melhores alimentos para ter uma pele saudável?

Equilíbrio nos idosos

O Stress e Diabetes

Caminhar melhora a criatividade

Falta de exercício é principal fator de risco para mulheres

Tudo sobre o estresse

Como conversar e lidar com um idoso teimoso

Infidelidade conjugal: Prazer ou Dor?

Como é que o envelhecimento afeta a saúde sexual

Como cuidar da sua saúde durante o trabalho

6 dicas para acabar com o estresse no trabalho

Para melhorar a mente, aprenda algo realmente novo

Você não consegue julgar o comportamento dos seus amigos

É possível evitar a barriguinha da meia-idade?

Comer demais já mata mais do que fome no mundo

Sete dicas para afastar o estresse sem sair da mesa de trabalho

12 hábitos que ajudam a ter uma saúde mais plena

Como identificar os sinais de uma depressão

Leite de Soja – Propriedades Medicinais

Como tornar os dias dos idosos mais agradáveis.

Conheça mitos e verdades sobre exercícios abdominais

Como reduzir o problema do mau hálito

Andar é tão bom para o corpo quanto correr, com menos riscos

Como cuidar da sua saúde durante o trabalho

8 dicas para cuidar de uma pessoa deprimida

Civilização moderna, pessoas modernas e doenças modernas

Esclarecendo 25 dúvidas sobre o consumo de sal

Envelhecer - uma tarefa que exige cuidados simples

Os exercícios e a reciclagem do corpo

Sete hábitos para um coração saudável

Suar é importante para manter a temperatura, mas não emagrece

7 segredos para sua caminhada dar certo

Como cuidar do corpo para dominar o estresse

Pessoas bem informadas alimentam-se melhor

O que é o alongamento?

Plantas e ervas em excesso podem fazer mal à saúde!

Doces e açúcares na enxaqueca

Saúde: Seis regras de ouro para você.

Sonolência excessiva diurna, um problema atual

Filhos: os pais não tem como acompanhar o tempo todo, mas é preciso ter muito cuidado

Cogumelos, por que fazem bem à saúde?

Atividade física é qualidade de vida

Dilemas morais: Nós somos mais ou menos morais do que pensamos?

Uma maneira refrescante de cuidar da saúde: suchás

Os campeões são vegetarianos? Perguntas e respostas.

Ciúme ou medo?

Familiar deprimido? O que fazer

É hora de desintoxicar!

Relacionamentos: Como conviver com a sogra!

Alimentos saudáveis, de A a Z.

A importância da saúde na carreira profissional