Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Alvenaria estrutural (veja mais 32 artigos nesta área)

por Tomás Lima

Vale a pena utilizar a alvenaria estrutural?



Você consegue estar sempre atualizado sobre as opções de construção, como alvenaria estrutural, por exemplo? A gente sabe que nem sempre é fácil conhecer os detalhes de cada modelo do mercado.

Nesse post, vamos falar tudo sobre alvenaria estrutural, seus diferenciais e benefícios. Como, por exemplo, oferecer mais agilidade e economia para uma obra.


Compreenda as diferenças entre Construção Convencional x Alvenaria Estrutural

Quais são as particularidades de cada modelo? Veja a seguir:

Construção Convencional

Esse é o método de construção mais popular no Brasil. Ele utiliza vigas e pilares moldados por madeira e tem como foco a separação de ambientes. Entre os principais materiais usados para a obra estão:

- Concreto armado;
- Ferragem para vigas e pilares;
- Tijolos;
- Blocos cerâmicos vazados.


O diferencial desse modelo é a flexibilidade para elaborar projetos diferenciados esteticamente, uma vez que não se utiliza formas prontas e padronizadas. Contudo, isso também pode provocar problemas no prumo ou nível, exigindo decisões de última hora durante a execução.

A construção convencional gera maiores gastos, pois a tubulação é instalada depois que as paredes já estão erguidas. Desse modo, o construtor desperdiça entre 20% e 30% do material.

O que acha de conferir mais algumas características específicas? Veja:

Pontos Negativos:

- Utiliza grande quantidade de massa de assentamento;
- Precisa aguardar cerca de 21 dias para retirar formas e escoramento;
- A parte hidráulica e elétrica é instalada quando a alvenaria já está pronta, o que demanda cortes na parede e gera entulho;
- Utilização de mão de obra por maior tempo.


Pontos Positivos:

- Execução de chapisco para reboco.

Alvenaria estrutural

Esse modelo de construção demanda um planejamento maior, pois a estrutura e a vedação são executadas ao mesmo tempo.

Quais os materiais utilizados na obra?

Esse modelo usa blocos cerâmicos e de concreto. A principal diferença é que os processos são executados ao mesmo tempo: enquanto as paredes são construídas também é realizada a instalação elétrica e hidrossanitária.

Esse modelo é resistente às ações climáticas e já é bastante utilizado no Brasil. A primeira obra foi concluída na década de 60, quando foi criado o primeiro conjunto de edifícios — o Central Parque da Lapa — que abrigava 4 prédios de 12 andares.

Todavia, ela só foi ganhar força no país na década de 90. Com os avanços tecnológicos e o aperfeiçoamento das técnicas de construção, foi possível unir a experiência norte-americana de blocos de concreto com o conceito de alvenaria não armada da Europa.

Afinal, quais são as características principais desse modelo?

- As alterações devem ser apresentadas no projeto;
- Diminuição do tempo para execução da obra;
- Necessidade de contratação de um calculista para acompanhamento do projeto;
- Redução do uso de massa de assentamento;
- Economia na obra com a instalação da rede elétrica e hidráulica durante a execução da alvenaria;
- Ideal para terrenos planos;
- Maior restrição para reformas ou mudanças no projeto durante a execução;
- Possibilidade de programação de gastos.


Entenda por que utilizar esse modelo

Como você já deve ter percebido, é importante que o projeto seja bem planejado e detalhado para evitar erros durante a obra. Mas, então, quais são suas vantagens?

- Economia de até 30% em relação ao sistema convencional, pois evita desperdício de material;
- Menor tempo de execução, já que a tubulação é instalada ao mesmo tempo em que as paredes são erguidas;
- Técnica de execução simples;
- Rapidez no treinamento da mão-de-obra;
- Redução no uso de concreto, aço e madeira;
- Maior organização e planejamento no processo de construção.


Conheça as características do material utilizado

A alvenaria estrutural deve atender às exigências da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas – que visa garantir qualidade e segurança à construção. Para tanto, você deve ficar atento aos seguintes detalhes do bloco utilizado:

- Capacidade de isolamento acústico e térmico;
- Resistência às alterações climáticas e ao fogo;
- Estabilidade mecânica;
- Resistência à compressão;
- Capacidade de absorção de água inferior ou igual a 10%;
- Precisão geométrica: a qualidade do bloco é essencial para garantir o desempenho da obra. Para tanto, deve-se conhecer o processo de fabricação utilizado e verificar as dimensões exigidas pela norma;
- Textura: os blocos não podem conter trincas ou fraturas a fim de garantir a resistência da construção.


Quais os tipos de bloco?


Há variados modelos de bloco de concreto no mercado. No entanto, cada um possui uma função específica. Portanto, é imprescindível ficar atento às suas formas e conversar com o fornecedor para adquirir o bloco ideal para a alvenaria estrutural.

O bloco vazado de concreto simples pode ser utilizado para vedação do imóvel. Esse é o modelo usado para obras em que as paredes não precisam suportar a estrutura.

Já para a alvenaria estrutural você deve informar ao fornecedor o objetivo da sua obra, para que ele forneça o bloco de concreto estrutural. Ele deve atender a NBR 6136/1994. Outra observação importante é que o material deve ser vazado para possibilitar a passagem das instalações.

