Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Revestimentos, Tintas e Vernizes (veja mais 45 artigos nesta área)

por Redação do Fórum da Construção

Pintura de móveis antigos: dicas.



A restauração de móveis é vantajosa e a oportunidade de poder personalizar as peças pode ser extremamente interessante. Confira dicas de como pintar móveis antigos.

A diferença entre um móvel velho e uma antiguidade é que nesse último caso alguém se esforçou para manter todo o encanto da peça. Investir na reforma de móveis antigos pode ser muito mais barato e divertido do que parece, pois é possível personaliza-los com muito estilo e elegância, além de economizar uns bons trocados na compra de móveis novos. Confira dicas de pintura para móveis antigos.




Como preparar as peças

Antes de iniciar a aplicação da primeira camada de tinta é indispensável retirar toda tinta velha, resíduos de cera e verniz. Esse passo é importantíssimo para a obtenção de um resultado final satisfatório.
A dica é começar pela a lavagem da peça com água e sabão. Em seguida deve ser aplicado um removedor de tinta, seguindo as instruções impressas na embalagem e lembrando-se de usar avental, luvas e óculos enquanto estiver manuseando solventes. Depois é só deixar o produto agir por algumas horas e em seguida raspar a tinta antiga com o auxílio de uma espátula. Palhas de aço também podem ajudar a remover a tinta amolecida.
Depois de remover a tinta, é necessário lavar novamente o móvel para retirar todos os resquícios do removedor e da tinta velha e em seguida aguardar uma boa secagem. É normal que algumas madeiras escureçam após a lavagem, e o uso de água oxigenada ou outros produtos específicos auxiliam no clareamento do móvel, devendo ser aplicados com a peça ainda úmida.

Cobrindo as imperfeições

Antes de iniciar a aplicação da tinta é preciso corrigir problemas como furos e imperfeições da madeira, que comprometem o visual da peça. É indicado utilizar uma massa de acabamento final, que pode ser encontrada em lojas de material para pintura.
A pasta deve ser aplicada com uma espátula e, logo em seguida, é necessário retirar todo o excesso. Depois é só aguardar a secagem e lixar a região com uma lixa bem delicada, para remover todas as irregularidades da superfície.

Aplicando a tinta

Existem, basicamente, duas opções de tinta que podem ser usadas na pintura de móveis. As tintas acrílicas são solúveis em água e são fabricadas com pigmentos em uma base de resina acrílica, com cobertura mais superficial e suave, enquanto as tintas esmaltes são fabricadas a partir de corantes em uma base de verniz, proporcionando cobertura mais intensa e profunda.
A escolha da tinta vai depender da proposta visual final. Se a ideia é realizar pátinas, satinês, decapês, aplicação de estêncil ou deixar um acabamento mais rústico, com um visual fosco-acetinado, a melhor escolha é a tinta acrílica.
As tintas esmalte são muito mais resistentes, porém a dificuldade de aplicação é maior, pois são necessárias várias demãos para um resultado satisfatório e o tempo de secagem é mais prolongado. É a escolha perfeita para quem procura por acabamento brilhante ou semi-brilho e deseja pintar peças escuras, com resíduos de tinta, laqueadas e até mesmo fórmicas.


A restauração de móveis antigos é vantajosa e a oportunidade de poder personalizar os móveis pode ser extremamente interessante. Seguindo as dicas fica muito mais fácil se aventurar na pintura de móveis antigos.



Fonte:www.mundodastribos.com



Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Tipos de pedras no revestimento de paredes

Porcelanato preto, branco, cinza e travertino.

Como aplicar verniz na madeira

Como escolher as cores para pintar a minha casa

O que é melhor? Tintas ou Texturas?

Como usar revestimentos de parede

Revestimento de parede externa em pedra

Como pintar móveis de formica

Como aplicar verniz na madeira

Textura de parede: uma forma agradável no revestimento

Revestimentos para piscinas

Como escolher a tinta ideal para o seu ambiente

Pintura na Construção Civil

Dicas de reforma: pintura de parede.

Como escolher o revestimento de parede ideal

Como remover uma textura e deixar a parede lisa novamente?

Tipos de vernizes

As Tintas na Proteção Anticorrosiva

Usando a cor para aumentar o ambiente

Paredes externas: dicas de revestimento

Como envernizar madeiras

Pisos de madeira de demolição: como escolher.

Tipos de grafiatos e texturas

O poder da cor na decoração de interiores

Como escolher as cores de tinta para pintar a casa

13 dicas para sua pintura ficar mais fácil.

Pintura de móveis antigos: dicas.

3 regras para decorar com cor em espaços pequenos

O Cobre na Arquitetura

Azulejos, dicas de assentamento.

Dicas para manutenção de pisos

Revestimentos para banheiros, o que usar?

Fachadas: causas comuns de ruína

Piso cerâmico, o que usar em casa?

A importância das cores

Pensando em fazer uma textura na parede?

Como combinar as cores da casa com a decoração

Repintura sem sustos

Revestimentos sustentáveis

Pisos frios: como usar e o que evitar na decoração

Evitando problemas durante pintura de imóvel

Orientações e cuidados para revestimento de piso com pedras naturais

O mistério do marketing das lajotas quebradas

Preservação arquitetônica e as Peles de vidro

Como conservar e dar brilho aos objetos de madeira

Com que tinta eu vou?