Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Esta área é patrocinada pela Eternit, no Brasil desde 1940, líder no mercado brasileiro de telhas e caixas-d’água de fibrocimento. Além desses produtos, oferece telhas metálicas, soluções para agilização de obras como o painel wall; caixas-d’água de fibrocimento e de polietileno Eterplac, uma placa cimentícia de excelente performance técnica e versatilidade e Louças Sanitárias, uma nova forma para a qualidade que todos já conhecem.
Focada na promoção da sustentabilidade, é signatária do Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas) e busca concentrar suas ações sociais e ambientais no público interno, nas comunidades e entidades no entorno de suas unidades.
Veja mais sobre a Eternit na página da empresa em nosso site

Em Coberturas / Sistemas Construtivos (veja mais 37 artigos nesta área)

por Redação do Fórum da Construção

Cobertura de vidro ou policarbonato: qual é a mais indicada?



Coberturas translúcidas são ótimas soluções para embelezar os espaços, contribuindo para a criação de ambientes diferenciados. E possibilitando ao mesmo tempo o contato com o meio externo e a proteção contra intempéries.

Além disso, pelo aproveitamento da luz natural, contribuem para a redução do consumo de energia elétrica no ambiente onde são instaladas.

O projeto de coberturas transparentes deve, porém, levar em consideração a exposição desta à radiação solar, de forma a se obter a transparência e luminosidade desejadas sem prejudicar o conforto térmico. Na hora de projetar tal instalação, a dúvida recai sobre o material a ser utilizado. O vidro laminado e o policarbonato são as opções mais indicadas para este uso. Mas quais são as vantagens e desvantagens de cada um?

Policarbonato: vantagens e desvantagens



O policarbonato é composto por uma resina resultante da reação entre derivados do ácido carbônico e o bisfenol. Uma das suas vantagens com relação ao vidro é apresentar uma resistência a impactos 250 vezes superior. Sendo mais recomendado para instalações sob árvores, por exemplo. Além disso, o policarbonato pode ser curvado a frio na própria obra. E é mais leve, aceitando, portanto, uma estrutura de fixação mais delgada e consequentemente mais barata.

Uma das principais desvantagens deste material é o seu coeficiente de dilatação térmica linear maior que o do vidro: caso suas fixações não sejam bem estudadas e executadas, a cobertura em policarbonato pode apresentar deformações e até mesmo trincas.

Vidro: vantagens e desvantagens



O vidro é um material composto basicamente por areia derretida e componentes que aumentam sua resistência mecânica e química contra esforços e intempéries. Por apresentar maior peso próprio, exige uma estrutura de apoio mais reforçada que o policarbonato. A maior vantagem do vidro em relação ao policarbonato como material para coberturas é sua durabilidade.

O vidro apresenta maior resistência à abrasão, de forma que sofre menos desgastes devido a intempéries e procedimentos de limpeza. Além disso, apresenta maior durabilidade que o policarbonato, que pode vir a perder a transparência e a integridade com o passar dos anos. Principalmente em locais que necessitam de maior frequência nos procedimentos de manutenção.

Conforto térmico e acústico para coberturas transparentes

Para o projeto de coberturas transparentes é essencial que sejam levadas em consideração as questões de conforto térmico e acústico no ambiente.

Diferentemente de paredes envidraçadas, que recebem insolação durante determinado período do dia, as coberturas transparentes estão constantemente expostas à radiação solar. Para evitar o efeito estufa, causado pelo acúmulo de energia térmica no ambiente, o produto deve ser corretamente especificado. Levando em consideração as necessidades do ambiente e a região onde se encontra.

Tanto o policarbonato quanto o vidro podem apresentar tratamento refletivo ou de retenção de infravermelho, de forma a melhorar seu desempenho térmico. Com relação ao conforto acústico, porém, as coberturas em vidro apresentam melhor desempenho. Podendo reduzir os incômodos causados por ruídos externos e intempéries.

Por ser mais pesado que o policarbonato, o vidro como material para coberturas transparentes exige um projeto sob medida. E a contratação de uma empresa credenciada e com experiência no serviço, de forma que este seja realizado de acordo com as expectativas para o ambiente.

Onde posso usar as coberturas?

Garagem na entrada da casa: Acabar com a luminosidade na entrada da sua casa não é nada legal né? A cobertura de vidro te protege da chuva e ainda garante a luminosidade para sua fachada.