Saiba onde utilizar alvenaria estrutural

Esse método de construção avançou bastante no Brasil nos últimos anos e, atualmente, pode atender imóveis de variados tipos:

Residenciais: é uma opção para construção de sobrados, imóveis populares e prédios com até 20 pavimentos. Todavia, é mais vantajoso em imóveis com poucos andares.

Isso porque quando a altura do edifício ultrapassa 15 pavimentos é necessário grautear parte dos blocos para compensar as tensões de compressão na base do imóvel.

Comerciais: esse modelo atende imóveis de pequeno e médio porte. Sendo assim, pode ser utilizada em escritórios, escolas e prédios públicos.

Conheça os cuidados fundamentais com o projeto

Nós entendemos que você quer entregar o melhor resultado possível para seu cliente. Por isso, devemos alertar que você deve ter cautela em alguns aspectos. Por exemplo: erros no projeto podem comprometer a estrutura, o que pode provocar rachaduras perto de portas e janelas e aumentar os riscos da construção.

Diante disso, é imprescindível manter uma boa comunicação com o calculista a fim de encontrar os locais ideais para instalar as aberturas. Também é preciso fazer amarrações com vergas e contravergas. Para tanto, deve-se utilizar barras de aço e concreto.

Há outro fator a ser considerado?

Sim. Você deve ficar atento ao alinhamento das paredes para a correta distribuição de cargas. Ademais, é importante utilizar uma densidade adequada nas paredes por m² de pavimento, entre 0,5 e 0,7 metros de paredes por m². Nesse caso, densidades divergentes podem comprometer a viabilidade de uma obra de vários pavimentos.

Saiba quando vale a pena usar alvenaria estrutural

Devido às suas particularidades, esse modelo é vantajoso em algumas situações, dependendo das características do local e das necessidades do proprietário.

Então, quando vale a pena utilizá-lo?

- Condomínios residenciais padronizados: quando a intenção é fazer casas iguais em um mesmo espaço, esse método é vantajoso por utilizar o mesmo projeto em toda a construção. Nesse caso, pode-se economizar mais de 30% na obra. Sendo assim, o modelo é uma excelente opção para obras do “Programa MInha Casa, Minha Vida”.
- Terrenos planos: quando há muito declive em uma área, há mais dificuldade para manter o prumo das paredes. Sendo assim, quando o terreno é plano esse modelo é ideal.
- Intenção de deixar os blocos aparentes: esse modelo garante uma boa aparência à construção, pois não há pilares que podem prejudicar a estética da obra.

Contudo, deve-se ficar atento às restrições deste formato. Quando o proprietário pensa em alterar características do imóvel, isso deve estar previsto no projeto inicial. É importante se lembrar de que esse modelo não aceita improvisos. Caso contrário, pode haver prejuízo na estrutura.

Sendo assim, é recomendável avaliar essa questão antes de iniciar a obra. No momento da construção ela pode trazer economia, mas na hora de vender o imóvel pode haver maior dificuldade.

No entanto, se o projeto contiver previsões de mudanças esse poderá ser um diferencial para a venda, apresentando variadas possibilidades ao comprador.

Além disso, portas e janelas amplas exigem reforço na estrutura, o que pode aumentar muito o custo da obra.

Conclusão

Viu quantas vantagens de utilizar a alvenaria estrutural na construção? Lembre-se sempre de elaborar um projeto detalhado para entregar uma obra segura e perfeita para seu cliente.

Este post esclareceu todas as suas dúvidas sobre o assunto? Esse é nosso desejo, e se assim foi, compartilhe para que mais profissionais possam tomar conhecimento dele.


Tomás Lima, Gestor de Conteúdo do Sienge, Graduado em Administração pela UFMG e apaixonado por Construção Civil




Fonte:sienge.com.br




Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue








Comentários

Mais artigos

As vantagens da alvenaria estrutural de blocos cerâmicos

Alvenaria autoportante, o que é e para que serve.

Vale a pena utilizar a alvenaria estrutural?

O que é alvenaria de embasamento?

Alvenaria Estrutural Armada

Que cuidados devo tomar ao usar alvenaria estrutural ?

Alvenaria Estrutural: uma solução econômica

Concreto armado vs. alvenaria estrutural: saiba mais sobre essas soluções

Trincas, fissuras, fendas e rachaduras exigem cuidado

Sistema construtivo convencional em alvenaria

Pré-requisitos para atuar com projetos estruturais

Bloco de concreto x bloco cerâmico na alvenaria estrutural

Tipos de Sistemas Construtivos para Casas

Conceitos de Alvenaria Estrutural

Como recuperar obras com problema estrutural?

A banalização da recuperação estrutural!

Diferenças entre alvenaria estrutural e convencional

Alvenaria de Vedação

Transporte do concreto requer cuidados especiais

Alvenaria estrutural: saiba como evitar patologias

Como lidar com as trincas nas edificações

Alvenaria estrutural com blocos de concreto: Como projetar a modulação?

Alvenaria estrutural: vantagens, desvantagens e cuidados.

Alvenaria estrutural de blocos de concreto

Alvenaria estrutural, conheça seus segredos

Porque construir com alvenaria estrutural?

Sistemas estruturais e concepção arquitetônica

Alvenaria estrutural. O que é?

Lajes nervuradas agilizam a construção e beneficiam o meio-ambiente

Procedimentos e cuidados na execução de alvenaria

Alvenaria com tijolos comuns

Tipos de tijolo para alvenaria

O que é alvenaria estrutural?