Ambiente interno: É ecológico, bonito e interessante. Você pode usar a luz do sol para iluminar uma parte interna da casa, é só fazer o teto deste local em vidros! Além do que a vista que você vai ter do céu de dentro de casa será incrível.

Área externa: Quer usar uma área externa de sua casa mesmo em dias de chuva? Coberturas de vidro! Você vai garantir a luminosidade natural não perderá a vista do céu e para não se tornar uma estufa existem as películas de proteção solar.

Películas: Existem muitas películas no mercado, porém, as mais usadas são as de proteção U.V que refletem o calor sem atrapalhar muito a luminosidade. A película leitosa que deixa o vidro branco passando um pouco de luminosidade. A jateada que torna o a luz difusa e película fumê que tem uma função parecida às lentes de óculos escuros.

Dicas de instalação

Tenha os dados em mãos: Não tire pedidos de vidro sem antes fazer a medição pessoalmente no local. E conferir se há como instalar as peças através dos vãos existentes. Verifique também quantas pessoas são necessárias para a instalação. Qual maquinário ou ferramentas que irá usar, entre outros detalhes necessários para o planejamento do trabalho.

Livre de tensão: Os esforços da estrutura não podem ser transmitidos para os vidros. Para isso, o contato entre eles deve ser intermediado por um corpo mais mole, como borracha de etileno-propileno colocada em espaços apropriados nos perfis.

Atenção para o sistema construtivo: Conheça de antemão os materiais que compõe o sistema antes de definir as folgas para a dilatação do vidro e dos perfis. Aço e alumínio, por exemplo, dilatam muito mais que o vidro e, com isso, podem esmagá-lo causando sua quebra.

Suporte com segurança: É importante certificar-se de que todas as ancoragens mecânicas estão corretas, e se não há fraturas em pilares ou pontos de fixação dos vidros.

Sem goteira!: A vedação nas coberturas de vidro é fundamental. Para garanti-la, preencha todo o perímetro dos vidros com o selante, evitando assim o acúmulo de sujeira e de umidade quando o conjunto estiver pronto.

Já decidiu qual cobertura irá usar? Lembre-se que antes de tomar a sua decisão, defina qual tipo de reforma você irá fazer. E faça a comparação entre as duas opções.



Fonte:psdovidro.com.br




Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Cobertura de vidro ou policarbonato: qual é a mais indicada?

Conheças as telhas termo acústicas, principais vantagens e indicações

Como fazer um telhado gastando pouco ou gastando menos?

Diferenças entre os principais sistemas construtivos utilizados

Como consertar telhado com vazamento?

Vazamento de água da chuva pelo telhado: saiba mais

Quais são as opções para fazer o teto de uma construção?

Ecotelhado, ou telhado verde.

Como Limpar Telhados

Telhado: como deixar a casa mais fresca

Tipos de telhado: qual escolher?

Uma alternativa para sua cobertura: Telhas de concreto

Como projetar um telhado

Evite problemas no telhado

Como posso dimensionar a caixa d'água da minha residência?

Coberturas: usando a barreira radiante de maneira correta

Como pintar telhas de Fibrocimento?

O Calor e Seus Efeitos nas Edificações

Telhados brancos podem esquentar, e não esfriar

O que são placas cimentícias?

A utilização de placa cimentícia em sistemas construtivos. Algumas dicas.

Sistema construtivo pré-fabricado, ou sistema convencional?

Placas cimentícias ampliam opções para sistemas construtivos

Telhado inteligente economiza energia em todas as estações

Isolamento acústico. O que é? Como resolver?

Falando em saúde, e a Caixa d’água de sua casa?

Telhas metálicas levando versatilidade nos projetos de cobertura.

Sistema construtivo: rapidez, qualidade, com sustentabilidade.

Placa cimentícia, unindo versatilidade, leveza e solução arquitetônica

Light Steel Framing, versatilidade, rapidez na montagem e um excelente acabamento.

Cobertura com Telhas de fibrocimento

Proteção e beleza com telhados

Painéis Wall Eternit: projetos com aparência de obra de arte.

Placas cimentícias revitalizam fachadas

Uso de placas cimentícias na construção pode ser marcado pela criatividade

Telhas metálicas termoacústicas ganham pontos na construção verde

Obra rápida e limpa. Eco – Pousada Teju-Açu.

Cobertura estrutural Massimiliano Fuksas